Categorias
Guias Imigração pro Canadá Imigração Provincial Imigração Quebec

PGWP: Como imigrar para o Canadá usando o Post-Graduation Work Permit (2020)

Nesse guia você vai aprender como usar o Post Graduation Work Permit (PGWP) para conseguir sua residência permanente no Canadá. Ao final do artigo você vai saber tudo sobre essa que é uma das melhores formas de imigração canadense.

Mas afinal: O que é o PGWP? O Post graduation work permit é uma permissão de trabalho que é fornecida para quem completa uma graduação no Canadá.

E ao final desse guia você vai ter aprendido sobre:

  • O que é o PGWP Canadá? Quais os requisitos do programa?
  • Como funciona o PGWP?
  • Como o PGWP pode me ajudar na imigração canadense?
  • Como obter um postgraduation work permit?
  • Qual instituição de ensino devo escolher para estudar no Canadá?
  • Qual o programa de estudos devo me matricular?
  • E muito mais!
Estudar no Canadá como forma de conseguir imigar

Agora continue a leitura!

Post graduation work permit: como sua permissão de estudo no Canadá pode ser o seu passaporte

O que é PGWP?

Na verdade vou começar dizendo o que o post-graduation work permit não é: o PGWP em si não é uma categoria de imigração. E sim uma “ferramenta” que pode facilitar, e muito, seu desejado visto de residente permanente do Canadá.

Você não consegue imigrar pelo PGWP. Porém, você consegue sim ser um permanent resident utilizando sua permissão de estudo no Canadá. Ele pode de fato ser uma “ferramenta” usada tanto no Processo Federal (Express Entry), quanto nos processos provinciais (PNP).

Até o Québec tem seu tipo de post graduation work permit que é chamado de PEQ (Programme de L’Expérience Québécoise). Vamos sim analisar exatamente como utilizar o PGWP para imigrar, não se preocupe.

Post-Graduation Work Permit é um “visto de trabalho” que você recebe depois de conseguir um certificado ou diploma aqui no Canadá. E é um direito seu! 

Desde que seu curso obedeça a alguns critérios (explicados logo a seguir), será garantido que você receba a permissão de trabalhar do governo canadense.

O melhor aspecto do post graduation work permit é o fato dele ser um work open permit (aberto). Não tem restrições de carga-horária, restrições ao tipo de emprego, nem nada.

Você pode mudar de província, mudar de empregador, lavar pratos, comandar uma empresa multinacional, tanto faz.

Mas atenção: conforme você verá na seção: “Como usar o PGWP na imigração canadense”, a escolha do seu emprego (ou empregador) é importante!

Claro que não estamos considerando profissões regulamentadas (como enfermagem ou engenharia), por exemplo, nem aquelas ligadas à indústria do sexo, já que no seu study permit e work permit vai ter uma observação nesse sentido.

Gráfico dos estudantes internacionais no Canadá por país

Mudanças (boas) no permit PGWP

Em 2019 alguns critérios do postgraduation foram alterados de uma maneira positiva. E agora em 2020, outras mudanças também foram feitas no programa, e novamente: para melhor!

Inclusive o anúncio foi publicado recentemente no site do governo canadense. Para ser mais exato no dia 21 de Fevereiro de 2020.

Uma das mudanças do ano passado é o fato de terem dobrado a janela de aplicação. Já as mudanças de 2020 envolvem a possibilidade do candidato trabalhar enquanto aguarda uma decisão na aplicação do PGWP por parte da imigração canadense.

Ou seja, você manda a aplicação para o oficial de imigração e enquanto aguarda tudo, e as vezes demora para sair, você já pode trabalhar (e tudo isso legalmente)!

E também agora as pessoas que aplicaram para um post graduation work permit mas ainda não o receberam, podem sair e entrar no Canadá sem perder o direito a ele. Boas news!

Dica para casais

Se você for casado e obter a permissão de estudo para o Canadá. Seu conjugue (marido ou esposa) “ganha” um visto de trabalho aberto (open work permit).

