Uma forma bem menos difícil de imigrar para o Canada – TFW – Manitoba – Parte 2


Este artigo está desatualizado. Em breve vamos publicar um guia de como Imigrar para o Canada através de Manitoba em 2020. Para um melhor panorama da imigração para o Canadá confira nossos últimos artigos todos de 2020: https://imigrar.com.br/saiba-como-imigrar-para-o-canada/

Esta é a segunda parte sobre o processo de imigração para o Canada através da província de Manitoba. Trata-se do TFW (Trabalhador Temporário Estrangeiro). Se não leu a primeira parte então aconselho a lê-la antes para poder melhor compreender a segunda parte. O link para a primeira parte: Primeira Parte Sobre TFW

Um dos requisitos do TFW é trabalhar 6 meses em Manitoba (qualquer cidade). Então para isso vale qualquer forma legal de trabalho: intercâmbio, visto de trabalho após estudo, etc. E é sobre como conseguir colocar em pratica essa forma de imigração que irei falar hoje.

Já falei muito desse assunto no Fórum do Site Imigrar. Por isso vou adaptar algumas coisas e colocar aqui, comentar, etc.

Primeiro vou explicar como obter o work permit para trabalhar em Manitoba (ou em qualquer província do Canada, tirando Quebec):

Você pode ir com um work permit de várias maneiras:
– sair contratada do Brasil;
– um vai estudando (college) e o outro recebe o work permit;
– intercâmbio onde se estuda primeiro e se trabalha depois;
– etc.

A minha sugestão principal e a mais segura de todas ainda é: para casais um vai matriculado em um college ou pós graduação ou mba, whatever, e o outro do casal recebe o visto de trabalho full time. A situação é boa para os dois pois: um estuda e após o curso vai ter um certificado ou diploma canadense que aumentará e muito suas chances de contratação no Canadá e o outro cônjuge vai trabalhando, sustentando a casa e, o mais importante,após 6 meses de trabalho aplicar para o visto de residente permanente através do TFW (que é o que estamos falando nesse artigo).

Para solteiros é o mesmo plano apenas vai ter que estudar e depois trabalhar então terá que ter uma economia melhor. Porém lembrando que após 6 meses de estudo você pode pedir o visto de trabalho part-time que dá o direito de trabalhar até 20 horas por semana.

Eu faria isso, no caso dos casados:
1) pediria o visto de estudo para um (college de 1 ano em uma área que vá melhorar o currículo da pessoa ou até um curso com alta empregabilidade);
2) após o visto ser aceito e emitido pelo Consulado e COM A CERTEZA DE QUE QUERO REALMENTE VIVER NO CANADÁ eu venderia tudo o que tenho (sim eu faria isso! aliás fiz algo parecido pois estou aqui sem RP por enquanto, só receberei em agosto);
3) Um ia estudar e o outro trabalhar. As crianças estudam de graça na escola sem problema algum (elas tem esse direito);
4) Após 6 meses o conjugue que está trabalhando irá dar entrada no visto de residente permanente através de Manitoba;
5) na pior das hipóteses se o conjugue não for útil para conseguir em 12 meses ser contratado ou ao menos despertar o interesse de uma oferta de emprego do patrão aconselho a se separar e procurar alguém mais capaz! kkkk tô brincando, agora a parte séria: no pior dos casos após o curso a pessoa que estudou poderá ficar no país pela mesma duração do seu curso, se foi 1 ano então ela terá 1 ano de visto de trabalho full time (isso é um direito da pessoa, sem nenhuma complicação e burocracia);
6) agora haverá mais 12 meses para DUAS pessoas trabalharem e conseguirem imigrar pelo processo provincial de Manitoba;

No caso dos solteiros:

1) pediria o visto de estudo para um (college de 1 ano em uma área que vá melhorar o currículo da pessoa ou até um curso com alta empregabilidade);

2) após o visto ser aceito e emitido pelo Consulado e COM A CERTEZA DE QUE QUERO REALMENTE VIVER NO CANADÁ eu venderia tudo o que tenho (sim eu faria isso! aliás fiz algo parecido pois estou aqui sem RP por enquanto, só receberei em agosto);

3) Estudar, fazer o curso, com 6 meses pedir o visto de trabalho off-campus part-time, começar a trabalhar part time para ir pegando experiência.

4) Após formado aplicar para o PGWPP (visto após os estudos) e começar a trabalhar fulltime para juntar os 6 meses.

Acredito que no item 4 (para os casais) já vai ser possível imigrar pois como eu expliquei: o patrão não precisará de nada para contratar apenas querer que a pessoa continue trabalhando para ele. Se a pessoa estiver fazendo tudo direitinho não haverá problema algum, com certeza e mesmo assim no pior dos casos ainda terá mais 12 meses para os dois conseguirem a imigração (claro que se o conjugue que não foi para estudar e só trabalhar perceber que o patrão não está gostando e que não vai continuar no emprego tem que mudar de emprego o mais rápido possível).

Repito: eu faria isso sem a menor sombras de dúvida. Alguns podem achar arriscado, até pode ser, mas eu sei que daria certo. Claro que existem as pessoas que são bem menos corajosas ou até nada corajosas at all… Mais fica aí a dica. Não vejo em nenhum cenário um plano de imigração melhor do que esse. Pois em Manitoba se imigra em qualquer ocupação… Até como lavador de pratos (nada contra a profissão é claro). Depois que receber o RP se a pessoa for formada em uma área que não é muito boa no Canadá ela pode voltar a estudar sem pagar quase nada e ainda recebendo bolsa do governo e aí poderá se requalificar. Só terá que aguentar um tempinho em “subempregos” (pra mim não existe subemprego, todo emprego é emprego. Eu trabalhei como garçom nos EUA e alguns podem ver como subemprego porém eu ganhava relativamente bem.

Vou fazer uma última parte demonstrando as diferentes possibilidades que ir estudar lá permite para pessoa imigrar através de Manitoba. Depois que você estiver lá você terá acesso a pelo menos 5 formas de imigrar e é sobre isso que falarei no próximo artigo.

Não perca!

Se você quiser contar com meus serviços de consultor, é só mandar um e-mail para [email protected]Sou credenciado ao órgão regulamentador aqui no Canadá (ICCRC). Meu número de licença é: R705937

Inscreva-se no Site Imigrar Canadá e Quebec e seja notificado por e-mail sempre que um novo artigo ou post for publicado. É só colocar o endereço do seu e-mail abaixo:

Siga nosso Facebook e Instagram para ficar ligado em notícias como essas e muito mais. No Face e Insta tem conteúdo extra que não é publicado aqui.

Imigração Canadá? É aqui! Desde 2012 ajudando você a vir morar no Canadá. Sua fonte número 1 de informação sobre imigração para o Canadá!

Agora que você terminou de ler esse artigo, veja outros artigos: Clique Aqui!

Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais usando os ícones abaixo!

123 thoughts on “Uma forma bem menos difícil de imigrar para o Canada – TFW – Manitoba – Parte 2

  1. Olá, tenho uma pergunta, na verdade ando procurando isso, mas acho difícil encontrar essa informação, é a seguinte. Quais os college que tem mais alta empregabilidade em Manitoba? Quero dar um tiro só, então queria fazer um curso que valesse realmente a pena para ser empregada depois….

  2. Lis: 1 ano de curso dá 1 ano de visto de trabalho. As férias (que são no meio do curso) contam também. Então 1 ano de estudo dá 1 ano de trabalho.
    Att,
    Rafael

  3. Sonia: Com certeza esse plano que você disse é muito melhor em todos os aspectos.
    Att,
    Rafael

  4. Rafael, se eu me matricular num curso de pós que diz ter 1 ano, tenho direito a ficar no Canadá e trabalhar por mais 1 ano? Minha dúvida é se esse 1 ano de curso realmente conta como 12 meses. Ele é dividido em 2 semestres. Será que teria que cursar na verdade 3 semestres para contar como 12 meses? Obrigada!

  5. Obrigada, Rafael. Continuei a pesquisa e descobri que se você está fazendo um curso de inglês em uma universidade dentro de um plano de graduação, full time, parece que dá direito dos filhos cursarem a escola pública sem custo. Mas, não é 100% certeza. De qualquer forma, achamos melhor meu marido cursar uma pós-graduação, já que ele tem o inglês fluente e eu continuo com minha empresa brasileira já que atualmente trabalho em casa (é só ter internet). O que ganho, mesmo sendo em real, continua sendo vantajoso converter em dólar canadense, pois no Brasil somos engolidos pelos impostos e gastos absurdos como escola, condomínio, seguro etc. Mais uma vez obrigada pela resposta.

