O melhor plano de imigração para o Canadá (2020)


Qual o melhor plano para imigrar para o Canadá? Está é uma pergunta que recebo bastante dos leitores. E neste artigo, irei tentar responder a esta pergunta.

Nesse post você vai aprender a importância de ter preparado, ou pelo menos ter em mente, vários planos de imigração para o Canadá.

Colocar todas as apostas em um único processo de imigração (seja Federal ou do Quebec) não é uma boa idea. E nesse artigo você vai entender o motivo!

Vamos lá?

Sempre é bom ter Planos de Imigração A, B, C.... Z; Quanto mais alternativas para se imigrar pro Canadá, melhor!
Não foque tudo em um só processo de imigração canadense

Ano passado (2019) o Governo do Quebec cancelou 18.000 processos de imigração na categoria Trabalhador Qualificado. Se você não leu a notícia e tem curiosidade pode ver: Clicando Aqui.

Não só isso, mas em 2012 foi a vez do Governo Federal do Canadá cancelar 300.000 processos! Isso mesmo: trezentos mil! E na época também foi notícia aqui no Imigrar: Veja Aqui.

Claro que esses cancelamentos não são coisas frequentes. Muito pelo contrário, são raros. E geralmente após eles fazerem isso, os processos ficam melhores e ganham agilidade. Ainda mais, que agora é tudo computatorizado, bem mais ágil.

Mas digamos que você estivesse entre as 18.000 pessoas do Skilled Workers do Québec ou entre as 300.000 do Canadá.

É uma situação desesperadora, não é verdade?

Estas pessoas e seus familiares viram seus planos de imigração para o Canadá serem esmagados. Virarem pó em uma única canetada.

Você vinha esperando uma carta e/ou e-mail do governo, dando a boa notícia: sua demanda de imigração foi aprovada! Mas não, vem a bomba: seu processo foi sumariamente cancelado!

Não quero nem imaginar o sofrimento pelo qual estas pessoas passaram.

E agora? Começar tudo de novo? Desistir? Se desesperar? Se você souber se planejar, e/ou for leitor do Site Imigrar, a situação descrita acima não vai acontecer com você!

Aliás, esta é a resposta para a pergunta do título. Qual o melhor plano de imigração para o Canadá?

Resposta: o melhor plano é ter vários planos de imigração. Ou alternativas, de preferência planos A, B, C… Z!

Vou usar minha experiência pessoal e mostrar o que eu fiz, usando meu passado e perfil à época pré-imigração.

Isto vai te ajudar, pois mostrará como você também pode aplicar a estratégia que eu utilizei, e criar seus planos de imigração alternativos.

Antes de começar, importante saber um pouco do que passei.

Continue a leitura!

Um breve resumo da minha imigração ao Canadá

Meu processo de imigração para o Canadá começou no longínquo ano de 2010. E foi finalizado em 2014.

Quem quiser ver os detalhes é só acessar: A minha história (de sucesso) de Imigração para o Canadá. Inclusive lá também têm dicas, parecidas, porém com diferenças, aconselho a leitura depois de terminar este.

Mas resumidamente minha história de imigração (timeline) foi assim:

  • Abril de 2010: Começo do estudo da língua francesa;
  • Dezembro de 2010: Envio do dossiê para o Escritório de Imigração do Québec (BIQ) em São Paulo;
  • Janeiro de 2011: Primeira carta do BIQ avisando que receberam o dossiê;
  • Março de 2011: Segunda carta do BIQ, avisando da entrevista com um oficial de imigração do Quebec a ser feita em Salvador;
  • Novembro de 2011: Entrevista com o oficial (Monsieur LeBlanc) em Salvador; Passei e recebi o CSQ (Certificado de Seleção do Québec)!
  • Janeiro de 2012: Envio do processo + CSQ para o Governo Federal do Canadá;
  • Fevereiro de 2012: E-mail de confirmação da abertura da etapa federal. Enviado pelo Ministério de Imigração do Canadá (IRCC, que na época se chamava CIC);
  • Janeiro de 2014: Pedido de Exames Médicos. Envio dos Exames Médicos no mesmo dia (já tinha eles prontos).
  • 07 de Maio de 2014: Finalmente Residente Permanente! Um dos dias mais felizes da minha vida!