Ou seja, um vem como estudante internacional enquanto o outro vai poder trabalhar full-time e em qualquer emprego (que não seja regulamentado ou proibido). Isso com certeza ajuda bastante com as despesas em terras canadenses.

E abre um amplo leque de opções na imigração canadense, dependendo da província que você escolher para estudar no Canadá. Mas faleremos disso mais adiante.

Exemplo de Open Work Permit

PGWP: requisitos do programa

No site oficial do Ministério de Imigração do Canadá ( Immigration, Refugees and Citizenship Canada ou simplesmente IRCC) encontramos uma boa e resumida definição do post graduation work permit:

“Work in Canada after you graduate”. Traduzindo: trabalhe no Canadá após sua graduação.

Simples, não é? E realmente é. Se os requisitos do programa forem seguidos, conseguir o PGWP vai ser suave.

Porém atenção! Nem todas as instituições de ensino vão te qualificar para o direito de ter o permit de trabalho dado pelo governo canadense.

E eu vou te ensinar exatamente como descobrir se após estudar no Canadá e obter um certificado de conclusão, você poderá fazer uma aplicação do PGWP.

Como saber se uma instituição de ensino qualifica para o Post graduation work permit

Para descobrir se um determinado college ou universidade se qualifica na verdade é bem fácil. O site oficial do governo do Canadá mantem uma lista online.

Grande parte das instituições de ensino do Canadá estarão nessa lista (DLI). Mas apenas estar nela, não garante necessariamente uma aplicação do PGWP após o término oficial de conclusão do curso.

Mas o que significa a DLI (Designated Learning Institution)?

DLI significa se uma determinada instituição de ensino é ou não designada pelo governo canadense. Se ela for, vai estar na lista presente no site oficial. E pode te qualificar para o PGWP.

Atenção: saber se a instituição que você está visando te dará o permit PGWP ou não, é o primeiro passo antes de fechar qualquer período de estudos no exterior.

Para ser mais claro: se o seu plano é utilizar o post graduation work permit para imigrar, não aceite nenhum instituição de ensino que não esteja na lista do governo canadense mostrando claramente que qualifica para obter o PGWP.

Não confie em nenhuma agência especializada, ou consultoria educacional. Por melhor reputação que eles tenham. As vezes, eles podem querer te empurrar para um college privado que vai dar mais comissão para eles. E esse college ou faculdade talvez não esteja na lista.

Porém, não estou dizendo para não usar os serviços de uma empresa de consultoria ou intercâmbio. Se você sentir que te ajudará, sem problema algum.

Estou falando para antes de fechar qualquer programa, confira a instituição na lista! Veja se ela é uma DLI com direito a aplicação do PGWP. E os detalhes que o governo do Canadá fornece.

A lista é online, pública, oficial e acessível para qualquer pessoa. Estudar no Canadá custa caro. Por isso, antes de fazer esse investimento, acesse a lista por si próprio.

E eu vou te ensinar exatamente como acessar e achar uma instituição de ensino. E saber se ela é designada pelo governo canadense para obter um permit pgwp.

E vou fazer isso utilizando imagens: passo a passo.

Trabalhar no Canadá como forma de imigrar

Por qual motivo isso é importante?

É extramente importante, pois assim que você terminar o seu curso em uma dessas instituições: você tem o direito adquirido de trabalhar legalmente no Canadá!

Geralmente nos vistos como o de trabalho, estudo e até “turismo”: um oficial de imigração canadense vai analisar sua demanda e ele pode ou não te conceder o visto. Ele tem o poder discricionário para isso dado pela lei de imigração canadense.

No caso do PGWP não tem isso. Se você fez o curso direitinho, como manda o figurino, ao receber o diploma ou certificado de conclusão, você tem direito ao post graduation work permit!

Não tem decisão por parte do oficial de imigração. Se a papelada estiver ok, os requisitos do programa foram obedecidos, pronto: permissão de trabalho emitida (open work permit)!

Claro que isso é só o começo da sua jornada. Ainda tem de procurar um emprego, e não só isso ver qual deles vai te ajudar no objetivo final que é: morar no Canadá para sempre.

