Categorias
Notícias

Por que acredito que a imigração canadense não vai parar e nem diminuir

Algumas pessoas estão preocupadas que a imigração canadense poderá diminuir e até parar por conta da crise que estamos passando.

Porém, eu acredito que este não será o caso. E irei tentar mostrar com dados, o motivo pelo qual acredito nisto.

Recentemente postei no perfil do instagram da página, um texto falando para as pessoas não desistirem do Plano Canadá. Aliás, recomendo fortemente a seguir meu perfil lá, pois posto coisas que não publico no site.

Este artigo é para complementar e mostrar, que ao que tudo indica, a imigração para o Canadá (passada a crise e seus maiores efeitos colaterais no campo da saúde) vai continuar firme e forte.

Também fiz um vídeo falando sobre o assunto, que você encontra no final do artigo!

Vamos lá!

Imigração para o Canadá: vai parar?

Antes, quero dizer aqui, que estou fazendo este artigo, como uma análise pessoal. Nada do que eu disser tem de ser tomado como verdade absoluta ou que realmente irá acontecer.

Disto isto, eu tenho mais de 12 anos de experiência escrevendo sobre imigração canadense. E além disto, tenho um diploma (certificado) canadense e oficial, obtido em um college, em consultoria em imigração.

Então, sim: me credencio para dar minha opinião sobre o assunto. E não é puro achismo, e sim estudo, vivência e experiência.

Agora vamos à pergunta do título: a imigração vai parar ou diminuir?

A resposta mais óbvia e simples é: não. E nem poderia! O Canadá precisa dos imigrantes. Sem eles a economia quebra, a qualidade de vida cairá, e a sociedade entrará em colapso.

Exagero? Vejam as imagens a seguir para uma explicação bem resumida:

Como deve ser a força de trabalho ativa x aposentados

Se, por acaso, o Canadá fechar as portas aos imigrantes é assim que ficará em um futuro não muito longe:

Como NÃO deve ser a força de trabalho ativa x aposentados

Aliás, já falei desse assunto (necessidade de trazer imigrantes) quando postei sobre o primeiro grande discurso público do venerável Ministro da Imigração, Marco Mendicino.

Para não me repetir, vou colocar duas imagens abaixo, que na minha opinião, traz os pontos principais do discurso dele:

Bom, feito esta introdução, vamos ao principal.

Por que acho que a imigração não será tão afetada

Uma das principais razões é histórica. Simples assim. Vou usar um exemplo não tão distante: a crise financeira mundial de 2008.

Lembram dela? Vou só colocar um pequeno resumo direto da Wikipedia para situá-los, no final do artigo vocês encontram o link:

Crise financeira de 2007–2008 é uma conjuntura econômica global que se sentiu durante crise financeira internacional, precipitada pela falência do tradicional banco de investimento estadunidense Lehman Brothers, fundado em 1850. Em efeito dominó, outras grandes instituições financeiras quebraram, no processo também conhecido como “crise dos subprimes“.

Wikipedia

Só para vocês terem uma ideia dos efeitos dessa crise no Canadá, vou mostrar um gráfico, mostrando o impacto no Produto Interno Bruto canadense e americano passando pela crise.

Linha vermelha: Canadá; Linha azul: EUA

O gráfico é tirado da Statistics Canada, que é o “IBGE canadense”. Ou seja: o órgão responsável pelas pesquisas e estatísticas mais importantes aqui do Canadá.

Como podemos ver, a recessão atingiu o Canadá, e não foi pouco. É verdade que nos Estados Unidos os efeitos foram maiores, mas não passamos imunes.

E como será que ficou a imigração durante estes anos de 2008, 2009 e 2010?

Caiu? Despencou? Vejamos:

Número de imigrantes no Canadá de 2000 à 2019 (Fonte: Statista)

Como podemos ver no gráfico acima, onde marquei o período analisado, a imigração não caiu em relação aos anos anteriores, mesmo em meio a uma grande crise financeira.

Não só isso, mas em 2010, quando a economia começou a reaquecer, foi o ano que o Canadá mais recebeu imigrantes na década (2000-2010).

Também tivemos outra crise financeira (não tão grande quanto a anterior), que ficou conhecida como Bolha da Internet (ou bolha das empresas ponto com).

Como eu disse, ela foi bem menos crítica, ainda mais por ter se focado em um setor (TI). Porém, o desemprego e o produto interno no Canadá foram afetados. Não tanto quanto os americanos.