Minha jornada começou em Abril de 2010 e terminou em Maio de 2014. Vocês acham que nesse período todo, de praticamente 4 anos, eu fiquei parado colocando todas as minhas fichas e esperanças no Processo de Imigração do Québec? Não mesmo!

Eu tinha decidido imigrar para o Canadá, e quis me certificar de que iria conseguir de qualquer maneira (legalmente é claro).

Sem tirar que eu poderia falhar na entrevista com o oficial, e meu plano Canadá todo desmoronar. Por isso eu ataquei em vários fronts!

Plano A, B, C de imigração para o Canadá

Canadá: Planos de Imigração: A, B, C & D

Agora vou mostrar quais eram os meus planos (A, B, C e D). E aconselho qualquer pessoa, que queira imigrar para o Canadá, a fazer o mesmo.

Plano A: Quebec Skilled Worker

Como visto acima na minha timeline, desde o começo meu Plano A foi o Trabalhador Qualificado do Quebec. (Quebec Skilled Workers).

Era uma forma de imigração bem difundida no Brasil. Tão usada quanto a Skilled Workers do Governo Federal. Principalmente pelo fato de na época termos um Escritório do Québec em São Paulo.

Sem contar o fato de que oficiais do Governo do Quebec, faziam palestras nas principais cidades do Brasil, apresentando o processo e chamando imigrantes para a Belle Province.

Acabou que no final de tudo, foi exatamente a forma pela qual consegui minha imigração para o Canadá.

Porém, meu maior medo era:

  • A entrevista toda em francês (que era eliminatória); E
  • Minha pontuação estar no limite. Eu precisava me classificar bem no quesito adaptação para passar. Já que minha profissão (publicidade) não dava ponto algum.

Eu tinha 57 pontos e eram precisos 60! Existiam 10 pontos no quesito adaptação, que só poderia ser concedido na entrevista pelo oficial, e se ele gostasse da sua pesquisa e respostas.

Acabou que consegui todos os 10 pontos e ainda fui muito elogiado pelo entrevistador! Mal sabia ele que na época eu já era um expert em imigração, e pesquisa sobre o Canadá e Quebec.

Plano B: Canadian Experience (PGPW)

Meu plano B sempre foi o Canadian Experience ou algum provincial parecido com ele. Lembrando que na época não existia Express Entry.

Mas o modelo é basicamente o mesmo até hoje:

  1. Você vai, faz um curso superior no Canadá;
  2. Pega o diploma;
  3. Recebe um visto de trabalho (que é automático);
  4. Trabalha e aplica para imigrar.

É bem mais dispendioso, porém muito mais garantido. Uma das melhores formas de imigração canadense, sem dúvidas, que é se utilizar do PGWP para morar no Canadá (Leia sobre o PGWP: Clicando Aqui).

Era meu plano B por ordem de “chegada” no meu planejamento, mas na verdade eu iria usá-lo em último caso. Vender tudo e ir estudar, trabalhar e finalmente imigrar pro Canadá.

Minha meta era conseguir minha residência permanente sem nem precisar sair do Brasil.

Ou se eu realmente tivesse que sair, que não fosse para estudar em um college, e sim para uma visita exploratória. Isso nos leva ao meu próximo plano.

Plano C (Manitoba – Visita Exploratória)

Manitoba: Visitas Exploratórias. Eu descobri essa maneira de imigrar no começo de 2013 e logo mandei um e-mail para me inscrever.

Infelizmente essa opção não está mais aberta hoje em 2020, não da forma que era em 2013, pelo menos.

Basicamente consistia em se visitar uma cidade de Manitoba, e quase todo mundo escolhia Winnipeg, por ser a maior e mais importante cidade da província.

Ao final da visita você seria entrevistado por um oficial de imigração provincial de Manitoba, se aprovado, você receberia uma carta convite da província e aplicaria para o RP (residência permanente).