Geralmente (e iremos detalhar em breve), após trabalhar por 1 ano, você pode aplicar para sua residência permanente (permanent resident). Parece fácil, né? Porém na verdade, não é! Aliás, imigrar nunca foi e nunca será fácil. Mas pelo menos é possível!

É pelo fato do PGWP ser algo “garantido” (desde que o aluno faça o curso todo, óbvio). Que eu e vários experts em imigração canadense consideramos obter um postgraduation permit um dos melhores meios de se imigrar para o Canadá.

Sim, ele é também um dos mais caros. Mas pelo menos você segue uma estrada que só depende de você. Ao invés de uma aonde você dependerá de critérios subjetivos.

Agora vamos à principal seção do guia.

Como saber se um college ou universidade qualifica para o PGWP (Passo a Passo)

Passo 1

Primeiro você irá acessar o site oficial do governo canadense. No final do artigo irei colocar o link que vai te levar diretamente para aonde está a lista com as instituições de ensino que são DLI (Designated learning institutions).

Vai abrir essa tela abaixo. Role a página até praticamente o final.

Passo 2

Quando você rolar a página, vai ver a imagem abaixo. Clique aonde eu marquei em vermelho para abrir a lista de províncias.

E daí você verá as 10 províncias e os 3 territórios do Canadá listados. Como exemplo escolherei Ontário. Como você pode ver na imagem seguinte:

Passo 3

Uma lista com as instituições de ensino presentes em Ontário vai abrir. Veja:

Você pode explorar a lista, e até listar todas as instituições de ensino de Ontário de uma só vez.

Porém é muito mais rápido e eficiente filtrar usando o nome do college ou universidade que você quer informações.

É só colocar o nome (ou parte dele) no campo em que marquei de vermelho. No exemplo estou usando o Centennial College.

Passo 4

Certifique-se que a instituição de ensino qualifica para obter o permit PGWP. É só ver nessa imagem aonde destaquei com uma seta vermelha. Caso o college ou faculdade tem mais de um campus, preste atenção também nisso.

Atenção: não é só estar na lista que automaticamente qualifica o estudante internacional para o post graduation work permit. Tem de estar na lista e mostrar YES.

Olha a imagem a seguir aonde eu procurei pelo Adler Graduate Professional School:

Veja que no campo “Offers PGWP eligible programs” mostra Yes mas logo a seguir um link entre parenteses: (details). Se clicarmos nesse link abre a seguinte tela:

Repare que apenas um único programa no Adler qualifica para o permit pgwp: Master of Psychology. Todos os outros cursos, não te darão acesso a fazer/obter uma aplicação do PGWP.

Por isso, sempre clique no details se o college ou faculdade que você escolher tiver essa opção.

Então é isso, está na lista de DLI, se mostrar Yes, pronto estou garantido? Quase… Confira:

Quem tem direito ao Post-Graduate Work Permit?

Isso depende de dois fatores principais. Sem entrar nos pormenores e vocabulário técnico:

  1. Se a instituição de ensino (e o curso) se qualifica, como explicado acima; E 
  2. Duração do programa: Mesmo se um determinado college ou universidade estiver na lista, o programa tem que ter uma certa duração mínima;

Vejamos os critérios exemplificados:

  • Se a duração do curso for menor do que 8 meses, você não será elegível para receber o PGWP; Mesmo que todo o seu período de estudo seja em faculdades ou colleges públicos.
  • Se o curso for de mais de 8 meses até 2 anos: seu visto de trabalho vai ser da mesma duração do seu curso. Ou seja, se você fizer um curso que dura 10 meses, você vai ter um work permit de 10 meses; Se for de 15 meses, então você poderá trabalhar no Canadá por 15 meses;
  • Se a duração do seu curso for de 2 anos ou mais, seu permit PGWP poderá ter até 3 anos de duração!

Dica: algo bem interessante e não muito falado pelos outros sites de imigração canadense é que você pode combinar dois programas de estudo ou mais!

Digamos que você seja formado em uma determinada área, por exemplo Administração. Você faz um curso de 8 meses de Data Science and Business Analytics. Logo em seguida faz outro: International Business de 10 meses.