  6. Sonia: Creio que sim Sonia. Até onde eu sei curso de língua não direito algum para o estudante.
    Att,
    Rafael

  7. Obrigada, Rafael, pelo seu empenho e dedicação. Depois de muita pesquisa, parece que meu caso não existe: a ideia é eu entrar no Canadá com visto de estudo para estudar inglês por um ano (preparando para o TOEFL e entrar num college), meu marido, formado em publicidade e inglês fluente, trabalharia (TFW). Até aí tudo bem. Porém tenho dois filhos (7 e 10 anos) que já sei que não pagariam escola se eu estivesse cursando um college, porém preciso primeiro passar pelo curso de inglês que não dá direito a escola de graça. Mas e se esse curso de inglês for de mais de 6 meses? Mesmo assim pago escola?

  8. Bruna: Curso de 6 meses? De inglês? Não dá direito a estudo de graça. Só cursos superiores.
    Att,
    Rafael

  9. Oi quero fazer um curso de 6 meses, sou solteira, mas tenho uma filha de 9 anos que vai comigo. Vocês acreditam que eu consigo escola para ela de graça ?

  10. Obg Rafael, estava super preocupado se teria que comecar o processo todo novamente

  11. Jordy: Você pode ir na outra sem problema algum. Desde que ela te aceite é claro. Seu visto é de estudo e não está vinculado a uma instituição em específico. Porém não tente mudar agora pois pode dar dor de cabeça. Faça a matrícula lá diretamente com a “nova” instituição que queres estudar.
    Att,
    Rafael

  12. Ola, tenho uma duvida. Fui aceito em duas faculdades em Winnipeg, mandei o processo de visto com a carta de uma delas, o visto esta quase sendo aceito, ja fiz os exames medicos e tudo mais, porem pesquisando mais sobre as faculdades descobri que uma delas (a que nao mandei a carta) me da mais vatagens, quando o visto sair eu posso ir para a outra faculdade ou sou obrigado a ir na mesma faculdade em que apliquei o visto? Saberia alguma coisa sobre esse processo? Obg

  13. Adriana: Dá entrada quando terminar. Você não precisará pagar o colégio do seu filho.
    Obrigado pelos elogios.
    Att,
    Rafael

  14. Boa tarde!!!!
    Fiquei muito empolgada com a possibilidade de imigrar por Manitoba, agradeço por tudo que você faz por pessoas desesperadas como eu, muito obrigado.
    Estou me preparando para fazer um college e meu esposo trabalhar como programador pois vi que essa area é good, mas vou só daqui três anos pois preciso estar com um bom inglês.
    Posso dar entrada na imigração quando ainda estiver cursando o college eou só depois que terminar.
    Meu filho tem 9 anos e daqui a 3 anos terá 12, vou ter que pagar escola para ele?
    Meu esposo não tem curso superior mas trabalha como programador a 10 anos, ele pode trabalhar nessa area sem um curso e eu estou fazendo faculdade e assim que terminar vou para o Canada.
    Obrigado por tudo!!!!

  15. Ruth: O ano letivo sempre é menor que o ano “normal” (ano do calendário). Geralmente, de uma forma resumida, cursos de 8 meses para cima já se classificam para a imigração.
    Att,
    Rafael

  16. Olá Rafael. Eu e meu marido estamos muito interessados em morar em Winnipeg – MB. Ele iria estudar em um college, já que o inglês dele é muito bom, e eu iria trabalhar. Porém, fiquei em dúvida quanto ao período de 1 ano do curso… O curso que ele vai fazer é de 11 meses ( legal administrative assistant)! Será que dá certo com esse curso ou teria que ser um de no mínimo 12 meses?! Fiquei com essa dúvida, pois li que trata-se do ano letivo e não do ano “normal”, para ele conseguir trabalho e depois imigrar, caso eu não consiga pelo TFW?! Obrigada, desde já!!! Muito bom seus posts!!!

  17. Ana Lina: O trecho que fala sobre isso no site oficial do Ministério de Imigração do Canada (ou seja não é palpite meu ou de outra página na internet qualquer e sim a fonte oficial) é esse: “following a course which is not academic, professional or vocational in nature that can be completed within the period authorized upon entry into Canada.”
    O link onde fala isso é: http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/guides/5269ETOC.asp#5269E2
    Ou seja: conquanto que seu marido não estude em um curso “superior” ou profissionalizante e que ele não exceda o tempo máximo do visto dele, não terá problemas algum.
    De fato, o coreano que dividiu o apartamento comigo e que tinha somente o visto de estudo, estudou muito mais do que 6 meses (eu terminei o curso e ele continuou) o francês e não teve problema algum.
    Att,
    Rafael

  18. Ana Lina: (Mudando a resposta): Achei uma boa resposta no site do CIC. Creio que é sim possível estudar com o visto de trabalho desde que seguidas as orientações dessa resposta do CIC.
    Resumindo, é possível estudar sem visto de estudo se:
    1) a duração do curso for igual ou menor do que seis meses; E
    2) você irá completar o curso antes da expiração do visto que permite você ficar no Canadá.
    Na resposta do CIC eles especificam inclusive cursos de língua como um dos cursos que entrariam nessa categoria de não precisar de visto de estudo.
    E ainda deixam um “alerta”: se você pretender estudar por mais de 6 meses então você deve tirar um visto de estudo pois aí seu objetivo principal seria estudar.
    Com isso creio que poderíamos estabelecer uma regra: até 6 meses é possível. Após isso, não.
    Isso bate também com outra resposta oficial do site do CIC que diz que as pessoas com o visto de live-in caregiver (que é essencialmente um visto de trabalho) podem estudar até 6 meses.
    Vou até corrigir a informação que dei antes, quando ainda não tinha certeza. No mais, teremos a confirmação plena próximo mês, pois por motivos particulares irei passar pela imigração canadense e irei pessoalmente perguntar para o oficial. :)
    http://www.cic.gc.ca/english/helpcentre/answer.asp?q=484&t=15
    Att,
    Rafael

  19. Rafael,

    Me desculpe, mas quero reforçar a minha pergunta, pois estou tendo várias informações divergentes na internet.

    Meu marido terá o visto de work permit como meu dependente enquanto eu estudo no College. Ele irá estudar idioma na Heartland por 25 semanas (= 6 meses e 1 semana). Pergunto: Somente com o visto de work permit ele terá permissão de estudar idioma por todo este tempo? E caso ele precise estudar por mais 1 ou 2 meses, ele terá permissão também apenas com o visto de work permit?

    Conversando com pessoas que já estão no Canadá, recebi a informação que no próprio documento do work permit emitido pela imigração canadense está escrito que não é autorizado estudar.

    Já outras pessoas falaram que, chegando no Canadá, meu marido terá que solicitar uma permissão para estudo. Porém, neste caso, ele teria que sair do Canadá?

    Por favor, me ajude nesta questão que está nos tirando o sono.

    Obrigada.

  20. Ana Lina: Para estudos de idiomas não tem problema algum. Seu marido poderá estudar tranquilamente.
    Att,
    Rafael

  21. Olá Rafael,
    Tenho uma dúvida. Vou aplicar para um visto de study permit, pois pretendo cursar um college em Manitoba. Meu esposo irá aplicar para um open work permit vinculado ao meu visto. Porém ele ainda nao domina o idioma vai precisar cursar também inglês. Há algum problema que ele além de trabalhar, estude visto que ele terá um WORK permit? Temos esta preocupação, pois pensamos em aplicar posteriormente para residência permanente e não queremos fazer nada de errado.
    Grata!

  22. Ana Paula: Querer imigrar vicia, rs. Acesse o nosso fórum que você terá acesso a muito conteúdo sobre Manitoba! E tirará todas as suas dúvidas. Em todas as áreas existem oportunidades de emprego. Algumas mais e outras menos. Porém o idioma (e a preparação) é o principal fator de sucesso. Creio que sua filha e filho (18 e 16 anos) terão que ir com visto de estudo pois já terão terminando o ensino médio.
    Acesse o fórum:
    Att,
    Rafael

  23. Olá,Rafael,parabéns!
    Estou desenvolvendo esse enorme interesse ao Canadá, e mulher quando coloca na cabeça…haha,nada tira!!Vamos eu,marido,filha que nas minhas contas pelo tempo do processo na época terá 18 anos, filho com 16, filho com 12.Eu já estarei formada em gestão empresarial e meu marido no 4 periodo da faculdade de engenharia,porém ele tem um excelente currículo no setor de manutenção industrial, e eu no setor administrativo.Perguntas:
    Você acha que minha filha terá que ir com visto de estudante?
    Na minha área e do meu marido,existe oportunidade de emprego?
    Ah,já ia esquecendo,tenho um labrador que jamais deixaria pra trás, como faz nesses casos?

    Muito obrigado!