Ou seja, era uma das formas de imigração provincial (PNP). Cheguei a marcar data da minha viagem com o Escritório de Imigração de Manitoba e tudo mais.

Porém, meu processo do Quebec “se movimentou”. Ou seja: finalmente marcaram a bendita entrevista com oficial. E por isso acabei desistindo da Viagem Exploratória.

Se quiser saber TODOS os processos de imigração de Manitoba acesse: Imigração para o Canadá através de Manitoba (Winnipeg)

Plano D (Nova Scotia – Community Identified)

Este plano foi outra descoberta que fiz praticamente ao mesmo tempo da de Manitoba. E isso ocorreu pois resolvi que iria conhecer todos os planos possíveis de se imigrar para o Canadá.

Aliás, foi assim que este belo site nasceu. Pelo meu afinco de conhecer tudp e compartilhar. Sorte a de vocês, não é verdade?

Daí me deparei com este processo de imigração bem inusitado: Nova Scotia – Community Identified. Nesta curiosa forma de imigração, que não existe mais, você precisava receber uma carta, não do Governo de Nova Scotia, e sim de um Centro Comunitário.

Ou seja, você precisava convencer pessoas que você iria contribuir com a comunidade local. Eu escolhi a de Halifax. Mandei e-mail. Falei com uma mulher chamada Robyn W. e já estava combinando uma possível visita.

Quando ela ficou sabendo que além de falar o inglês fluentemente, eu também falava francês em nível avançado, ela ficou bem interessada no meu perfil. Creio que eu teria tido boas chances, pelo andar da carruagem.

Porém, pelo mesmo motivo acima, a “movimentação” do meu processo pelo Quebec, fez com que eu deixasse de lado. Ao marcarem a entrevista, eu vi que realmente o meu Plano A iria ser bem sucedido.

Nota: se você quiser saber todas as formas de se imigrar para Nova Scotia em 2020 pode acessar esse link: Imigração para Nova Scotia

E agora vou mostrar como fazer para ter certeza de que seu caminho vai ser tão bem sucedido como o meu.

Acompanhe!

Start Idea Plan Action Canada

Como montar um plano de imigração para o Canadá infalível

Bem, isto vai depender de vários fatores. Pois cada perfil (ou perfis, se for casal) é diferente.

Para quem realmente quer ter o melhor cenário possível, aconselho a contratar um profissional (como eu, por exemplo), e ele vai te ajudar (se ele(a) for bom), e vai te mostrar várias alternativas de imigração.

Sem tirar que isso economiza meses, ou até anos, de pesquisas. Porém, vou dar dicas essenciais para que você tenha pelo menos um norte.

Dica número 1: Pesquise!

Eu decidi que queria imigrar para o Canadá, no final de 2008, começo de 2009. Aliás, minha vontade de morar aqui data da minha adolescência.

Meu primeiro passo foi pesquisar bastante. Na época, acessei vários blogs de pessoas que imigraram ou que estavam no processo. E me ajudaram muito.

A internet naquela época não era tão cheia de informações, sobre imigração. Hoje em dia você encontra sites profissionais. E pessoas que vivem disso.

Porém, mesmo que você venha a pagar alguém para te ajudar, você não deve fugir da dica número 1: Pesquise e MUITO! O Plano Canadá é seu, e você deve ter a palavra final em muitos assuntos.

São várias as opções de imigração. Na minha última contagem, tinham mais de 80 formas diferentes de se imigrar para o Canada!

Por isso pesquisar vai te ajudar a pelo menos focar nas que valem a pena. E/ou nas que são menos difíceis.

Só para dar um exemplo, vamos lá: FST, FSW, CEC, Caregiver, PNPs (dentro dessa categoria tem dezenas de outras formas), PEQ (Étude), PEQ (Travail), QSW, Sponsor, Entrepreneur, AIPP, RNIP etc!

Pelo menos hoje você conta com algo que eu não tive: com o Site Imigrar e esse maravilhoso autor que vos escreve! (Risos).