Neste exemplo, você estudou por um total de 18 meses. Mesmo cursando coisas diferentes. Então você receberá uma permissão de trabalho (work permit) de 18 meses.

Mas atenção: os cursos obedecem à mesma regra: devem se qualificar para o PGWP (DLI) e cada um durar 8 meses no mínimo.

Casos Especiais

Existem alguns casos especiais. Vou citar dois:

  • Curso Intensivo: se você cursar um programa que dura em média 1 ano. Porém fez o “intensivo” e terminou em 8 meses, mesmo assim você pode conseguir um permit PGWP de 1 ano e não de 8 meses.
  • Ensino à distância: você pode fazer um curso à distância desde que não ultrapasse 50% do total das aulas. E muito importante: você tem que estar presente no Canadá, mesmo para as aulas virtuais.

PGWP no Quebec

O Quebec tem um sistema de ensino diferente do resto do Canadá. Porém, suas instituições estão presentes na lista das DLI. Sendo assim, você só precisa acessar o mesmo link e procurar.

O critério principal é o mesmo: cursos de no mínimo 8 meses. Se for um DEP ou ASP, que são cursos profissionalizantes, tem que ter no mínimo 900 horas de duração.

Você também tem direito ao post graduate work permit na província do Quebec. E pode usar a experiência de trabalho adquirida para aplicar para o PEQ-Trabalho ou para um dos programas do Governo Federal do Canadá (Express Entry).

Tem uma seção inteira do Site Imigrar dedicada à imigração para o Quebec.

Logo do Ministério de Imigração do Quebec no Canadá

Como usar o PGWP na imigração canadense

Agora vamos à parte de como usar o post graduate work permit no seu plano de morar no Canadá como permanent resident.

Escolha bem o curso que irá fazer

O primeiro passo é justamente escolher bem a instituição de ensino. Seja um college ou universidade. Geralmente os colleges públicos são mais baratos que as universidades públicas.

Depende do curso, duração do programa, etc. Colleges e faculdades privadas, podem até ter preços mais vantajosos. Mas cuidado! Nem todas as instituições de ensino privadas são DLI e mesmo se estiverem na lista não quer dizer que te darão a possibilidade de fazer uma aplicação do PGWP.

E mesmo que passem em tudo isso, podem ser que alguns cursos qualifiquem e outros não para o postgraduation work permit program.

A maioria dos colleges públicos (e universidades públicas) estarão na lista DLI e te qualificarão para o permit PGWP. Porém, pesquise mesmo assim! Não se inscreva antes de ver com seus próprios olhos a instituição lá no site oficial.

Quando falo sobre escolher bem, você tem de levar em conta e analisar vários aspectos, como por exemplo:

  • Duração do programa: É melhor um curso curto, que custará menos financeiramente. Ou um curso longo que te dará mais tempo de trabalho. E assim mais chances de imigrar?
  • Área: Quando mais em demanda estiver a profissão do seu curso no mercado de trabalho canadense. Mais chances você terá de conseguir um bom emprego. E esse emprego pode ser que seja NOC 0, A ou B. Que te dará ainda mais opções no leque de programas da imigração canadense.
  • Lugar/Província: Talvez o critério mais importante. A maioria das pessoas pensam em Toronto, Vancouver e Montreal. Porém as vezes, províncias menos conhecidas (e desesperadas por imigrantes qualificados). Tem condições mais facilitadas de imigração.

Estes são alguns dos critérios em que você deve prestar mais atenção. Porém existem outros fatores, que podem pesar mais ainda na sua escolha.

Digamos que você tem um parente morando em British Columbia. Então provavelmente você irá escolher uma instituição em BC para ficar perto desta pessoa (ou não, vai que é um parente chato…)

Vídeo para estudante internacional sobre: estudar, trabalhar e imigrar feito pelo Governo do Canadá

Então qual programa de estudos devo escolher?!

Isso vai variar bastante de pessoa para pessoa. Por isso ninguém pode responder essa pergunta a não ser você mesmo(a). Mesmo porque um dos fatores principais é a área do seu curso, conforme listado acima.