    Obs:Passo horas pesquisando sobre Monitoba,Não é doença não né!?rsrsrsrs
    Brincadeira…

  24. Caroline Ribeiro: Não tem problema se forem casados a pouco tempo.
    O visto pode ser negado mas por outro motivo e não a data do casamento, com certeza. Quanto a isso não precisa ficar preocupada.
    Entra no fórum que o TFW é bastante debatido lá: imigrar.com.br/forum
    Att,
    Rafael

  25. Olá Rafael,

    Eu e o meu marido estamos casados a pouco tempo, tem algum problema quanto a isso?

    Por exemplo, se eu matriculada em uma pós graduação, ir pra la estudar, meu marido ganha o visto de full time worker automaticamente? Ou pode ser que o visto dele seja negado?

    Obrigada pelo post, nos deu uma esperança rs

  26. Bruna: Obrigado pelos elogios. E é exatamente isso que acontece. Me pego respondendo as mesmas perguntas praticamente todo dia.
    Sobre ser policial é possível porém as regras mudam de cidade para cidade, província para província, então é difícil precisar. Porém o que sei é que é preciso pelo menos ser residente permanente. Então assim que chegar lá não seria possível, só após o RP.
    A cidadania é igual para todos: após morar 3 anos no Canadá (você tem que somar 1095 dias se não me engano em solo canadense) aí você pode entrar com o pedido de cidadania.
    É possível levar os pais sim. Tem o processo de sponsorship para isso. Já fiz até um artigo. E se não tem o Supervisa (fiz um artigo também).
    Att,
    Rafael

  27. Raquel: Para comprovar renda para pedir o visto vale dinheiro apenas. O valor para se manter por 1 ano é de $14.000 dólares.
    Att,
    Rafael

  28. Olá Rafael, primeiramente meus parabens pelo site e pela paciencia, pois o pessoal repete demais as perguntas e parecem que não leem direito os artigos. rsrsrsrsrs Mas, eu li os comentários e o forum e não achei sobre minha questão: Caso eu fosse como estudante pelo college e meu marido para trabalhar, voce sabe ou já ouviu falar de uma maneira de entrar na policia local?Pois, meu marido é da área e gostaria de atuar nela. Outra coisa, caso desse tudo certo neste programa de entrarmos com quanto tempo conseguimos a cidadania? E voce sabe me dizer se eu poderia depois levar meus pais do Brasil para morar comigo no Canada? Obrigada pela atenção!!!

  29. Muito obrigada Rafael! Seus comentarios estao me ajudando muito!

    Sobre a comprovação de renda, procurei no forum, mas nao encontrei.
    Como fazemos para essa compravacao? O que vale como renda? Somente dinheiro ou imoveis e carros tambem valem? Quanto precisamos comprovar em media? Temos que dobrar o valor para um casal? Obrigada!

  30. Raquel: Não precisa ser casado. Aceitam União Estável porém tem que ter como provar através de documentos que estão morando juntos por pelo menos 1 ano.
    Acho que se você tiver o dinheiro suficiente que o consulado pede tanto faz se pedirá como casal ou solteiro. A diferença é que pedindo visto como solteiro o outro do casal não terá direito ao visto de trabalho.
    Eu acho que se você quer trabalhar na área de enfermagem, que realmente está com muita demanda aqui, deveria fazer um curso já na área de saúde e não um curso de turismo para depois fazer um curso de enfermagem. Pra mim isso é perder tempo, rs.

    Att,
    Rafael

  31. Aline: Olá. Não sei falar da revalidação de diploma de cada área em específico pois isso é muito técnico, rs. O que sei é que com certeza seu curso de enfermeira terá que ser revalidado e isso envolve cursar algumas matérias lá, fazer exame e estágio probatório. É chato, mas é possível.
    Seu esposo é matemático e dá aulas, é isso? Se for o caso terá também que passar por um processo de revalidação para dar aula. Se ele trabalha com a matemática em outra área aí depende.
    Não entendi o que quis perguntar com sobre o Governo facilitar a aquisição dos dois idiomas? O que seria isso? Sinceramente não entendi. Poderia reformular a pergunta?
    Att,
    Rafael

  32. Muito obrigada pela resposta!

    Realmente ir como casal eh mais econômico e como vamos ter que ter grana pra nos sustentar ate que ele consiga trabalhar, acho que sera a melhor opcao. Tenho algumas duvidas ainda, se você puder ajudar, agradeço.

    Voce sabe se para fins de visto eles aceitam o contrato de união estável, ou se tem que ser casamento mesmo? Falando nisso, você acha que eh mais fácil conseguir o visto como casal ou como solteiro, melhor aplicar aqui nos USA ou no Brasil?

    Agradeço mutissimo sua ajuda, pois nossa intenção eh ir para la o quanto antes e estando aqui, economizaria uma grana com passagens e tudo mais. Mas acho que talvez seja necessário voltar ao Brasil, pois nao sei quanto tempo leva todo o processo (entre a aceitação na escola e a emissão do visto).

    Sobre os diplomas, o dele eh americano sim e eu estou pensando em cursar enfermagem, sei que nao tem nada a ver com minha área atual, mas alem de ser algo que eu acho legal, me parece ser uma profissão que eles “precisam” no Canada, certo? O que eu tinha pensado era em fazer esse técnico em turismo so para poder ir mesmo e depois já com a permanência fazer enfermagem que eh um curso mais longo e de custo mais alto. O que você acha?

    Mais uma vez obrigada, você nao imagina o quão importante eh a sua ajuda!

  33. Olá Rafael! Parabéns pelo site, um dos melhores que já encontrei sobre esse assunto.
    Por favor, você pode me passar algumas informações?

    O meu caso é o seguinte: Sou enfermeira especialista em Saúde do Trabalho e Oncologia e meu esposo é Matemático e tem mestrado. Qual o processo de validação de cada diploma? Seria apenas um teste ou teríamos que iniciar o curso novamente por lá?

    Falo inglês em nível B2 (Oxford test) e meus esposo não fala o idioma. Você sabe me informar se o diploma dele também precisa ser validado e se o governo facilita na aquisição dos dois idiomas em termos de disponibilização de cursos?

    Obg.

    Aline

  34. Raquel: Obrigado pelo elogio e reconhecimento. Eu já tinha respondido praticamente tudo e não sei o que aconteceu e perdi todo o comentário, kkkk! Por isso serei mais “direto” dessa vez, ok? Não pense que estou sendo “seco”, rs.

    – Voce acha que eh menos difícil e mais econômico ir para Manitoba como casal do que irmos os dois como estudantes?
    É mais econômico um ir estudando e o outro trabalhando (só dá se forem casal). Pois aí um estaria colocando “dinheiro dentro de casa”. Mas isso depende mais do bolso de cada um. Se vocês tiverem suporte para os dois virem estudando então não vejo por que não.

    – Considerando que decidamos ir como casal, o que voce acha melhor, ele aplicar como estudante para fazer uma pós graduação ou eu aplicar para fazer um “técnico” em turismo? (O inglês dele eh melhor que o meu, mas acho que o meu eh suficiente para os testes como Toefl etc.) O college que vimos oferece as duas possibilidades.
    Se eu entendi direito o diploma dele é americano ou em parte americano. É isso, né? Então creio que o melhor era você vir estudando e ele trabalhando pois o diploma dele será bem visto aqui (ao contrário do brasileiro).

    – Outra coisa, voce acha que eh essencial que eu termine minha faculdade antes de ir ou nao? Pois se nao for, talvez eu deixe para terminar online ou coisa do tipo, já que la futuramente penso ate em mudar a área de formação.
    Essa pergunta é muito pessoal. E só você pode respondê-la. O que posso fazer é me imaginar na sua situação e dizer o que eu faria, rs. Mas tome só como exemplo e faça sua própria escolha. Bem, se você não se vê trabalhando na área o que eu faria era tentar terminar a faculdade online se desse. E se você vier pra cá, pro Canadá, então já comece um college na futura área que você tem interesse e não fazer um técnico em turismo. Se você pretende mudar de profissão então o melhor lugar para começar é no college. Escolha um curso que você veja trabalhando com aquilo pelo resto da vida.

    Att,
    Rafael

  35. Rafael adorei o seu site, ele ajuda demais as pessoas com intenção de imigrar. Parabéns e obrigada. Contudo tenho algumas perguntas para você. Na verdade preciso mesmo da tua opniao.
    Minha situação e a seguinte:

    – Atualmente estou cursando Turismo em uma universidade brasileira. Teoricamente falta um semestre para eu me formar, mas se tratando de universidade publica a gente nunca sabe o que esperar.

    – Nesse momento estou nos Estados Unidos com visto de turista fazendo ESL.

    – Estou nos EUA por que meu namorado estava fazendo faculdade aqui e se formou ano passado, agora ele tem o visto para trabalho de um ano mas este vai expirar em agosto. Ele se formou em Business Administration.

    Nossas duvidas sao:

    – Voce acha que eh menos difícil e mais econômico ir para Manitoba como casal do que irmos os dois como estudantes?