Dica 2: Esteja sempre preparado!

A imigração muda constantemente. Isso é um fato. Programas abrem e fecham. Alguns abrem mas tem um limite de aplicações. Outros são processos pilotos, que estão em teste e podem ou não ser renovados.

Não só isso, mas os critérios mudam também. Então um processo que você pode se qualificar hoje, talvez você não se qualifique mais daqui 6 meses. Por isso é importante seguir a dica 2: Esteja sempre preparado!

O que quero dizer com estar preparado?

Quando você coloca a certeza no seu coração de quer imigrar para o Canadá, e que seu futuro é aqui. Você tem que voltar sua vida para isso.

Infelizmente, essa é a realidade. É um projeto de vida! E muitas vezes envolve você e sua família. Se você não se dedicar de corpo e alma, dificilmente vai ter sucesso.

Então quando você souber que vai imigrar, e já sabe mais ou menos os processos que se encaixam mais no seu perfil, seja por ter pesquisado bastante ou pago um profissional para isso. Você deve estar sempre se mexendo nessa direção.

Na direção da imigração. Vou dar um exemplo pessoal de como estar preparado ajuda bastante.

Escapei por pouco!

Não lembro mais as datas direito. Porém, o processo de imigração do Quebec, até o começo de 2011 não exigia que se tivesse uma profissão na lista de ocupações em demanda.

Na prática, qualquer profissão permita a imigração desde que você conseguisse os pontos suficientes. Eu mandei meu processo em dezembro de 2010, e consegui atingir os pontos necessários para a entrevista.

Acontece que por volta de março de 2011, se não me engano, o Quebec mudou seu processo, e a partir daquela data, só poderia imigrar quem tivesse uma das profissões em demanda. Fizeram uma lista e se sua profissão não estivesse na lista, você não poderia nem mandar o pedido.

Conheço várias pessoas que estavam com o dossiê (conjunto de papelada a se enviar para abrir o processo de imigração) quase pronto, e acontece que elas não tinham a profissão na lista.

E assim tiveram seus sonhos destruídos, pelo menos momentaneamente. Sei disso, pois algumas dessas pessoas eram leitoras e seguidoras do meu blog pessoal (que viria a ser o Site Imigrar).

Ou seja, se eu tivesse esperado ou prolongado o envio do meu dossiê em 3 meses, já não poderia imigrar e teria meus planos atrasados. Mas eu já vinha me preparando! Como?

Como estar preparado!?

É difícil falar pois cada processo demanda coisas diferentes. Mas existem aspectos que vão se repetir para a maioria deles. Exemplos?

  • Traduções;
  • Certificados de antecedentes criminais;
  • Teste oficial de proficiência dos idiomas (inglês e/ou francês);
  • Etc.

Provavelmente seu diploma e histórico escolar serão em português. Então é óbvio que você terá que traduzir. Qualquer documento que não esteja em inglês e/ou francês, terá que ser traduzido. E tradução juramentada diga-se de passagem.

Outro documento que você precisará é sem dúvida os antecedentes criminais (e traduzidos, óbvio). Dependendo do processo você precisará validar sua formação, ou pelo menos equiparar ela com alguma formação aqui do Canadá. Você já pode ir fazendo isso antes mesmo de entrar com o processo.

Esses são só alguns exemplos. Pois, como disse antes, cada processo tem suas particularidades.

E claro, ir traçando planos alternativos de imigração.

Dica 3: Estude Inglês e/ou Francês o máximo possível!

Muitas pessoas querem imigrar para o Canadá, mas não tem o domínio de nenhum dos idiomas daqui. Uma coisa é certa: seu nível do idioma não é tão bom quanto você pensa! Ainda mais quando chega aqui, e tem que falar com vários nativos.

E falar ao telefone? É muito mais complicado do que ao vivo e a cores.

Enfim, dominar o inglês e/ou francês, será útil não só para seu processo de imigração. Mas para sua vida de uma maneira geral. Isso é muito clichê, eu sei! Porém é a mais pura verdade.