Conforme eu disse antes, algumas pessoas escolhem pagar um profissional ou uma agência especializada em consultoria educacional. Mas não é obrigatório.

O certo seria escolher algo que te agrade. Que você se veja fazendo. E que se possível esteja em demanda no Canadá. Nem sempre é preciso fazer algo totalmente fora do que você já conhece ou faz no Brasil.

Ainda mais se levarmos em conta que Mestrado também permite imigração. Assim sendo, se você é formado digamos em Administração, pode fazer um Mestrado na área. Como um MBA, por exemplo.

E ao estudar no Canadá na sua área, com um diploma canadense em mãos, suas chances de conseguir um bom emprego serão bem maiores. No fim, vai conseguir imigrar sem ter saído da sua expertise.

Informática e Enfermagem são áreas que sempre tem demanda. Mas tem muitas outras como: Engenharia (de todo tipo), Farmácia, Eletricista e até consultores em Gestão de Negócios ou Consultoria Empresarial. Só para citar algumas.

Mapa de ações financeiras que um estudante internacional tem de fazer. Fonte: University of Toronto

Estudos no Exterior: A Importância da escolha da província ao vir estudar no Canadá

Preste bem atenção que essa é uma das partes mais importantes do guia. O lugar, ou melhor, a província aonde você vai estudar, tem de ser uma das decisões mais bem pensadas.

Dependendo de qual província você se formar, e posteriormente trabalhar. Fará diferença na quantidade de opções e/ou possibilidades disponíveis para você tentar a imigração canadense.

Um exemplo concreto

Em algumas províncias você consegue imigrar exercendo profissões de NOC C ou D. Ou seja, até trabalhando como caixa de supermercado você poderia pleitear seu visto permanente.

Enquanto no Canadian Experience Class (Express Entry) do Governo Federal do Canadá e em algumas províncias, você precisaria (obrigatoriamente) exercer uma profissão de NOC 0, A ou B, no mínimo. Se não sabe o que é NOC acesse esse artigo: Aprenda o que é o NOC.

Vamos agora ver um estudo de caso baseado em dados reais de como a escolha da província é importante na utilização do seu valioso plano de imigrar usando o permit PGWP.

Como aplicar para um post graduation work permit. Vídeo feito pela Universidade de Waterloo.

Manitoba vs Ontário – Um Estudo de Caso

Cenário A: Toronto, Ontário

Digamos que você decidiu que irá vir estudar no Canadá para conseguir a tão sonhada imigração. Você escolheu um college em Toronto, recebeu a carta oficial dele e aplicou para sua permissão de estudo.

Bem, não precisa de explicação o motivo da escolhida ter sido Toronto, não é verdade? É a maior e uma das mais importantes cidades canadenses e do mundo.

Daí no nosso cenário, você fez um curso de 1 ano e 6 meses (18 meses no total). Se formou. Recebeu o certificado oficial de conclusão. E finalmente ganhou o permit PGWP (a permissão para trabalhar) com validade de 18 meses (tal qual o seu curso).

Você começou a procurar emprego, mas nada na sua área apareceu. Até aconteceram algumas entrevistas, porém sem contratação. Alegaram que você não tinha “experiência canadense”.

Toronto pode até ter mais vagas, porém tem mais competição também. E geralmente muitas pessoas qualificadas (inclusive canadenses ou residentes permanentes ativamente procurando emprego).

Por pura necessidade financeira, ou até para não ficar parado, você resolve aceitar um trabalho de garçom (NOC C). Que é um trabalho tão decente quanto qualquer outro, com certeza.

Então você passa 8 meses com esse emprego. Depois finalmente consegue um emprego ligado ao seu diploma obtido no Canadá. Um emprego NOC B. No qual você fica os 10 meses restantes do seu permit pgwp .

