Categorias
Imigração Quebec Notícias PEQ

Consulta pública: Quebec (novamente) quer fazer mudanças no PEQ & Trabalhador Qualificado –

Atenção: esse artigo não é só para dar a notícia, e sim também uma análise do relatório divulgado pelo governo do Quebec sobre o assunto.

Parece que o digníssimo Simon Jolin-Barrette (Ministro da Imigração do Quebec) não aprendeu nada com a confusão que ele (e o Legault) fizeram no ano passado!

Se não está lembrando ou não acompanhou, vou deixar uma série de links no final com a cobertura que o Site Imigrar fez. Se quiser pode clicar aqui e ir direto para a seção de links e depois voltar e terminar esse artigo.

De qualquer maneira vou fazer um resumo bem resumido do que aconteceu.

Quebec quis mudar as regras e voltou atrás

Dia 01 de novembro foram anunciadas, entre outras coisas, mudanças no PEQ Trabalho e o PEQ Estudos. Uma, por exemplo, era o fato do conjugue ter de passar pelo teste de idiomas e conseguir “B2”. Algo que sempre foi exigido só do aplicante principal.

Agora a mudança que mais chamou atenção (e a ira das pessoas, com toda razão) foi a criação de uma lista de profissões em demanda. Daí, só iria conseguir imigrar pelo PEQ quem tivesse uma profissão nessa maldita lista.

Tanto para o PEQ Estudo quanto para o Trabalho. No primeiro era uma lista com cursos que se classificariam. E no segundo com profissões.

A revolta das pessoas que já se encontravam aqui no Quebec estudando ou trabalhando e também de setores importantes como o da educação (universidades, colleges/CEGEPs) foi tão grande; Que o governo acabou voltando atrás. Cancelando todas as mudanças (ainda bem).

Quebec quer fazer mudanças, porém quer consultar antes

Ao que parece o governo Legault não desistiu de mudar a imigração quebequense. Ao menos, dessa vezes eles irão consultar diferentes grupos econômicos (empresas que precisam de mão-de-obra qualificada que não se acha aqui no Quebec) e as instituições acadêmicas (que ganham muito dinheiro com os estudantes estrangeiros).

A população também vai poder participar dando recomendações online para o Ministério de Imigração do Quebec. Eu com certeza irei dar algumas recomendações. E críticas construtivas.

Por enquanto só as empresas e instituições acadêmicas estão podendo se inscrever para a consulta. Quando divulgarem a aberta ao público vou publicar aqui.

Mais sobre a consulta pública

Na sexta-feira (dia 14-Fevereiro) o Ministério da Imigração do Quebec anunciou a já mencionada consulta.

E por conta dessa consulta foi também publicado um documento (pdf) para dar informações para quem for participar dela; Para todos os players terem no que basear o diálogo. E é nesse documento (oficial) que estou baseando este artigo.

Sobre a participação popular ainda vamos ter de esperar para ver como vai ser. Vamos votar em enquetes? Mandar sugestões por e-mail? Pelo que eu saiba, não foi anunciado ainda.

O gargalo da imigração quebequense

Em 2019, 86% dos CSQs foram dados para pessoas do programa PEQ (Estudos e Trabalho). A sigla CSQ quer dizer Certificado de Seleção do Quebec, um documento que o aplicante recebe do governo quebequense, e de posse dele a pessoa aplica para o visto de residente permanente.

O que torna o CSQ valioso é o fato de que se a pessoa não tiver um passado criminal e/ou uma doença grave e/ou contagiosa, com o CSQ em mãos a imigração dela está 100% garantida. Já que o governo Federal não intervem nos candidatos escolhidos pelo Quebec. Por conta de um acordo entre o ente federal e provincial. (link no final para quem quiser saber mais sobre esse assunto).

Problema número 1

O problema numéro 1 é que o Quebec tem um número máximo de imigrantes que ele pode admitir e assimilar (estabelecido pela Assembléia Nacional em Ville du Quebec e enviado para o Governo Federal). E se quase 90% estão vindos do PEQ, sobra pouco para as outras categorias como a de Trabalhadores Qualificados.

E o números de aplicantes através do PEQ não deve diminuir em 2020 e 2021, muito pelo contrário. Segundo o relatório, eles creem que vai se manter no mesmo nível ou mesmo aumentar.