Por isso estude muito e com afinco. Seu primeiro objetivo, geralmente, será fazer um dos testes oficiais: IELTS, TCF-Quebec, TEF-Quebec, etc. Quanto melhor seu score em um destes testes, maior será sua pontuação nos processos de imigração da sua escolha.

Mas depois você precisará do idioma para tocar sua vida em terras canadenses, conseguir um bom emprego, talvez fazer uma faculdade. E é aí que o “bicho pega”.

Se quer autoavaliar seu nível de idioma pode usar uma tabela fornecida pelo governo do Canadá. Leia mais aqui: https://imigrar.com.br/avaliando-seu-frances-ou-ingles/

Mas a dica principal é: nunca pare de estudar!

Dica 4: Junte Dinheiro

Sei o quão é difícil juntar dinheiro no país chamado Brasil. Acreditem! Morei grande parte da minha vida aí. Mas se não der para guardar dinheiro, pelo economize. Se você estiver certo que morar no Canadá é seu futuro, então mude seu estilo de vida.

Corte um pouco seu luxo (se você tiver) e até o lazer. Saia menos, coma menos fora. Não troque de carro. Não compre móveis novos. Quando eu decidi que iria imigrar, continuei dirigindo o mesmo carrinho por anos e anos.

Sei que é tenso “parar a vida” por um projeto como a imigração. Mas de qualquer forma, todos podemos economizar dinheiro, e assim utilizar essa economia para um bem maior.

Esse ano, por exemplo, parei de comer fora todos os dias. Faço meu almoço em casa, na noite anterior e trago em uma marmita. Não só venho economizando bastante fazendo isso, como sinto que me alimento bem melhor. Comendo refeições preparadas por mim mesmo.

Cada vida é diferente, mas tenho certeza que você sabe como economizar dinheiro, e quais gastos cortar.

Dica 5: Visite o Canadá (ou Austrália, Nova Zelândia etc).

Essa dica vai de encontro a dica 4. Falo para economizar e logo em seguida digo para fazer turismo?! Sim e não. É para cortar gastos desnecessários.

Se você tiver a chance (e meios financeiros) para fazer uma visita exploratória no país que deseja imigrar, é sempre uma boa ideia.

Seja Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Portugal, não importa. Ir pessoalmente será muito proveitoso. Inclusive colocando no roteiro as cidades que você acha que mais combinam com você. Se puder fazer um curso de idiomas nessa estadia, melhor ainda.

Sem tirar que você pode aproveitar esta viagem, para tentar entrevistas de emprego. E conseguir imigrar com a tão desejada job offer (oferta de emprego).

Conheço algumas pessoas que imigraram, e quando chegaram aqui no Canadá, não se adaptaram. Não era o que esperavam. Ou não só no país, mas em uma cidade. Pessoas que vieram para Montreal, e não gostaram. Ou outras que foram para Vancouver e agora estão aqui em Montreal.

Sei que uma visita curta não vai decidir sua vida, mas com certeza ajudará a tomar decisões importantes. E se feito direito, até estabelecer um networking.

E o mais importante: se possível venha no inverno! Sim, o Canadá é frio. Algumas regiões mais frias que outras. Então, vir no inverno e experimentar na pele o frio canadense, irá te mostrar a realidade.

Tem algumas pessoas que simplesmente não aguentam enfrentar o longo e rigoroso inverno canadense.

Eu, particularmente, tiro de letra. Não só isso, mas gosto do inverno. Reclamo e faço piada, porém faço a mesma coisa no verão quando está muito quente!

Porém, como eu disse, algumas pessoas sofrem no inverno, não aguentam o frio, etc, por isso a dica de se possível, fazer a visita exploratória durante o inverno.

Conclusão & Conselhos & Links Úteis

Espero com meu exemplo mostrar a importância de se ter mais de um plano de imigração.

Geralmente você vai dedicar tempo, dinheiro e esforço em um plano principal: seu Plano A. Isso é normal, e o que a maioria faz.