Pronto! Você trabalhou por 18 meses no Canadá. Agora chegou a hora de aplicar para sua tão sonhada imigração canadense… Bem, parece que você vai ter um probleminha…

Para imigrar pelo Skilled Worker de Ontário você precisa de (entre outras coisas) uma job offer de pelo menos 1 ano; E o emprego tem que ser obrigatoriamente de NOC 0, A ou B.

Não só precisa da job offer mas o empregador tem que ter tido pelo menos $1.000.000 de receita no ano anterior. E também 5 funcionários que sejam canadenses ou residentes permanentes, no mesmo local de trabalho para o qual você recebeu a job offer.

Sim, não é impossível. Mas é bem complicado, cheio de nuances e poréns. E olha que só citei alguns critérios. Nem para o Canadian Experience Class do Express Entry você consegue imigrar. Já que ele pede também 1 ano de experiência em NOC 0, A ou B.

Foto da Cidade de Toronto

Cenário B: Winnipeg, Manitoba:

Agora, vamos imaginar que você é um leitor assíduo do Site Imigrar. Só aí já sei que se trata de uma pessoa inteligente! Por conta disso você escolheu um college na menos famosa cidade de Winnipeg em Manitoba.

Digamos que acontece o mesmo cenário descrito acima para Toronto. De posse da carta oficial, você aplica para um study permit, vem como estudante internacional, se forma, e trabalha como garçom por 8 meses.

Depois recebe uma proposta na área ligada ao diploma obtido no Canadá por 10 meses em uma profissão NOC B.

E agora? Mesmo problema encontrado em Ontário? Precisa arrumar a mala e voltar para o Brasil?

Vejamos: o Skilled Worker de Manitoba aceita: NOC 0, A, B, C ou D. Ou seja, mesmo que você trabalhe só de garçom (só para ficar no exemplo citado), que é NOC C, por todo o tempo do seu permit PGWP, se o seu chefe quiser continuar com você, ainda assim é possível aplicar.

Aliás, você não precisa nem de 1 ano de traballho full-time. Em Manitoba só 6 meses de trabalho em um postgraduation work permit são suficientes para aplicar para a residência permanente.

Winnipeg, Manitoba à noite. (Henryk Sadura/Shutterstock)

Cenário A x Cenário B – Conclusão do Estudo de Caso

O Skilled Worker de Manitoba, não só exige apenas 6 meses de experiência profissional. Como também a job offer vem sem muita burocracia agregada.

Sem exigência de renda anual do empregador, sem exigência de número de empregados canadenses ou residentes permanente no recinto, etc.

Enquanto o Skilled Worker de Ontário exige uma job offer de NOC 0, A, B de pelo menos 1 ano. O empregador tem que ter uma renda anual de um milhão de dólares e no mínimo 5 empregados canadenses ou residentes permanentes se for na Great Toronto.

Acho que deu para entender bem como a escolha do local/província que você vai passar o seu período de estudos afeta e muito suas chances de ser bem sucedido na imigração canadense.

E para finalizar: não só o custo de vida em Winnipeg é menor do que o de Toronto. Como estudar lá também será, muito provavelmente, mais barato do que estudar em Ontário.

Aliás, fiz um artigo exatamente sobre esse assunto. Quer saber quanto custa fazer um College no Canadá? Acesse: As Províncias mais baratas para se estudar no Canadá

Eu citei Winnipeg, como exemplo. Mas isso se aplica a várias outras províncias e cidades como Halifax em Nova Scotia, Moncton em New Brunswick, etc.

Finalizando seu plano de imigração canadense – Seja esperto!

Vamos dar um pulo no futuro e “fingir” que você se formou. Terminou o seu período de estudos, obteve o seu certificado de conclusão. Antes de vencer seu study permit você aplica para o postgraduation work permit program. Como dito antes: é um direito seu!

Você tem de entender que uma das principais dificuldades de algumas áreas, é: você irá competir de frente com os canadenses e/ou residentes permanentes.

Um exemplo: Marketing. Não é impossível conseguir um emprego, no entanto a competição será grande.

Uma dica seria não focar muito no salário. Aceite ganhar menos do que os concorrentes. Pelo menos até que seja um permanent resident. Se o seu plano é morar no Canadá para sempre, começar de baixo não é uma má ideia.

