Como patrocinar esposo(a) ou conjugue de fato para ir morar no Canada com você


Aviso: este artigo/post pode estar desatualizado. Para uma lista completa e atualizada em 2019 sobre imigração, acesse: https://imigrar.com.br/saiba-como-imigrar-para-o-canada/

Existem dois processos de sponsorship (patrocínio ou apadrinhamento). O para esposo(a)/conjugue e o outro para demais familiares. O processo para demais familiares já foi falado aqui: Apadrinhando Demais Familiares. Hoje iremos falar sobre o processo de apadrinhamento do esposo(a) ou conjugue de fato. O processo de apadrinhamento dos pais e avós está pausado porém existe uma outra maneira de levá-los a passar um tempo com você no Canada e por se tratar de um procedimento diferente também irá ser analisado em um outro artigo.

Sponsorship de Esposo(a)

 

Todas as informações desse artigo (como da maioria dos artigos do Site Imigrar) são tirados das fontes oficiais do Governo do Canada. Antes de tudo para poder apadrinhar um esposo(a) você deve ou ser um cidadão canadense  (iremos fazer um artigo sobre isso em breve) ou já ter sua residência permanente.

Para patrocinar seu esposo(a)/conjugue ou seu filho dependente (o processo é o mesmo) você e o futuro imigrante que você deseja patrocinar deverão obedecer os mesmos critérios já postados no artigo anterior. O apadrinhamento poderá ser feito para o seu esposo(a) ou filho dependente que viva dentro ou fora do Canada. Tanto ele pode estar no Brasil quanto já no Canada.

O interessante é que você poderá apadrinhar seu esposo(a), conjugue de fato ou dependente mesmo que ele viva ilegalmente no Canada. Porém ele continua sendo obrigado a passar nos outros requisitos (checagem de passado criminal e de saúde). O mesmo se aplica para esposo(a), conjugue de fato ou dependente que more fora do Canada.

Se alguma vez você tiver sido sponsor(padrinho) de alguma pessoa e essa pessoa precisou de alguma forma da assistência financeira do Governo do Canada então você não irá mais poder patrocinar ninguém. Por isso é importante estar bem estabelecido e com boa saúde financeira para ser sponsor. Aliás esse é um tema recorrente da lista de requisitos para sponsor conforme dito no artigo anterior. Toda a lista pode ser resumida em um único aspecto: você precisa estar bem estabelecido (empregado é claro) e não ter pendências financeiras ou criminais com o Governo do Canada.

Você não poderá ser sponsor se nos últimos 5 anos também tiver imigrado para o Canada justamente como uma pessoa patrocinada, ou seja, se seu marido lhe patrocinou, por exemplo, você não poderá por 5 anos patrocinar ninguém mesmo que esteja “nadando em dinheiro” e esse tempo começa a contar não quando chegou ao Canada e sim quando adquiriu o visto de residente permanente. Para quem mora no Quebec é um processo um pouco diferente (que será abordado em outro artigo).

Quem você poderá patrocinar (sponsorship)

Conforme dito antes esse processo é para esposo(a), conjugues de fato e dependentes. Para o Canada tanto faz se você é casado com uma pessoa do sexo oposto ou se é casado com uma pessoa do mesmo sexo. Seu processo será tratado da mesma maneira. Vamos as definições:

Esposo(a)

Você é esposo(a) de alguém se você são casados de maneira legal. Se você casou no Canada então basta apresentar uma certidão de casamento canadense. Se for em outro país então basta apresentar a certidão de casamento desse país em questão.

Patrocinando alguém do mesmo sexo como esposo(a)

Você pode patrocinar alguém como esposo(a) do mesmo sexo se você for

  • um cidadão canadense ou residente permanente e;
  • você se casaram no Canada ou em algum país que o casamento do mesmo sexo seja aceito.
Não sei bem se aqui no Brasil o casamento do mesmo sexo é aceito pelo Governo do Canada. Sei que o reconhecimento de uniões entre pessoas do mesmo sexo no Brasil vale hoje em dia após decisão do Supremo Tribunal Federal como uma união estável porém não sei dizer se isso é suficiente para o Canada. Porém não há com o que se preocupar pois um casal homo afetivo poderá imigrar tranquilamente como conjugues de fato (ler a seguir).

Conjugues de Fato

Você é um conjugue de fato (de sexo oposto ou do mesmo sexo, tanto faz) se:

  • você vem vivendo juntos em uma relação conjugal por pelo menos 1 ano em um período continuo de 12 meses sem interrupções (pequenas viagens a trabalho ou por razões familiares são permitidas).