Porém nunca feche os olhos para as outras alternativas. Um exemplo são os PNP (Processos de Imigração Provinciais). As vezes uma província está atrás de uma pessoa exatamente com o seu perfil (e você nem sabe).

Um exemplo real: ano passado a província de Saskatchewan chamou de uma tacada só vários contadores. Se você fosse contador, poderia ter sido um dos felizardos.

Teve uma outra província que trouxe um barco cheio de soldadores do Brasil para trabalharem em um projeto! E muitos conseguiram imigrar.

Geralmente o Plano A da maioria das pessoas hoje em dia é o Express Entry ou Canadian Experience Class. Mas você já olhou para o Atlantic Immigration Program? Recentemente foi anunciado, pelo Governo do Canadá, que irá se tornar permanente! É um ótimo Plano B.

Para saber mais sobre ele, acesse: Atlantic Immigration Program

Lembrando que de posse de um visto de residência permanente você pode morar em qualquer província do Canadá. Se não se adaptar pela que te nomeou, pode mudar, desde que tenha tentado de verdade.

Só não use uma província como trampolim para outra, certo? Isso não é ético!

Não deixe de seguir meu perfil no instagram. Sempre posto sobre imigração lá, e muitas outras coisas relacionadas ao Canadá. Inclusive vídeos! O perfil é esse: @SiteImigrarCanada

Inscreva-se no Site Imigrar para não perder nenhum post com novidades sobre o Canadá. Principalmente sobre imigração canadense!

Links Úteis para a imigração canadense

Links Úteis

Site Oficial do Governo do Canadá: https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship.html

Site Oficial do Governo do Québec: http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/

Não perca!

Se você quiser contar com meus serviços de consultor, é só mandar um e-mail para [email protected]Sou credenciado ao órgão regulamentador aqui no Canadá (ICCRC). Meu número de licença é: R705937

Inscreva-se no Site Imigrar Canadá e Quebec e seja notificado por e-mail sempre que um novo artigo ou post for publicado. É só colocar o endereço do seu e-mail abaixo:

Siga nosso Facebook e Instagram para ficar ligado em notícias como essas e muito mais. No Face e Insta tem conteúdo extra que não é publicado aqui.

Imigração Canadá? É aqui! Desde 2012 ajudando você a vir morar no Canadá. Sua fonte número 1 de informação sobre imigração para o Canadá!

Agora que você terminou de ler esse artigo, veja outros artigos: Clique Aqui!

Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais usando os ícones abaixo!

4 thoughts on “O melhor plano de imigração para o Canadá (2020)

  1. Oi, Lucas!
    Sim, voltamos e para ficar. Se você olhar as datas das postagens, tirando final de semana, está saindo um post/artigo por dia! E garanto que nunca mais o Site Imigrar vai parar de ser atualizado. Em breve você vai entender o motivo, rs. Volte sempre!

    Atenciosamente,
    Rafael

  2. Oi, Rodrigo!
    Obrigado pelo comentário! Boa ideia! Vou sim fazer um post sobre isso. Ótima ideia! Nunca tinha parado para pensar. E tenho sim algumas dicas para dar nesse assunto!
    Quanto ao seu plano, estudar -> imigrar, sempre foi o mais seguro de todos. É mais caro? Sim, com certeza. Mas você só depende de você mesmo. Sem subjetividade alguma! Vai fundo!

    Atenciosamente,
    Rafael

  3. UAU!!! Vocês voltaram! Nossa, que surpresa incrível!!!

    Muito obrigado, de verdade.

  4. Cara, tirando a ida pelo processo de Manitoba nosso plano foi o mesmo, só que no início do meu planejamento já modificaram os processos (dificultaram, principalmente pra minha idade), aí acabei focando em juntar grana pra estudar e imigrar. Excelente post, parabéns!
    Uma dica, um post detalhado, como vc sabe fazer, sobre as formas de levar dinheiro é difícil achar.

    Abraço

Deixe o seu comentário

Posts Recentes

Site Imigrar (Esta janela vai fechar em 10 segundos)

Inscreva-se no Site Imigrar para receber as últimas atualizações por e-mail.