    – Considerando que decidamos ir como casal, o que voce acha melhor, ele aplicar como estudante para fazer uma pós graduação ou eu aplicar para fazer um “técnico” em turismo? (O inglês dele eh melhor que o meu, mas acho que o meu eh suficiente para os testes como Toefl etc.) O college que vimos oferece as duas possibilidades.

    – Outra coisa, voce acha que eh essencial que eu termine minha faculdade antes de ir ou nao? Pois se nao for, talvez eu deixe para terminar online ou coisa do tipo, já que la futuramente penso ate em mudar a área de formação.

    Sei que sao muitas perguntas, mas se voce puder responder, me ajudara muito! Obrigada mesmo!

  36. Leonardo: Obrigado pelos elogios e reconhecimento. Fico muito feliz. Vamos às suas respostas!
    Sua pergunta realmente já foi respondida várias vezes. Inclusive acabei de respondê-la no fórum explicando passo a passo. Mas como você me elogiou no começo da sua pergunta e eu sou muito orgulhoso, egocêntrico e narcisista e isto fez bem ao meu inflado ego, então irei respondê-lo, rs. Vou colar uma resposta adaptada ao seu caso.

    O processo de pedido de visto para você e sua esposa seria assim:

    Quando uma pessoa do casal pedir o visto de estudo na mesma aplicação a outra pessoa do casal já pede o visto de trabalho como acompanhante. Então se sair o visto de estudo do aplicante principal sairá, no mesmo pedido, o visto de trabalho do conjugue com a mesma duração do visto de estudo.
    Então, vamos supor um casal onde o nome do homem seja Você, Leonardo e o nome da mulher seja Xuxa (não sei o nome da sua esposa, rs):
    1) Leornado se matriculará em um college em um curso de 1 ano de duração e pedirá tal visto ao Consulado do Canadá mostrando a carta de aceitação do College e no pedido dirá que é casado com sua mulher Xuxa. E que esta irá lhe acompanhando e deseja o visto de trabalho.
    2) Mandarão para o Consulado o pedido, a carta de aceitação, os documentos provando que terão dinheiro suficiente para se manter lá por 1 ano, e mais alguns documentos necessários.
    3) Esperarão a resposta. Se for positiva o Consulado pedirá: ou exames médicos e passaportes, ou apenas os passaportes. (Se pedirem exames médicos não é nada demais, apenas Leonardo e Xuxa irão em algum médico credenciado pelo consulado e farão uma consulta e exames).
    4) Mandarão o passaporte para o Consulado. Este irá estampar os vistos nos passaporte.
    5) Viajarão para o Canadá.
    6) Chegando aqui, Leonardo irá estudar e Xuxa irá procurar trabalho e trabalhar sem carta alguma pois tem o visto no passaporte.
    7) Poderão aplicar para o TFW após 6 meses ou para Visitas Exploratórias, dependendo do que sair primeiro.
    8) Serão felizes para sempre.

    Att,
    Rafael

  37. Talvez esta minha dúvida já esteja no fórum. Mas mesmo assim, vou perguntar:

    1ª Parabéns pelo excelente trabalho, dedicação e atenção desenvolvidos aqui Rafael. Com certeza teu lugar no céu já tá reservado.

    2º – Lá em cima você fala que no caso de uma família, no meu caso somos eu, minha esposa e dois filhos, um de 12 e outro de 9, poderíamos ir assim:

    Um vai como estudante, com um ano já pago de curso, né assim? E o outro vai junto e arruma trabalho. Mas te pergunto e pra conseguir o visto?

    Por exemplo, eu poderia ir como college (pois tenho meu ensino médio completo e faço faculdade de publicidade aqui) e minha esposa poderia ir como full time worker. Mas pra conseguir o visto, além do meu investimento aqui, como ela provaria ao consulado que vai pra trabalhar, sem ter ainda a carta do empregador?

    Não entendi bem como funciona isso… não deveríamos já sair daqui com esta carta?

    Ou fica mais fácil eu ir sozinho e tentar levar a família depois?

    Bem, ja vou logo adiantando que não faço questão inicialmente de trabalhar na minha área, pra mim qualquer trabalho serviria….

  38. Bruna: Moro no Québec. Mas precisamente em Montréal.
    Estou sabendo que irão mesmo mudar as regras em Manitoba. Está todo mundo comentando isso.
    Se quiser me contactar mais rapidamente pode me mandar um e-mail: [email protected]
    Att,
    Rafael

  39. Bom dia Rafael, quero uma orientação sua sobre imigração. Sou casada tenho dois filhos e queremos muito ir para o Canadá. Estou um pouco confusa de como iniciar esse processo começamos estudando inglês e francês. Tenho um filho de 8 anos e outro de 15 que está no primeiro ano do ensino médio e quer cursar medicina no canadá eu sou tec. em mecânica meu marido mergulhador profissional.Nós nos encaixamos nesse exemplo que você deu um estuda e outro trabalha? Tem alguma discriminação em relação a família ser grande? Me oriente por onde começar. Obrigada.

  40. Ola Rafael,

    Atualmente resido em Toronto. Fiz uma pos-graduacao em Logistica em um college daqui e agora estou a procura de emprego. Hoje contatei uma pessoa que trabalha na Universidade de Winnipeg e de acordo com ela, havera mudancas ate dezembro nas leis de Manitoba. Voce reside aonde atualmente?

    Agradeco a atencao,

    Bruna

  41. Ola Rafael. Muito bom o seu texto. Achei esse site porque estava pesquisando sobre imigracao para Manitoba no Google. E de longa data que eu e meu marido pensamos em mudar para o Canada. Achei essa opcao de imigracao para Manitoba interessante. Sou casada com um britanico e no momento moramos na Inglaterra. Eu gostaria de saber se para aplicar para esse caso de imgracao ja e preciso ter algum tipo de visto em maos ou se providenciamos o visto apos encontrarmos um emprego no Canada. Desde ja agradeco pela resposta. Tenha um bom dia.

  42. Hahahaha, engraçado como as coisas são… até 2 semanas atrás procurei feito louco por um curso desses o mais próximo possível, porem só havia encontrado na região sul e sudeste. Já que atualmente moro em Fortaleza-CE, tinha ficado desanimado e acabei optando por fazer um curso que se aproximasse do que eu queria…

    Depois de receber sua resposta resolvi procurar novamente e VOILÁ! Achei finalmente! Apesar de o site não informar a data de inscrição e início do curso, pelo menos sei que agora tem aqui.

    Agora vou ter que passar por uma parte chata, porque me matriculei no curso de mecatrônica pra começar essa segunda-feira e agora vou ter q cancelar a inscrição, só espero que não tenha grandes problemas porque já paguei a matricula e vou tentar recuperar isso. Vou me informar melhor a respeito do curso na área que quero nesta próxima segunda-feira.

    Valeu parceiro! Seu conselho, mesmo que de forma indireta, já ajudou bastante.

    Obrigado!

  43. Rafael Lancry: Sua pergunta é muito difícil, rs. Pois é algo muito pessoal. O que engasga é sua formação. Esta formação atrapalhará, por enquanto, qualquer plano de imigração que você queira. Se você tivesse (ou obter) outro diploma aí as coisas começam a mudar. Daí você terá mais opções, com certeza.
    Por que não faz o curso de Mecânico de Aviões? Ele não é demorado (tem 1 ano a 1 ano e meio) e conta 16 pontos no processo do Québec. Se você se formar tiver este curso poderá aplicar para o processo de imigração do Québec com um francês iniciante-intermediário. Então não precisará gastar muito com a língua.
    Pense nessa ideia e me diga depois o que achou.
    Att,
    Rafael

  44. Léo: Acabei respondendo o seu comentário pois não tinha visto este. Bom trabalho.
    Att,
    Rafael

  45. Léo: Sim o Red River se enquadra. Na verdade no próprio site do CIC tem a lista de todos os colleges que dão direito ao visto de trabalho. E eu até já publiquei esse link aqui algumas vezes. Mas se a dúvida é se o Red River se qualifica ou não então tá respondida: sim. :)
    Att,
    Rafael

  46. Olá Rafael, descobri que a RRC é publica, portanto se enquadra nestes pré requisitos.

  47. Rafael, obrigado pela resposta.
    Pesquisando no site da Imigração canadense, descobri a seguinte página:
    http://www.cic.gc.ca/english/study/work-spouse.asp

    Nela diz que o college ou universidade que minha esposa irá cursar precisa ter algumas caracterísitcas para que eu possa solicitar o visto de trabalho:

    1) a public post-secondary institution, such as a college or university or collège d’enseignement général et professionnel (CEGEP) in Quebec
    2) a private post-secondary institution that operates under the same rules and regulations as a public institution, and receives at least 50 percent of its financing for its overall operations from government grants (currently, only private college-level educational institutions in Quebec qualify) or
    3) a Canadian private institution authorized by provincial statute to confer degrees

    Tentei descobrir se a Red River se enquadra em alguma dessas categorias.mas não obtive resposta, o que você acha?