Você terá que provar sua relação conjugal de fato apenas demonstrando que vocês verdadeiramente moram juntos, isto pode ser feito por algumas dessas maneiras:

  • conta de banco conjunta ou cartões de créditos (dependentes por exemplo);
  • a casa ou aluguel ser no nome dos dois ou o financiamento da casa ser no nome de ambos;
  • contas de eletricidade, telefone, água ser no nome de ambos;
  • o endereço postal de ambas as pessoas são no mesmo endereço, ou seja, os dois recebem cartas do correio no mesmo endereço.

Conjugues que não moram juntos e nem são casados

Esta é uma categoria “especial” dada pelo Governo Canadense e não achei uma tradução muito boa para o termo. Porém com a explicação você irá entender bem do que se trata.

Esta categoria é para parceiros (do sexo oposto ou do mesmo sexo, tanto faz) em excepcional circunstâncias além do controle que impede o casal de viver juntos .

Uma relação conjugal é mais do que uma relação física. Isto que dizer que um depende do outro (sentimentalmente), que há uma relação permanente e duradoura e que há um comprometimento tal qual um casamento ou uma relação de fato mesmo que vocês não morem juntos!

Você poderá aplicar como casal que não é casado e não mora junto (em uma relação de fato) se:

  • Você vem mantendo uma relação conjugal com seu parceiro(a) por pelo menos 1 ano e vocês não podem viver juntos ou casados por causa de:
    • uma barreira de imigração;
    • seu estado de matrimônio (por exemplo você é casado com outra pessoa que não seja o seu parceiro atual e no país que você vive o divórcio não é possível) ou;
    • sua orientação sexual (por exemplo, você está em uma relação do mesmo sexo e o casamento de mesmo sexo não é permitido onde você vive)
  • Para qualquer uma das opções você deverá mostrar uma prova da razão apresentada. Por exemplo: para uma barreira de imigração se seu marido mora no Canada só basta você demonstrar que teve seu visto negado pelo Canada e por isso não podem estar juntos agora.

Você não poderá aplicar como Conjugues não são casados e não moram juntos se:

  • Você poderia ter vivido junto ao seu conjugue mas escolheu não morar. Isto demonstra que você não tinha um grau de comprometimento requerido para uma relação conjugal. (Por exemplo, um de vocês não quis desistir de um emprego ou curso, ou a relação não estava em um grau tal que vocês decidirem que não estavam prontos para morar juntos).
  • Vocês não puderam demonstrar uma prova de alguma razão que impediu vocês de morarem juntos.
  • Vocês estão noivos. Se for o caso deverão esperar o casamento e aí sim aplicar como esposo(a) ou então aplicar como conjugues de fato se já moram juntos por pelo menos 12 meses.

 

Você não poderá patrocinar (sponsorship) nenhuma das pessoas das 3 categorias citadas acima se:

  • você for meno de 16 anos;
  • você ou seu conjugue era casado com uma terceira pessoa quando vocês se casaram (bigamia);
  • você viveu longe do seu conjugue por pelo menos 1 ano e você ou seu conjugue é atualmente um conjugue de fato ou de uma outra pessoa;
  • seu padrinho/patrocinador imigrou para o Canada e quando ele aplicou para residente permanente você era um genuíno membro da família que deveria ter sido examinado para saber se satisfazia os requerimentos da imigração porém você não foi examinado; ou
  • seu padrinho/patrocinador já previamente patrocinou outra esposa, conjugue de fato ou parceira e 3 anos ainda não se passaram desde que essa pessoa se tornou residente permanente.
 

Filho(s) Dependente(s)

Um filho ou filha é dependente quando:

  • é menor de 22 anos e não é casado(a) e não tem um conjugue de fato;
  • é maior de 22 anos de idade e tem estado estudando em tempo integral e depende financeiramente do suporte dos pais;
  • se tornou esposo(a) ou conjugue de fato antes dos 22 anos e tem estudado em tempo integral desde então e depende financeiramente do suporte dos pais desde quando se tornou esposo(a) ou conjugue de fato; ou
  • é maior de 22 anos e depende financeiramente do suporte dos pais desde antes dos 22 anos por causa de uma doença física ou mental.