Problema número 2

O problema número 2 é que é através dos Skilled Workers que o governo pode selecionar profissões altamente qualificadas que não encontram nos candidatos do PEQ. Já que o último, por enquanto, em termos gerais é para quem se formar ou trabalhar aqui independente do diploma ou profissão.

Digamos, como exemplo, que as empresas estejam desesperadas por técnicos de manutenção de aviões. É possível que não tenham candidatos suficientes no PEQ para suprir a demanda e só o no TQ (Travailleurs Qualifiés) é que eles iriam conseguir estas pessoas.

Aplique isso à outras profissões e regiões no Quebec e você verá que o buraco é ainda mais embaixo. Por isso os 10% para o TQ não parecem um bom número aos olhos do MIFI (Ministério de Imigração do Québec).

Ainda tem mais! Um outro motivo, e pelo menos esse é positivo é que a taxa de desemprego do Quebec está muito baixa. Na faixa de 5,1%. Além disso, a população economicamente ativa em sua grande maioria está trabalhando ou tem a possibilidade de achar um trabalho.

O que torna a situação dos empregos altamente especializados ainda mais complicada. Pois uma pessoa com esse tipo de profissão já está empregada e recebendo bem. E mesmo que mude de emprego, vai deixar seu posto vacante.

E também, por conta do baixo desemprego, não existem muitos candidatos procurando emprego. Principalmente no interior. (Atenção tudo isso quem está dizendo é o Governo, no relatório, e não o Site Imigrar).

Quebec pode limitar o número de aplicantes no PEQ para beneficiar o TQ.

Segundo Statistique Canadá (tipo o IBGE canadense), o Quebec tinha 137.540 vagas de empregos não preenchidas no terceiro trimestre do ano passado (2019)! 68% dessas vagas eram para alguma região outra que Montreal. E nos próximos 5 anos a situação vai piorar ainda mais.

E isso nos leva ao principal: que é o governo querendo limitar o número de aplicantes do PEQ!

Não só isso, mas falam de rever a promessa de processar as demandas do PEQ em até 20 dias úteis (como é o caso atualmente. (Irei deixar todos os meus comentários pessoais nas Considerações Finais).

Os motivos para isso foram explicados na seção anterior. Pelo menos o processo de Trabalhadores Qualificados agora é por convite, tal qual o Express Entry do Governo Federal. E assim eles não irão perder tempo analisando dossiês de pessoas que não irão imigrar.

Mas o que irá acontecer está ainda meio nebuloso.

A Imigração do Quebec em 2020-2022

Em 2020 o Quebec pretende admitir entre 43 mil à 44.500 imigrantes. Destes, 25.500 à 26.300 pela categoria de imigração econômica. Mas para o PEQ + TQ em específico é previsto a emissão de 12.500 à 15.000 CSQs.

Para efeito de comparação, em 2019 foram emitidos 17.197 CSQs para os aplicantes do PEQ e TQ (trabalhador qualificado) somados. E desses 86% foram para o PEQ (citei isso lá em cima). O máximo previsto era de 15.000 CSQs. Mostrando que o governo pode ir além do estipulado.

Porém, ter ultrapassado o número fez com que o Governo do Quebec pausasse o PEQ Estudo no ano passado! Para contrabalancear. Então existiram sim consequências. E pode acontecer novamente.

Outro ponto negativo (alegado pelo relatório) é que a alta emissão de CSQs para os PEQs fez com que o backlog (fila) de pessoas aguardando o visto de residente permanente pelo Quebec aumentasse e muito. Fazendo com que a espera possa chegar a até 2 anos.

Em janeiro de 2020, 38 mil pessoas com CSQ emitidos estavam aguardando o visto de RP do Governo Federal! E sei que muitos dos leitores do Site Imigrar estão entre eles.

O PEQ continua muito popular!

Apesar de tudo, o PEQ (Estudo e Trabalho) continua muito popular. Só em 2019, 48 mil “vistos” de estudos foram emitidos para estudantes estrangeiros. Isso só no Quebec. (Quando digo “apesar de tudo”, falo da insegurança do governo Legault no tocante à imigração).

E o Governo Quebequense sabe disso e está levando tudo isso em consideração. Pois dessas 48 mil pessoas, a grande maioria vai querer aplicar para o PEQ. Então, isso tudo torna-se uma grande bola de neve.

Devemos também levar em conta que há uma oferta maior de integração e aulas de francês para os imigrantes e aspirantes. E isso vai impactar no planejamento, como um todo. Principalmente no budget provincial. (E no bolso dos pagadores de impostos).