  48. Opa xará, eu de novo… É bom ver sua dedicação com o site e na tentativa de desembaralhar as ideias de quem tem interesse em imigrar pro Canadá. Parabéns!

    Então, eu pensei e repensei mas ainda tenho algumas duvidas brabas… Quanto mais pesquiso percebo que mesmo como trabalhador temporário está difícil conseguir imigrar para a província de Quebec… então vou explicar meu caso, pra você entender e dar uma opinião mais concreta, como “Se fosse você, o que faria?”

    Vou dividir em parágrafos pra facilitar a leitura: ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    – Pois bem, sou formado em odontologia e na ultima palestra sobre a imigração que fui explicaram que minha área deixou de contar pontos por causa da dificuldade de validação do diploma, o que faz com que muita gente desista de morar aí. Aí vem o porém, não pretendo trabalhar na área por rasões pessoais mesmo, apesar de saber que odontologia dá uma boa grana, principalmente aí no Canadá. Sempre tive grande gosto pela área de engenharia e quando estive aí em Montreal (na “feira de imigração” pra ser exato) apareceu uma oportunidade de estudar o que gosto e ainda ser uma profissão de alta demanda, que é a engenharia de aviação.

    – Meu problema é que devo ter em torno de CAD$15.000 pra esse tipo de investimento e pelo que me falaram eu teria que gastar no minimo CAD$20.000. Então estive pensando dar uma volta maior para alcançar meus objetivos, indo como trabalhador temporário e começar a estudar só após conseguir o visto de residente permanente. Para não fugir muito dessa área me matriculei num curso técnico em mecatrônica (duração de um ano e meio). O mais correto seria entrar na área da mecânica (duração de um ano) por ser mais compatível com a área de aeronáutica, porém a diferença entre uma e outra são apenas 5 disciplinas as quais posso cursar posteriormente, se vir ao caso. Preciso pesquisar mais sobre a demanda nessa área técnica.

    – Outra questão é que meu francês é de nível básico e meu inglês intermediário. Pensei em fazer um curso intensivo no francês, pra fixar melhor, mas os cursos são caros e não tenho disponibilidade de tanto tempo para isso, portanto teria que fazer um curso semi-intensivo, mas demora muito pra concluir. A outra opção é desistir da ideia de ir pra Montréal (onde tenho amigos) e ir pra Winnipeg, já que o processo é mais fácil, mas lá nunca fui e não conheço ninguém, apesar de não achar isso grande problema pode ser um fator que torne minha adaptação mais demorada. Daí posso aprimorar meu inglês visto que mesmo que o curso não seja intensivo, começaria em uma turma mais avançada em comparação ao francês.

    E aí? O que acha? É tudo isso que tenho que gastar mesmo? Winnipeg ou Montréal? Tenho chances ou tento me conformar que é complicado de mais pra valer o esforço? Vontade de ir eu tenho e muita, mas se todo o esforço não der em nada, é melhor traçar outras metas enquanto ainda estou aqui no Brasil.

    Obrigado.

    PS: Desculpa fazer você ler tanto, mas é importante pra mim e se puder ajudar fico muito agradecido.

  49. Léo: seu plano está muito bom. É assim mesmo que o TFW funciona. Aconselho olhar o fórum do Site Imigrar pois lá tem um tópico só sobre colleges e universidades.
    Acesse: imigrar.com.br/forum
    Att,
    Rafael

  50. Augusto: Você tem que estudar no college e depois trabalhar pelo menos 6 meses (o que não será difícil pois com um certificado ou diploma canadense conseguirá um emprego).
    Só curso de inglês não qualifica para o TFW e nem visto de trabalho após o curso.
    Se elas forem no começo de tudo você terá que fazer o college daí elas teriam sim o visto da mesma duração do seu.
    Att,
    Rafael

  51. Mayris: Você entendeu direito o plano. Quanto a sua dúvida: cada província tem suas regras. Você imigrará pela província e não pelo Governo Federal. O Governo dá o visto pois enfim é serviço dele. Mas para ter o visto você deve se qualificar por algum processo (no caso aqui o PNP = Provincial).
    Após o visto de RP (residente permanente) então sim você poderá se mudar para qualquer lugar do Canadá.
    Dito isto, você tem que procurar a província com as maiores facilidades e dentre todas Manitoba é a mais agressiva nesse aspecto.
    Att,
    Rafael

  52. Lilian: Olá. Obrigado pelos elogios. Fico muito feliz.
    Eu responto todos os e-mails porém agora estou em um momento que estou totalmente sem tempo pois juntou o final do mês com vários trabalhos finais no meu curso de francês com a mudança de casa que fiz segunda-feira e ainda não terminei.
    Estou tendo que montar todo um apartamento do zero aqui então será complicado até o final dessa semana eu acho.
    Desculpa a demora, sério mesmo.
    Não tem problema algum ser uma menina que namora outra menina. Para o Canadá vocês são um casal como qualquer outro (ainda bem!).
    Podem aplicar.
    Conheço alguns casais homossexuais do Brasil que já estão aqui como imigrantes.
    Att,
    Rafael

  53. Gelsey: Para poder se matricular em um college você terá que ter um nível suficiente de inglês. Para estudar inglês antes de começar o college você pode se matricular em uma escola de língua ou no curso de língua do próprio College sem problemas.
    Att,
    Rafael

  54. Ricardo: Curso de inglês não dá direito a trabalho por parte do conjugue. Tem que ser pelo menos um college.
    Att,
    Rafael

  55. Olá Rafael,
    Parabéns pelo site!
    Seus comentários encorajaram bastante minha esposa e eu.
    Gostaria de sua opinião sobre nosso caso.
    Sou casado, morei em Toronto por 9 meses no ano passado (dez a set), fiz o programa study and work.
    Minha esposa morou 5 meses em toronto tb, (mai a set), nos conhecemos lá. :)
    Tenho 31 anos, trabalho com marketing, comunicação e vendas há mais de 10 anos. Minha esposa é professora de inglês com TESOL (exerce a 6 meses) e é psicóloga formada, mas sem experiência.
    Estamos pensando em ela solicitar o visto de estudante, e cursar um college full time de 1 ano e enquanto isso eu trabalho (gosto de cozinhar e da rotina de restaurante, além de não ter preconceito com nenhum trabalho). Teríamos algumas chances para solicitar o visto de residente, correto?
    O que você acha, estou esquecendo de algum detalhe, sendo otimista demais?
    Teria algum college que você indicaria ou algum site onde possamos buscar referências?
    Obrigado!!

  56. Rafael, boa tarde!

    Desculpe, acho que formulei errada a pergunta. Somente estudando num College dá-me o “direito” de tentar o TFW? E se eu fizer um curso de inglês? Conseguiria um visto tb para minha esposa e minha filha (gostaria que elas fossem desde o começo de tudo)?

    Obgdo pela paciência. Abçs

  57. Oi Rafael, li os dois posts e todos os comentários e acho que entendi como funciona… rsss Eu e meu marido já estamos pensando há algum tempo em imigrar para o Canadá dessa forma, primeiro estudar, se qualificar em uma profissão interessante no Canadá e depois conseguir trabalho com esse diploma. Nós já somos formados em administração pública e toda nossa experiência laboral é no serviço público, por isso acreditamos que precisamos começar de novo. Bem, então, pelo que entendi a vantagem dessa forma de imigração é que um conjuge vai como estudante e outro com visto de trabalho temporário, vistos dados pelo governo federal. Então, minha dúvida é a seguinte, essa forma de imigrar poderia acontecer em qualquer província certo? (tendo em vista que é o governo federal que fornece o visto), então porque você considera Manitoba melhor? Porque só ela permite entrar com o visto de residência permanente após 6 meses de trabalho (as outras possuem outras exigências? é isso?)? Ou porque lá esse visto de residência vale para qualquer tipo de trabalho? Fiquei em dúvida pois queria saber o diferencial, já que posso, talvez, recomeçar em qualquer provínicia e provavelmente não escolheria a mais gelada hehehehe

  58. Bom dia, Rafael!!
    te enviei um email e nao obtive resposta. voce responde emails ou apenas duvidas por aqui??
    é que sou uma menina que namora outra menina, temos uniao estavel e gostariamos de aplicar como casal.
    voce acha que teria algum problema?? ja vimos college e tudo.
    obrigada e aguardo ansiosa a 3 parte.

    ps: Parabens pelo blog. muito util e as informações são bem precisas :D

  59. Rafael, eu li tudo que foi postado neste artigo e me esclareceu muitas duvidas, mas ficou uma…. vc disse que sem inglês a esposa do cara não seria aceita no college…. mas no meu caso.. vou com meu marido e filho de 4 anos, e estamos indo primeiramente para estudar o ingles, e posteriormente trabalhar…. como não seremos aceitos se estamos indo para aprender? obrigada pelo site de muita utilidade para nós interessados em imigrar, 1 abraços

  60. Rafael, então até para ajudar o pessoal que visita o site (se estiver correto; me corrija por favor), minha esposa conseguindo um visto para estudar inglês durante 6 meses em Winnipeg, eu teria que efetuar o processo de solicitação ao Canadá para trabalhador temporário conforme link abaixo, correto?

    http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/work.asp

    Neste caso, tendo o ok da escola para minha esposa, entro com a solicitação junto ao Canadá para solicitação do visto de trabalhador temporário, certo?