Algumas empresas perguntam sua pretensão salarial. Se você pedir menos que os canadenses ou residente permanentes, suas chances de conseguir o emprego melhoram.

Se por acaso você trabalhar por 1 ano em um emprego de NOC 0, A ou B, você pode aplicar pelo Canadian Experience Class (CEC) que é parte do Express Entry. Nesse caso não é nem preciso uma job offer.

E ainda pode escolher qualquer cidade de qualquer província para morar no Canadá (exceto Quebec).

Bem, independente do curso que você escolher, você terá que achar um emprego e trabalhar. Dependendo dos seus planos, terá que ser em NOC 0, A ou B. Ou se escolher uma província mais acessível pode até ser em NOC C ou D.

Não tem como saber qual caminho você vai seguir na imigração canadense. Existem algumas opções, e isso é bom. Porém elas dependem, como dito na seção acima, do lugar que você irá se estudar no Canadá.

Para saber quais opções você terá (ou não) é só continuar seguindo o Site Imigrar e ficar ligado em tudo que publicamos aqui.

Considerações Finais, Links Úteis & Fontes

Espero ter mostrado de forma coerente que o PGWP é uma das formas mais “garantidas” de se imigrar pro Canadá. De uma certa forma, levando em consideração tudo que foi dito, você só dependerá de si próprio (e do seu bolso).

Seu caminho para a imigração, usando o PGWP, é somente seu. Depende de:

  • Sua pesquisa;
  • Sua organização;
  • Suas escolhas (curso, instituição de ensino, local, etc);
  • Da sua dedicação ao estudar;
  • Do seu desempenho no emprego pós-graduação;
  • E não esqueçam de ter vários Planos de Imigração em mente!

Sim, eu sei que nem todo mundo, ou na verdade, uma pouca minoria vai ter condições de pagar um college ou universidade no Canadá. Para os casados é mais fácil, como dito antes. Já que ao receber o visto de estudo, seu conjugue pode trabalhar full-time em qualquer emprego.

Mas se sair do Brasil para um lugar melhor é o seu sonho, como foi o meu, você pode começar a se organizar agora, ir economizando tudo que pode. E eventualmente ser capaz de vir estudar no Canadá com planos de imigrar.

O post graduation work permit não tem limite de idade máxima. Aliás, conheço um casal, que são meus amigos pessoais, que estão na casa dos 60 anos, e imigraram utilizando a tática descrita aqui: um estudou e o outro trabalhou.

Ano passado, depois de 2 anos de estudo e de trabalho eles finalmente se tornaram residentes permanentes!

Mesmo que você não tenha o dinheiro necesário, há sempre outras opções. Algumas que envolvem, por exemplo, você conseguir a residência sem nunca nem colocar os pés em terras canadenses. Aliás esse foi o meu caso.

Link direto para a lista de Instituições de Ensino Designadas (DLI): Clique Aqui

Fontes

Site do Governo Canadense sobre o postgraduation work permit program: Clique Aqui

Site Oficial do Governo: Ministério de Imigração do Canada (IRCC)

Site oficial do: “Escritório” de Imigração do Governo de Ontário

Site oficial do: “Escritório” de Imigração do Governo de Manitoba

16 respostas em “PGWP: Como imigrar para o Canadá usando o Post-Graduation Work Permit (2020)”

Obrigado pelas informações.
Estamos sempre acompanhando seus vídeos.
Tenho um perfil um pouco diferente dos meus conterrâneos, mas o mesmo desejo.
Gostaria de saber quanto custa uma consulta contigo, para avaliar opções de imigração a partir de perfil profissional.
Agradeço a atenção.

Oi, Nat.
Pode influenciar sim. Manitoba diz que quem estudar fora da província (se formar em outra província) deverá trabalhar obrigatoriamente 1 ano antes de poder aplicar para a imigração.
Já quem estuda e se forma em Manitoba, dependendo da profissão, não precisa trabalhar nada ou 6 meses, por exemplo.