Uma das promessas de campanha do Legault era integrar mais e melhor os recém-chegados. Até mudaram o nome do Mistério de Imigração do Quebec, que era MICC, depois MIDI e agora é MIFI (Ministère de l’Immigration, de la Francisation et de l’Intégration).

Sistema de imigração do Quebec x sistema de imigração da Austrália, Nova Zelândia e Canadá

O relatório conclui fazendo uma breve análise dos meios de se imigrar através do Quebec em relação à Austrália, Nova Zelândia e Canadá.

E eles concluem que comparado a esses países, o sistema quebequense é muito mais permissivo e leniente. E se formos comparar com a imigração para a Austrália e Nova Zelândia, pode até ser o caso.

Mas é engraçado notar que o Quebec “não sabe ao certo” de alguns programas de imigração provinciais. Chegam a afirmar que “só” no Quebec dá para imigrar com profissões de NOC C e D. E no processo federal só permite NOC 0, A e B.

Até seria verdade, se não fosse o fato de que alguns PNPs (que englobam o processo federal no todo) permitem NOC C e D. Tem província permitindo imigração para pessoas que trabalham de garçom ou faxineira, por exemplo. Mas o Quebec “esqueceu disso”. Talvez eles devessem ler mais o Site Imigrar…

Por isso, me pareceu que ao fazer o relatório o governo quis dar uma “manipulada” de leve. Enfim, como comecei a dar meus intakes vou passar para a conclusão.

Considerações Finais & Fontes

Nesse artigo aprendemos muitas coisas. Vi algumas pessoas compartilhando e citando a matéria do La Presse. Porém, quis realmente entrar em detalhes.

Vou dar minha opinião, doa a quem doer. E creio que esse relatório, ao que me parece, é só uma forma do partido no poder, tentar validar as mudanças que querem fazer na imigração do Quebec.

O que estou tentando dizer é que eles querem mudar tudo que vimos no ano passado. Mas como tiveram de voltar atrás por pressão, agora estão “fingindo” que vão fazer tudo com a participação de setores importantes e da sociedade em geral. Assim, quando anunciarem as novas regras vão poder dizer que foi tudo feito de acordo com “os major players”.

E as regras que eles querem são bem parecidas com as que tentaram “enfiar” goela abaixo em todos nós em 2019. Espero estar enganado. Por mim os programas continuam a ser como estão. Principalmente o PEQ! Tem coisa melhor do que reter pessoas que se formaram aqui e/ou que tem experiência profissional no Quebec?

Mas com o governo Legault não sabemos o que esperar, infelizmente. Vamos ficar de olho e reportar aqui sempre que alguma mudança significante for feita. Porém, como afirmei, essa “consulta” está com cheiro de enrolação. Pelo menos para mim. Desculpa a sinceridade…

Só tem um problema muito grande no meio do caminho para eles: as Instituições de Ensino que se beneficiam (e muito) do PEQ Estudo. Elas não vão de maneira alguma abrir mão do lucro que fazem com alunos estrangeiros.

Sim é verdade que o programa TQ (Trabalhadores Qualificados) é mais interessante para as empresas privadas. Mas limitar o número de aplicações do PEQ para abastecer o TQ vai prejudicar universidades e colleges.

E querendo ou não, o setor acadêmico é um forte formador de opinião. Será que o Legault e o Simon estão preparados para outra onda de revoltas?

Teve um caso (verídico) de um ônibus cheio de coreanos, estudantes internacionais, que foram daqui até Nova Scotia para planejar a mudança de college depois das mudanças anunciadas (que posteriormente foram canceladas).

Por isso, acho que o plano do PQ (Partido Quebecois) não vai ser tão fácil…

E vocês, o que acham?

  1. 18.000 processos de imigração serão cancelados pelo Quebec
  2. Quebec “volta atrás” e não vai cancelar os 18.000 processos
  3. Vão mesmo cancelar 16.000 processos de Skilled Workers
  4. Governo do Quebec paralisa o PEQ Estudo
  5. Quebec exigirá teste de “valores democráticos” pra futuros imigrantes
  6. Mudanças nos Processos de Imigração; PEQ Estudo reabre.
  7. Quebec realmente volta atrás e cancela todas as mudanças no PEQ
  8. Agora é oficial e sacramentado: Quebec voltou atrás sobre o PEQ!