    Encontrei também a escola abaixo para quem tiver interesse em entrar em contato. Eles são bem ágeis no que diz respeito a respostas dos e-mails e já me mandaram várias informações sobre tarifas, datas e demais informações.

    http://www.heartlandenglish.com/

  61. Oi Rafael,obrigada pela resposta.No caso eles nao investigam se a pessoa esta com o nome sujo?

  62. Augusto: Olha os comentários pois já respondi essa pergunta. Só resumindo: não tem como ir com um visto de trabalho diretamente. Olha nos comentários desse mesmo post que eu já respondi.
    Att,
    Rafael

  63. Olà Rafael,parabens pelo site,o melhor em nivel de imigracao!!!
    Pois entao,a minha duvida e a seguinte estamos decididos a imigrar para o Canada por manitoba,atraves do cec,porem estamos com algumas pendencias financeiras em nosssos nomes(tinhamos duas empresas e uma acabou falindo por um rombo deixado por um dos socios),entao vc acha que isso impediria sermos aceitos em um college ou universidade e ate mesmo imigracao?
    Obrigado!

  64. Olá, Rafael! Bom dia!

    Esse “TFW” pareceu-me mesmo mto atrativo. Sou casado e tenho uma filha de 10 anos. Como faço para dar o “ponta pé inicial”, para tirar o visto para nós três? Pode me dar uma luz? Pretendo trabalhar, e minha esposa pretende ficar com minha filha e trabalhar somente qdo ela estiver na escola. Como é o “caminho das pedras”?

    Obgdo mais uma vez!

  65. Rafael: Isso depende mais do seu bolso. Se puder fazer aqui é bem melhor pois um diploma canadense abre muitas portas.
    Fazer aí é melhor pois é em português, rs.
    Então você tem que decidir.
    Fazendo o curso aí ou aqui você conseguirá aplicar pelo processo do Québec.
    Att,
    Rafael

  66. Entendi, obrigado pela dica. Só me esclarece mais uma coisa… Vc acha melhor fazer o curso técnico aí no canadá ou é melhor fazer por aqui no Brasil e tentar sair daqui já com visto de trabalho? A cidade que realmente quero morar é Montréal por causa das amizades que fiz, mas meu francês ainda é básico e meu inglês não sei em que nível está, pois nunca tive aula, mas consigo me comunicar sem muitos problemas, desde que não se entre em conversas complexas, acredito que este seria o inglês intermediário… enfim, talvez fazer curso de francês aqui antes de ir e me matricular num curso técnico aí… ou fazer os dois por aqui? to meio perdido, preciso de uma luz… hahahha

  67. Rafael: Olá xará. Eu também fui nessa feira de imigração, rs. Não tem como você se matricular em uma escola de francês e trabalhar. A não ser que você faça aqueles programas de 50% de estudo e 50% de trabalho. Porém esse tipo de programa não conta para imigração.
    O processo que você vai escolher depende de onde você quer morar. Se for aqui em Montréal pode fazer um curso técnico de TI por exemplo e depois disso aplicar.
    Ou pode aplicar para as duas províncias e a que sair primeiro você vai.
    Att,
    Rafael

  68. Falá xará, tenho passado muito tempo estudando a melhor maneira de imigrar para o canadá, passei 21 dias em Montreal em maio desse ano e realmente gostei muito. Já tinha alguns amigos lá e fiz novas amizades as quais me ajudaram a esclarecer algumas coisas. Porem percebi que minha situação é um pouco complicada, pois sou solteiro e tenho formação em uma área a qual não conta “pontos”, apesar de não ter o foco de trabalhar na área lá, pretendo estudar engenharia em Montreal (fui a uma “feira da imigração” quando estive lá e me interessei muito), mas, para tal, vou precisar de muito dinheiro pra isso (visto que os custos para estudante estrangeiro são elevadíssimos) e temo não ter esse dinheiro todo. Quais são minhas chances de me matricular numa escola de francês lá e trabalhar? Montreal seria uma boa cidade para começar ou vc acha que é melhor mesmo eu priorizar na província de Manitoba e depois tentar o visto de residencia permanente na província de quebec? Estive pensando também em fazer um curso técnico aqui no Brasil na área de TI pra aumentar minha chances, vc acha que dá certo?
    Desde já agradeço e parabenizo pelo ótimo trabalho que vem fazendo!

  69. Rafael,
    Você cita da viagem para o Canadá….que tipo de visto eu tenho que ter nesses casos?
    E nesse caso de “for aceito na entrevista”, como eu tenho que fazer para agendar esse entrevista?

    Obg desde já. Abs

  70. Vinicio: Não existe imigração mais fácil e sim menos difícil. Todas são difíceis. A de Manitoba tem algumas vantagens: é menos enrolada e demorada. Porém tem as desvantagens: é bem subjetiva e envolve uma viagem ao Canadá.
    Eu acho que a grande vantagem é ela ser mais rápida e menos enrolada. Se você for aceito para a viagem e fizer tudo direitinho já saí da entrevista sabendo se foi aceito ou não.
    O Maurício e a Mônica mandaram tudo em janeiro e foram agora em junho para a Visita Exploratória, foram aprovados e já aplicaram para a etapa seguinte. Tudo isso em 5 meses.
    Agora a categoria TFW (que é a desse artigo) eu acho vantajosa pelo motivo de que você é que faz a sua própria imigração. Não precisa esperar por ninguém. Sem tirar que você vai logo para o Canadá e não fica sofrendo com a espera no Brasil.
    Att,
    Rafael

  71. Lucas: Não sei nada sobre o processo de revalidação de diplomas pois cada área regulamentada aqui no Canadá tem o seu próprio processo. E cada província tem um processo de revalidação diferente da outra província. Então não tem como saber como funciona. Mas na internet você encontra com certeza. É só procurar pela ordem dos contadores de Manitoba.
    O que sei é que geralmente envolve provas, testes ou até voltar a cursar algumas matérias. Adicionando o fato de que legislação brasileira é diferente da canadense.
    Não tem como sair do Brasil com um visto de trabalho (a não ser que você consiga uma oferta de emprego o que é difícil).
    Sim é possível trabalhar como assistente. Só não poderá exercer a profissão de contador.
    Att,
    Rafael

  72. Olá Rafael,
    puxando um gancho do seu artigo e alguns comentários….
    você acredita que a imigração para Manitoba seja mais fácil quando comparado com as demais províncias? caso afirmativo, por quê?

    Obg.

  73. Olá Rafael,
    Obrigado pela dica do artigo, muito bom.
    Outra informação, você citou que é possível eu revalidar meu diploma. Você sabe alguma informações de como é o processo? E para eu sair do Brasil para tentar meu trabalho em Manitoba eu tenho que sair com o visto de trabalho (ou se for outro tipo de visto, você sabe qual)? E mesmo antes de eu validar minha graduação, é possível eu conseguir alguma coisa como assistente contábil? Obrigado. Abs

  74. André: Você faz perguntas que já estão respondidas e explicadas tanto aqui no site, como nos comentários como no fórum. Mas vamos lá.
    Não tem como sair daqui com um visto de trabalho diretamente. Para isso você ou sua esposa teriam que ir matriculados em um college pois assim o outro “ganharia” a permissão de trabalho. Como sua esposa não fala inglês então ela não poderá, obviamente, se matricular em um college.
    Se você se matricular só poderá começar a trabalhar após 6 meses de estudo. Não tem como começar a trabalhar antes dos 6 meses (a não ser ilegalmente).
    Você começará a estudar na data em que o college estiver marcado para começar. Não precisa ir para o Canadá e ficar lá parado esperando as aulas começarem. É só ir quando as aulas estiverem prestes a começar.
    O curso teria que ser pago. Existem bolsas porém depende muito da instituição e são difíceis.
    Existe o Ciência Sem Fronteira do Governo Brasileiro. Porém após os estudos a pessoa deve retornar ao Brasil.
    Att,
    Rafael