 

Vale lembrar que agora segundo uma nova regra do Ministério de Imigração do Canada quando seu esposo(a) ou conjugue de fato ou até mesmo a categoria especial citada acima (conjugues que não são casados e não moram juntos) chegarem no Canada eles terão que morar e permanecer juntos com o patrocinador por pelo menos 2 anos. Esta regra foi feita para evitar fraudes de pessoas do Canada vendendo casamentos em troca de benefícios financeiros. A pessoa casava, recebia a residência permanente e após alguns poucos meses se separavam sem nem mesmo terem morados juntos um único dia. Agora se antes dos 2 anos o patrocinado se separar ou não morar junto então perderá a residência permanente e deverá deixar o país. Isso não se aplica a alguns casos de abuso ou violência doméstica.

Bem é isso, em breve abordaremos os pais e avós e o processo de sponsorship do Quebec.

Fonte: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/sponsor/spouse.asp

Não perca!

Se você quiser contar com meus serviços de consultor, é só mandar um e-mail para [email protected]Sou credenciado ao órgão regulamentador aqui no Canadá (ICCRC). Meu número de licença é: R705937

Inscreva-se no Site Imigrar Canadá e Quebec e seja notificado por e-mail sempre que um novo artigo ou post for publicado. É só colocar o endereço do seu e-mail abaixo:

Siga nosso Facebook e Instagram para ficar ligado em notícias como essas e muito mais. No Face e Insta tem conteúdo extra que não é publicado aqui.

Imigração Canadá? É aqui! Desde 2012 ajudando você a vir morar no Canadá. Sua fonte número 1 de informação sobre imigração para o Canadá!

Agora que você terminou de ler esse artigo, veja outros artigos: Clique Aqui!

Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais usando os ícones abaixo!

18 thoughts on “Como patrocinar esposo(a) ou conjugue de fato para ir morar no Canada com você

  1. Oi, Lorena.
    Tudo bem? Não entendi muito bem sua pergunta.
    Poderia refazê-la?

    Atenciosamente,
    Rafael Alencar

  2. Oi Rafael ! Obrigada pelo artigo, muito bom ! Tenho uma dúvida. Aplicando como conjugues que não moram juntos e nem são casados, pode solicitar nessa mesma aplicação para familiares como mãe e avó? Aplicante principal e membros da família. Obrigada

  3. Podem casarse ou viver no mínimo dois anos, serão considerados como ” conjoint de fait” o que dá os mesmos direitos de quem é casado.

  4. Baseado em que vc afirma que noivos devem casar-se para entrar com o processo de imigraçao de sponsorship ?
    Os dois tem que ter um relacionamento conjugal (conjugal partner), ser noivo ou nao nao muda o fato de haver ou nao um relacionamento conjugal.

  5. Rafael, se eu me casar com um canadense, vou ter permissão de trabalho depois que o processamento estiver finalizado?

  6. Valter: Tire o visto de turismo comum e case com ela no Canadá. Quando casar aplica para sponsorship. Assim você poderá aguardar o processo com ela.
    Att,
    Rafael

  7. Olá rafael, eu estou com uma dúvida. eu sou muçulmano e conheci uma pessoa tão bem muçulmana, porém nossa religião diz que namorou algum certo o que é comum noivado ser mais rápido que o normal no brasil. Ela é canadense e eu quero ir pra lá em julho para oficializar o noivado e depois casar. porém eu conheci ela faz poucos meses. porém como eu disse que na minha religião o casamento acontece um pouco mais rápido que o normal. o que eu faço? porque as pessoas aqui já tem 2 ou 3 anos que conhece o seu parceiro ou parceira. E a chance de ser negado é alta. Como eu faço num relacionamento que temenos tempo que o normal, mas é tão legítimo quanto qualquer casamento legítimo? Quero muito ve-la, me ajude please.

  8. Lila: Se for possível e vocês tiverem certeza aconselho sim casar quando estiverem no Canada. Mas não deixe o oficial de imigração saber disso quando você estiver entrando no país pois ele poderá encrencar com isto. Se você casar lá não precisa sair do país enquanto aguarda o final do processo (só se quiser).
    Att,
    Rafael

  9. Rafael,
    meu namorado que náo eh brasileiro (a mais ou menos 4 anos nos conhecemos em londres) chegou agora no canada como rp, eu pretendia ir en janeiro proximo para estudar frances e logo em seguida comecar um mestrado, ai sim comecaria o processo.
    acabamos de descobrir essa possibilidade do apadrinhamento, e nos indicaram uma maneira diferente… que quando eu esteja no canada de fèrias (previsto para maio ou junho 2014) nos casemos la mesmo e que eu de entrada no processo aqui do brasil assim que retorne… antes de me mudar pro canada…
    vc tem alguma consideracao a respeito??

    desculpe a ortografia… o pc esta configurado em espanho… to apanhando aqui um pouco!!!

    obrigada!!