Fonte:

Link sobre a Consulta do Ministério de Imigração do Quebec

PDF com o Relatório do MIFI para basear a consulta

10 respostas em “Consulta pública: Quebec (novamente) quer fazer mudanças no PEQ & Trabalhador Qualificado –”

Oi, Flávio!
Concordo! Ao invés do governo pensar em como aumentar as vagas, estão pensando o contrário! Desde que todos os candidatos atendam aos requisitos, não vejo por qual motivo limitar!

Att,
Rafael

Está na hora de aumentarem o número de vagas para ambas classes. O Québec e Canadá arrecadam mais dinheiro e ficam felizes, as universidades felizes, as empresas felizes e os imigrantes também.

Oi, Anibal.
Nossa, você falou exatamente o que eu penso! Belas palavras!
Que pena o Legault e o Simon não irão lê-las… :(

Att,
Rafael

Me parecem que os burocratas políticos são iguais em todo o mundo. Acham que entendem tudo e na verdade acabam se metendo em assuntos que num certo ponto precisa ser discutidos por educadores, por pessoas especializadas em estudo e imigraçao. As leis são eles que fazem, mas precisam ter o cuidado para não deixa apagar/morrer a oportunidade de trabalho para, profissionais habilitados a trabalhar e preencher a mão de obra que precisam em Québec. Por isso é importante escutar e levantar pesquisas, para facilitar o processo de aplicação de trabalho e estudoe de mão de obra ( trabalho).

Oi, Patrícia.
Eu acho que aos poucos o processo vai ficar mais célere e menos burocrático (na medida do possível). Porém, temos de lembrar que o TQ (Trabalhadores Qualificados) agora funciona na base do convite através do Arrima.
Por isso, o governo é que detém o poder de chamar quem eles quiserem (ou as empresas precisarem). Quando antes das reformas, se o candidato tivesse os pontos suficientes ele teria direito à imigração.
Dito isto, é exatamente por esse motivo (diminuição de candidatos e aplicação só pelos convidados) que tudo indica que irá ser mais rápido.

Att,
Rafael Alencar

Vc acha que com o aumento do TQ vai ficar mais fácil pegar a Residência Permanente do Brasil mesmo. Será que a burocracia e as exigências vão diminuir na hora de tirar a Residência Permanente do Brasil?

Oi, Helbert.
Adoraria ter acesso a essa informação. Mas não está no relatório e não a vi nas publicações oficiais do governo. Vou me inscrever (quando abrir) para fazer parte da consultação pública. Vou aproveitar e perguntar esse mesmo questionamento que você fez. Se poderíamos ter um breakdown dos PEQs.

Att,
Rafael

Você saberia informar, dos 9881 PEQ trabalho emitidos em 2019, quantos foram para cada NOC (0, A, B, C ou D) ?

A inclusão dos Nocs C e D é mais recente, seria interessante analisar o impacto.

Oi, Michely.
Olha, eu não poderia concordar mais. Assino embaixo tudo o que você disse.
O PEQ é uma das melhores formas de integrar à província pessoas que já estão aqui. Algumas inclusive já pagando impostos dos seus paychecks para ajudar a sustentar a máquina pública.
Tanta coisa para fazer e eles ficam com essa obsessão em mudar os programas de imigração.
Vai entender! O bom é que nas próximas eleições já vou poder votar, rs.

Att,
Rafael

Eu espero sinceramente que esse governo não ganhe as próximas eleições, as ações deles são um verdadeiro retrocesso para o Quebec, e sinceramente não entra na minha cabeça como eles puderam ser escolhidos. O PEQ é o programa mais importante do Quebec, o maior chamariz da província, e eles não são loucos de diminuir ou mudar de forma a não ajudar muito os imigrantes, porque isso irá enfurecer os Colleges e Universidades. O programa antigo era bom, podia-se aproveitar e fazer ajustes, e melhorar o programa de trabalhadores qualificados de forma a auxiliar mais as empresas necessitadas de imigrantes. É incrível como eles conseguem fazer tanta burrada em tão pouco tempo. Espero que levem a sério essa consultoria, e escutem também o clamor da população, por mais que o índice de desemprego tenha diminuído, isso não muda o fato do Quebec ser a província com mais falta de mão de obra. Que Deus nos abençoe e abençoe esses governantes para que tomem as decisões mais justas e que realmente auxiliem o Quebec a crescer, e que parem de enfiar goela abaixo a francisação!!!!

Deixe o seu comentário