  75. Rafael, só tem como eu trabalhar por seis meses, se eu for como college? se eu nao for não tem como eu arrumar um emprego temporario? se não tiver como, eu iria faria o collega.. e minha esposa por ser minha acompanhante automaticamente consegue o work permit certo? só que como ela não tem noção de ingles, ela nao trabalharia de imediato, creio que só após alguns meses.. tem algum problema isso? e outra pergunta.. tem como eu ir como college, mas estudar e trabalhar já quando eu chegar lá? ou somente se esperar 6 meses que posso pedir a permissão para trabalhar e estudar… porque se nao tiver como eu chegar e estudar e trabalhar, como eu poderia me manter? outra coisa… qualquer curso que eu faça lá teria que ser pago ne? não existe nenhuma forma de estudar pelo governo? desculpa minha ignorancia no assunto…

    no aguardo

    abraços

  76. Lucas: Olá. Contabilidade geralmente tem uma boa demanda. Agora se ela tem “campo” ou não em Manitoba eu não saberia dizer. Porém fiz um artigo que responde justamente isto para todas as profissões. E você pode lê-lo aqui: https://imigrar.com.br/manitoba-conhecendo-melhor-o-mercado-de-trabalho-e-sua-profissao-em-manitoba/
    Contabilidade é uma área regulamentada aqui então você não poderia começar trabalhando diretamente. Então você pode fazer um college ou revalidar o diploma enquanto trabalha como ajudante ou assistente de contabilidade, por exemplo.
    Att,
    Rafael

  77. André: Não tem como ir para o Canadá trabalhando diretamente. Apenas como intercâmbio (e mesmo assim tem que estudar alguns meses ante). Porém intercâmbio não permite imigração.
    Para você ir trabalhando direto a sua esposa teria que estudar em um college. Mas como ela não tem inglês fica complicado, para não dizer impossível.
    A única maneira que vejo é você mesmo se matricular em um college e depois do college trabalhar. Exatamente como descrito nesse artigo.
    Att,
    Rafael

  78. Olá Rafael,
    Eu tenho 20 anos e estou no último ano de ciências contábeis, e também trabalho na área de contabilidade, meu inglês é intermediário/avançado. Tenho um grande interesse de deixar o Brasil e recomeçar uma nova vida no Canadá, já pesquisei bastante sobre imigração e surgiu o interesse de tentar a imigração para Manitoba. Minha dúvida que eu gostaria de saber é se minha área tem “campo” de trabalho em Manitoba? E se eu preciso fazer um college no Canadá ou se minha graduação que eu vou terminar esse ano aqui no Brasil vale? E tenho planos de ir a daqui um ano e meio. Agradeço desde já pela informação. Abraço

  79. Oi no meu caso é o seguinte, eu e minha esposa nao temos formacao nivel superior, eu tenho um bom ingles, minha esposa nao tem nem nocao de nada, no caso o mais certo seira eu pegar um visto de college e estudar la? e minha esposa teria que pegar um de trabalhador ou um te de turista mesmo… eu na realidade queria ir pra trabalhar a principio em vez de estudar… e minha esposa ficar parada até pegar mais o ingles.. tem como fazer assim? ou nao… se sim como faço o procedimento, pesso visto de trabalho, de turista.. e minha esposa qual pede… aguardo anciosamente!!!!

  80. Ricardo: Não é Manitoba que dará o visto de trabalho para você e sim o Governo do Canadá. Não é interesse do Canadá separar famílias. Se sua esposa estiver pagando um college (e bem caro por sinal) aqui no Canadá não é interesse que vocês fiquem separados. O work permit para estrangeiros que acompanham o cônjuge está no site do próprio CIC.
    E não é bom demais para se verdade. É a lógica, rs.
    Att,
    Rafael

  81. Marcos: Na minha opinião você pode aplicar para os dois. Enquanto você não tiver uma data de entrevista junto ao pessoal do Québec você não passa de um número. Então aplica para os dois e vai no que sair primeiro, rs.
    Att,
    Rafael

  82. Ramon: Eu não posso garantir a existência do programa para sempre. Porém geralmente os programas que envolvem estudo em um college e após este um trabalho são os “queridinhos” dos oficias de imigração.
    Creio que ele pode até mudar alguma coisa, algum critério mas não será extinto. Espero que não!
    Att,
    Rafael

  83. Daniel: Depende do que é difícil ou não, rs. Você pode mandar e-mail para alguma empresa e dependendo da sua área receber uma oferta de trabalho ainda estando no Brasil. Mas isto é bem difícil. Porém por outro lado você não precisa fazer nada de mais além do que mandar e-mails.
    É relativo.
    Att,
    Rafael

  84. Rafael, me corrija se eu estiver errado, mas se a minha esposa se matricular em uma universidade para estudar, eu posso requerer o visto de trabalhador temporário? Não existe nenhum nada que “atrapalhar” a minha solicitação do visto de trabalho? Penso ser um pouco “bom demais” Manitoba disponibilizar o visto de trabalho se eu for junto com a minha esposa que estará estudando.

    Você chegou a encontrar um prazo de validade para este processo?

    Novamente, parabéns pelo artigo!

  85. Beleza Rafael! Abriram meu processo de Quebec oficialmente em maio deste ano, porém tudo é muito lento e burocrático, e pelo que vi no site de imigração de Quebec ainda não existem entrevistas previstas para este ano. Realmente é muito desanimante! Na sua opinião, seria melhor desistir deste processo de Quebec e ir por Manitoba?

  86. Oi Rafael, ansioso pela parte 3. Por favor, se puder comentar sobre quanto tempo antes do início do curso o visto de estudante é valido e se o work permit do cônjuge acompanha exatamente o mesmo período de vigência do visto de estudante. Outra coisa é o risco do programa ser extinto: minha esposa e eu (mais as crianças) pensamos em ir no final de 2014/início de 2015 (apesar do inverno é quando ela termina uma pós) e temo que até lá ou enquanto estivermos lá o TFW manitoba seja extinto ou entre em “modo de espera”. Já enviei e-mail para eles comentando essa possibilidade mas não obtive resposta. Passar do TFW para o Canadian Experience é uma possibilidade, mas quase inviável pois a profissão tem que estar no NOC e são 12 meses ao invés de 06. Obrigado.

  87. E teria uma forma menos dificil de conseguir um visto de trabalho fora essa?

  88. Daniel: Sim é possível porém arriscado. Você terá exatamente 6 meses e deverá trabalhar os 6 meses completos e o seu patrão deverá querer continuar com você. Não gosto da ideia de ter apenas 6 meses e nada mais. Porém eu mentiria se dissesse que não é possível. Sim, é possível. Apesar de difícil.
    Att,
    Rafael

  89. Estou pensando em ir de intercâmbio na modalidade 6 meses de estudo e 6 meses de trabalho… com esses 6 meses de trabalho, mesmo sendo study & work eu consigo o visto de residente permanente?

  90. Felipe: Não tem problema usar o pai como financiador. Mas é bom ter pelo menos alguma coisa na conta, rs. Daí manda o seu e o do seu pai.
    Eles pedem até 3 meses passados mais os dias do mês atual.
    Att,
    Rafael

  91. Geymisson: Se uma pessoa estiver matriculada e cursando um college aqui no Canadá os filhos desta pessoa podem estudar de graça aqui no Canadá. Creche não é gratuita aqui mas há subsídios do governo. Como não tenho filhos e como o valor da creche muda de província para província não sei os valores. Mas se você procurar no Google.ca você irá achar.
    Não existe um valor oficial que a pessoa deva ter. Mas existe um valor utilizado como base pelo consulado que é $15.000 dólares no banco. Isto para uma pessoa. Se for um casal com filhos então creio que deva ser mais tipo uns $20.000 dólares por aí.
    Mas se um estiver trabalhando não precisará gastar esse dinheiro todo. Só um pouco no começo.
    Att,
    Rafael

  92. Entendi, muiiiito obrigado pelas informações sempre úteis Rafael!

    Outra coisinha… eles puxam o extrato da conta de quantos meses atrás??

    Sou recém casado e utilizaria meu pai como responsável financeiro, pois nao tenho essa grana… será que teria problema??

  93. Olá Rafel, sempre um grande prazer acompanhar seus excelentes artigos!!! Gostaria de obter mais informações sobre como nossas crianças poderiam ser inscritas em creches ou escolas e o custo disso já que a melhor estratégia é um estudar e o outro trabalhar para quem vai fazer um college. Acredito que muitos casais que tem filho(s) que querem imigrar para o Canadá, tem muitas duvidas sobre esse assunto. Se possível me diga uma média de recurso financeiro necessária a ser declarado tratando de uma família com três integrantes. ABC…

  94. Felipe: Você não precisa comprovar o dinheiro do college (isto você acerta diretamente com o College). Mas o dinheiro para se manter 1 ano no Canadá (cerca de $15.000 dólares) este sim você tem que comprovar antes do visto.
    Att,
    Rafael

  95. Rafael, sobre a questão financeira… preciso comprovar o dinheiro na conta x meses antes de solicitar o visto??

  96. Guilherme: Isso mesmo, Guilherme. Quem não participa não sabe o que está perdendo.
    E o endereço para quem quiser é: imigrar.com.br/forum
    Att,
    Rafael

  97. Pessoal uma dica bacana pra quem ainda não participa, comecem a utilizar o fórum, lá tem muitas informações também, o pessoal tudo gente boa sempre alimentando os nossos sonhos de imigrar, dá pra pedir opiniões e conselhos e compartilhem informações também.