Att,
Rafael Alencar

Oi, Luciane.
Eu agradeço a confiança. E continue voltando! Sempre teremos conteúdo novo.

Att,
Rafael Alencar

Todas as vezes que preciso de informações corretas e seguras sobre o “meu plano Canadá” venho ao seu site, muito informativo e esclarecedor, sem medo de errar afirmo que é o melhor.

ola, se eu me formar em um college em Vancouver mas depois do PGWP aplicar para empregos em Manitoba o processo de imigracao eh o mesmo? Ou o fato de eu nao ter estudado em Manitoba influencia meu processo? Obrigada.

Oi, José.
Obrigado pelos elogios, realmente me fazem querer continuar.
Pesquise bastante! E claro, fique ligado no site pois vou sempre adicionar informações interessantes ligadas à imigração!

Att,
Rafael Alencar

Rafael,

Quero agradecer seu comentário. Infelizmente não sei falar francês, senão iria para Québec sim. Mas olhando os colleges, eles não são diferentes das outras regiões. Enfim, obrigado pela dica de qualquer forma. No futuro quando tiver mais dinheiro, gostaria de contar com sua consultoria para o visto de estudos inicialmente e depois em planos para a imigração. Seus textos aqui mostra o quão conhecedor do assunto, o senhor é. Muito obrigado pela pesquisa e pelo tempo que o senhor dedica a divulgar todas estas informações com tanta precisão. Tudo de bom!

Oi, Celso.
Tudo bom? Espero que sim.
Obrigado pelos elogios. Fico bem feliz mesmo!

Att,
Rafael Alencar

Oi, José.
Olha, vou te responder baseado na minha intuição. Eu acredito que não vai ser válido, pois o college privado não é uma DLI, e assim você tem o prazo de 180 dias para não perder direito ao seu PGWP.
Já pensou em estudar em um college privado no Quebec? Em Montreal? Diferente das outras províncias, aqui os colleges privados são elegíveis ao PGWP (mas olha a lista DLI antes, ok?).
Pagaria menos e receberia o PGWP.

Att,
Rafael Alencar

Rafael, de longe é o melhor blog sobre este tema que já encontrei na internet.

Parabéns e, por favor, continue nos trazendo informações tão importantes e de uma forma super didática.

Abraços

Wow, excelente post como sempre…

Gostaria de fazer uma pergunta para saber sua opinião..Se souber responder, tudo bem, senão, tudo bem também! KKK

Fui para o Canadá e fiz um ano de college público, vi que com o dinheiro que tenho não posso fazer um segundo curso. Decido pedir renovação de visto de estudos depois da formação, mas para estudar em um college privado onde os cursos são mais baratos. Depois que terminei um ano de estudos no college privado, posso pedir o PGWP comduração de um ano, resultado do curso que fiz antes?
Acho que minha pergunta é- existe algum tipo de prazo para pedir o PGWP? Poderia por exemplo voltar ao Brasil e depois retornar ao Canadá para fazer outro curso e na finalização dois cursos, conseguir uma somatória dos períodos de estudos?

Agradecimentos

Oi, Jaqueline.
Acho que você terá que trabalhar 6 meses.
Mas liga lá no Escritório de Imigração de Manitoba, quem sabe eles não te ajudam?
Com certeza você deve se registrar no EOI de Manitoba. Se der sorte, você pode acabar recebendo uma nomeação pelo perfil.

Atenciosamente,
Rafael Alencar

Gostei muito de ler seus artigos. Preciso aplicar pro PGWP e ainda nao conseguimos aplicar para o nominee aqui em Manitoba. Me formei em BA, major in Accounting nesse mes de Maio e ainda nao consegui trabalho. Preciso ter um trabalho no noc 0, A ou B para extender o visto de trabalho do meu marido. Você acha que se eu pegar um trabalho de cook, noc B, posso aplicar pro nominee, mesmo nao sendo na area que me formei? Ou teria que esperar 6 meses como cook para apicar? Obrigada

Oi, Sidney!
Obrigado pelo elogio! É por comentários como o seu que continuo postando no site! Thanks!

Att,
Rafael

Deixe o seu comentário