  10. Georgia: Precisa se manter no país de origem. Porém nada impede que tire um visto de múltiplas entradas e espere no Canadá. Aliás a partir do momento que ele entra no Canadá ele ganha algumas facilidades. Eu vou pesquisar a fundo esse assunto e publicar um artigo em breve.
    Att,
    Rafael

  11. William Barbosa:
    Olá. Vou tentar ajudar no que der.

    1) http://www.cic.gc.ca/english/information/applications/spouse.asp

    2) Enquanto você tiver visto válido poderá ficar aí. Se estiver casado pode aplicar para um visto de trabalho por ser casado com um(a) canadense (ou residente permanente). Mas tem que preencher alguns requisitos e nunca vi isso a fundo. Porém tem tudo no site do CIC. É só garimpar.

    3) Vai para Nova Scotia e não Ontario. De lá eles enviam para o local que irá finalizar tudo se for necessário.

    Att,
    Rafael

  12. Parabéns pela postagem. Mas eu tenho uma dúvida a qual não encontro em lugar nenhum…No caso de apadrinhamento de cônjuge fora do Canadá, após a aprovação do Step 1 e o recebimento do número do CSQ (no caso dos residentes no Quebèc), o patrocinado pode ir pro Canadá e esperar o fim do processo lá ou precisa se manter no país de origem? Desde já agradeço a atenção.

  13. Olá Rafael, boa tarde, tudo bem??
    Primeiramente, desculpas, eu sei que você não é advogado de imigração!!1 Porém eu estou #Lost!!!
    Eu e my Partner vamos se casar agora no final do mês, já está tudo marcado. Nós estamos querendo dar entrada no processo de Inland Sponsorship, porém nós não sabemos por onde começar, estou aqui como estudante de inglês, porém meu visto expira em Julho, nós vamos dar entrada no processo em Abril ou no começo de maio!!!

    Nossa Dúvidas são;

    1º – Você sabe aonde encoontro check-list para o processo Inland Sponsorship?, porque eu tentei procurar e não encontrei.

    2ª Eu já estou no Canadá, após aplicar para a imigração, eu posso continuar aqui no Canadá? vou ter que alterar o visto? ou vou ter que voltar para o Brasil?

    3ª No caso eu tereri que encaminhar a documentação para Ontario, right??

    Desde já agradelo, muito muito mesmo!!!
    Desculpe as perguntar, é que eu estou perdido!!!

    Muito obrigado!!!

    Att;
    William Barbosa
    © 2014 Microsoft Termos Privacidade e cookies Desenvolvedores Português (Brasil)

  14. Rafael, por favor estive no Canadá em 2012 e quero voltar Pra la, mas meu visto foi negado. Você Nao Teria um endereço de email para eu lhe enviar contando meu problema pois ele é um pouco complicado e eu Preciso me aconselhar con advogado de imigração. Por favor me Ajude estou desesperada!

  15. Obrigada pelo esclarecimento e desculpe pelo equívoco… falta de atenção resultante da euforia com tantas informações preciosas! Rsrsrs..

  16. No processo de imigração de Manitoba há um aplicante principal como nos outros. Porém se for um casal os dois podem participar da entrevista que será feita em terras manitobenses sem problemas. Pode até mesmo somente um dos conjugues (o aplicante principal) viajar para lá para fazer a Visita Exploratória enquanto o outro fica no Brasil (mas o que for tem de levar TODA a documentação do que ficou). Lembre-se que o sistema de imigração por Manitoba, categoria Visitas Exploratórias não leva em conta “pontos” como os outros processos (se levam nunca soltaram a tabela) e sim a análise do perfil em geral junto com o que você fez durante a Visita Exploratória (que é uma parte crucial do processo).
    No mais sempre tenham um plano B, como o Processo do Quebec por exemplo. E outra: da próxima vez se for possível postem a pergunta em um dos artigos/posts sobre Manitoba e não no de Sponsorship, kkkkk!
    Att,
    Rafael Alencar

  17. Parabéns! Muito bom seu blog! Descobrimos pesquisando informações sobre o processo de Québec e acabamos mudando a estratégia após todo esclarecimento que encontramos aqui a respeito do processo de Manitoba. Porém, uma dúvida surgiu: em Manitoba também se escolhe um aplicador principal do casal para aplicar, ou os dois devem aplicar independentemente, separadamente?

Deixe o seu comentário

Posts Recentes

Site Imigrar (Esta janela vai fechar em 10 segundos)

Inscreva-se no Site Imigrar para receber as últimas atualizações por e-mail.