  98. Giovanni: Olá. Desculpa! Mas acabei de aceitar no Fórum. Pode acessá-lo. Vou liberar o cadastro para a pessoa fazer automaticamente. É que estava tendo muito spam mesmo com a segurança utilizada pelo Google.
    Acho que ela vai ter sim que fazer a equivalência a não ser que ela queira dar aula ou trabalhar com pesquisa daí só com a pós já é possível. Não conheço muito a área porém talvez, eu digo TALVEZ, não seja muito difícil de se fazer a equivalência. Pesquisem sobre isso.
    Com certeza Assistente Social está em demanda em quase todo o Canadá.
    Att,
    Rafael

  99. Dilene: Obrigado pelos elogios. São elogios e reconhecimento iguais aos seus que me fazem querer continuar.
    Será que tecnólogo em redes não se classifica no senso de informática em geral? Minha dica é: participe de uma palestra online do BIQ (Escritório de Imigração do Québec) e pergunte para o palestrante ao final. Ele sempre fica para responder as dúvidas de quem quer. Então assim você tira essa dúvida.
    Att,
    Rafael

  100. Renato: É exigido que você esteja trabalhando por no mínimo 6 meses e que seu patrão queira ficar com você em definitivo (desde que você esteja fazendo um bom trabalho claro que ele vai querer ficar com você). Porém se seu trabalho for muito básico você deverá mandar um teste IELTS com nota mínima de 4,5. E acredite em mim: essa nota é muito baixa e básica. Creio que após alguns meses lá já dá para tirar esta nota sem dificuldades.
    De fato não tinha colocado isto no artigo pois na vou colocar na parte 3.
    Att,
    Rafael

  101. Rafaeeeel! Aceita minha inscrição lá no fórum. :)

    Agora acho que você não irá mais jantar conosco em Gatineau. Hehehehe.

    Não sei por qual motivo eu não olhei para Brandon e Winnipeg antes, afinal de contas são duas cidades muito bem colocadas no ranking do Money Sense. Tava muito focado em Calgary e Ottawa.

    Rafael, você sabe dizer se minha esposa fizer uma pós na área de Serviço Social ela não precisará mais fazer equivalência?

    Assistente Social está como “Very Good” em Manitoba, mas essa história de equivalencia é uma onda e também to achando difícil ter vaga para ela como Social Worker naquela cidadezinha charmosa de 7mil habitantes (me encantei com ela :] ).

    Valeu!!

    P.S.: faz mais post de como está sendo a vida aí em Montreal. Sucesso cara! Sou seu fã! xD

  102. Ramon: Sim. Espero que sim. Esta forma de imigração é uma das melhores pois já envolve você ir para o Canadá desde o começo e não ficar encalhado no Brasil aguardando que as coisas aconteçam. Desta forma é você que faz sua imigração e não o contrário.
    Att,
    Rafael

  103. João Eduardo: Obrigado pelos elogios. Gosto de ser útil. E ainda tem a última parte que trarei mais alguns exemplos. Fique no aguardo.
    Att,
    Rafael

  104. Ricardo: Um vai estudando e o outro vai sem emprego é a situação mais normal. Porém assim que você tiver o seu visto de trabalho já pode entrar em contato com empresas lá para agendar as entrevistas, etc.
    Mas se quiser pode procurar quando chegar lá também, é claro.
    Att,
    Rafael

  105. Corlen: Sim é possível. Porém muito mais difícil. Dependendo da província e da profissão é mais fácil achar trabalho pela internet. Talvez entrevistas por Skype sejam feitas. O empregador precisará sim de uma LMO (dependendo da profissão algumas províncias conseguem contratar sem uma LMO porém são profissões mais ligadas à indústria, chão de fábrica, etc).
    Bem mais plausível encontrar emprego pela internet em grandes empresas por conta da complexidade de uma LMO dificilmente uma pequena empresa pleiteará uma. Para lhe contratar a empresa não precisa especificamente emitir uma LMO para você. Ela pode já ter uma LMO em curso. Já estar procurando alguém.
    Att,
    Rafael

  106. Fabrício: a questão do dinheiro nunca é fácil. Porém com sacrifício e objetivo você consegue sim juntar uma grana. Eu fiz isso pelo menos 2 anos antes de me mudar para cá. Foco é a questão chave.
    Quanto ao mercado de trabalho de Manitoba, o que está em demanda ou não eu já fiz um artigo sobre isto e você pode achar tudo que precisa aqui: https://imigrar.com.br/manitoba-conhecendo-melhor-o-mercado-de-trabalho-e-sua-profissao-em-manitoba/
    No mais obrigado pelos elogios.
    Att,
    Rafael

  107. Olá Rafael! Conheci seu site um pouco antes de você se mudar para o Canada, e desde então não passo um dia sem olhar. Tenho pesquisado qual seria a melhor forma para minha família. Tenho dois filhos e meu marido é tecnólogo de redes. Gostaria de ir para o Quebec mais não sei se ele se encaixa na lista já que não tem a profissão dele propriamente dita. De qualquer forma a cada dia você descobre formas para ajudar as pessoas a atingirem seus sonhos mesmo já estando tudo certo pra você e isso é incrível!!!! Parabéns por tudo que você faz , pelo tempo dispensado, dedicação…Você é uma pessoa muito generosa! Obrigada!!!

    grata,

    Dilene

  108. Rafael qual o nivel de ingles que exigido mesmo?

  109. Nossa, Rafael, muito obrigado. Meu coração está até acelerado, parece que após anos e anos agora vai. Ou melhor, vamos!!!

  110. Rafael, texto fantástico, novamente. Parabéns.
    Você já tinha esclarecido as minhas dúvidas nos comentários do texto anterior, mas essa nova postagem ajudou demais por ilustrar as situações.
    Um grande abraço e muito sucesso para você.
    Att.
    João

  111. Olá Rafael,

    Primeiramente muito obrigado pela sua colaboração em relação a este ponto! Resumindo, eu e minha esposa estávamos buscando ir por Quebec a uns 3 anos entre pesquisa e francês, depois você informou sobre Manitoba (Com inglês) e agora essa oportunidade! Isso é ótimo!

    Minha dúvida é: No casal, um pode ir estudando e o outro sem emprego, e procurar um quando estiver lá ou preciso ir direto com emprego garantido do brasil?

    Parabéns pelo artigo e fico no aguardo da parte final!

  112. Rafael, comenta sobre as possibilidades de já sair do Brasil com um emprego certo. É possível? O empregador precisa emitir LMO?

  113. Bom dia Rafael!!!
    Eu e minha esposa encontramos o que procurávamos. Já estou estudando a cidade de Winnipeg, já fiz contato com 3 escolas de inglês, alias 1 escola e 2 universidades. O nosso problema maior é que não falamos inglês, estamos estudando por aqui, mas acabamos de iniciar. Então o ideal era ir para o programa de estudo e trabalho mas teremos dinheiro suficiente para viajar apenas no ano que vem(2014) que é quando provavelmente o Estudo e trabalho deixara de existir :(, então vamos ter que juntar dinheiro para o inglês e para o college, o que me preocupa e a renovação do visto, já tenho que provar aqui do brasil que tenho dinheiro para o intercambio, depois lá sem trabalhar vou ter que provar que tenho dinheiro para o college, isso é preocupante né? Achei os preços dos colleges e são bem mais baratos que os outros colleges de cidades como Toronto e Vancouver, a maioria na faixa de 8 a 12 mil dólares por ano. Agora só pra me ajudar um pouco no meu foco, quais cursos de college (menos área da saúde, não posso ver sangue, rsrsrs) tem alta empregabilidade?

    Ótimo trabalho o seu, diferente de outros sites, tenho respostas de todas as minha perguntas aqui! Espero um dia poder retribuir essa ajuda.

  114. Karla: Não existe idade máxima pois o pré-requisito é trabalhar por 6 meses em Manitoba. Claro que se eles acharem uma pessoa meio fora do padrão deles eles podem negar. Porém como a idade limite que eles aceitam na maioria das outras categorias deles é 45 anos podemos usar esse teto como um limite seguro de que até 45 anos, pelo menos, está dentro do perfil deles. De 45 anos pra cima ninguém pode garantir nada.
    Att,
    Rafael

Deixe o seu comentário

Posts Recentes

Site Imigrar (Esta janela vai fechar em 10 segundos)

Inscreva-se no Site Imigrar para receber as últimas atualizações por e-mail.