Porém, para quem não sabe, várias empresas de informática aqui no Canadá, focam seus esforços também no público americano. O idioma é o mesmo e o público-alvo dez vezes maior.

Se olharmos os anos de 2001 e 2002, ao invés de frearem a imigração, foi o contrário. Teve um aumento, e bem grande diga-se de passagem.

Não estou dizendo que tudo está interligado. Existem outros motivos (econômicos, financeiros e políticos). Mas o que estou “provando” é que crise não é sinal de que a imigração vai parar, muito pelo contrário.

Claro que a situação atual é um pouco diferente, pois envolve a restrição de pessoas entrando no território canadense e tudo que vocês já sabem no campo da saúde.

Porém, assim que tudo passar (e vai passar, ainda mais quando sair uma vacina), não vejo motivos algum para a imigração não continuar.

E nem uso a palavra “voltar”, pois o Ministério de Imigração Canadense, de fato, não parou de chamar pessoas para se tornarem residentes permanentes.

Pode até dar uma desacelerada, por conta até da fila que vai se formar, porém é do meu entendimento que depois irão compensar os números.

Continue lendo, principalmente a conclusão, que vou explicar por qual razão acho isso.

Imigração Canadense Federal até agora em 2020

Depois que Trump anunciou a paralisação de toda a imigração aos Estados Unidos por dois meses. Alguns meios de comunicação entraram em contato com o gabinete do Ministro da Imigração do Canadá, Marco Mendicino.

O ministro, por meio do seu gabinete, enfatizou que a imigração tem um papel fundamental na economia e no desenvolvimento do país. E que por isto, ela não irá parar e nem ser paralisada (como foi feito nos EUA).

Já se o número previsto para 2020 (341 mil imigrantes), será afetado, não se sabe ainda. Inclusive falei do plano trienal da imigração canadense aqui: 2020-2022 – País pode trazer até 390 mil imigrantes, isto só em 2022!

Até agora posso confirmar que a tabela (prevendo 341 mi, podendo chegar até 370 mil) ainda está online e no site oficial do Governo do Canadá.

Inclusive, o ex-ministro da Imigração, Ahmed Hussen, que ainda é parte do governo Trudeau, confirmou que por enquanto o plano segue o mesmo.

Outro dado positivo: desde que a crise começou o Canadá já chamou quase 12 mil novos imigrantes, isto só pelo Express Entry.

E para complementar, British Columbia, Manitoba, Saskatchewan e Alberta, vem nomeando pessoas nos seus processos provinciais com certa constância.

O tempo de análise e também do processamento dos vistos aumentou bastante. Muito pelo fato de várias repartições públicas estarem fechadas, e os servidores trabalhando remotamente de casa.

Serviços essenciais para a imigração, como a biometria, estão suspensos por enquanto. Já que necessariamente só pode ser feito com a ida fisicamente do aplicante ao local designado.

Mas isto não impediu do Ministério da Imigração Canadense chamar candidatos nos draws do EE. E até agora, em todo o ano, são 30 mil pessoas. E isto sem contar os familiares.

A Imigração para o Canadá vai parar?!

Conclusão & Links Úteis & Fontes

Depois desta explanação, é da minha opinião, enquanto especialista em imigração canadense, de que os números irão se manter para o próximo triênio.

Vi alguns analistas inclusive defendendo a posição de que a imigração irá aumentar, principalmente para aquecer a economia de um modo geral.

Não é só mão de obra qualificada que os imigrantes trazem para o Canadá. Mas também dinheiro! As vezes ninguém pensa por este lado.

Para exemplificar, tomemos o Express Entry, como exemplo. Para imigrar por ele um solteiro tem de provar que tem, pelo menos, $12.960 dólares canadenses. Casais o valor aumenta para: $16.135 CAD.

Vamos considerar hipoteticamente que só solteiros irão imigrar em 2020, para efeitos de simplificação. Usando a categoria de skilled workers o número planejado pelo governo canadense de imigrantes é de: 195.800

Agora vamos multiplicar 12.960 dólares canadenses (o que cada um tem de ter) vezes o número de candidatos que serão convidados. Aviso de antemão, que sou horrível em matemática!

195.800 skilled workers x $12.960 CAD = 2.537.568.000!

Este número gigante aí é: dois bilhões, quinhentos e trinta e sete milhões, quinhentos e sessenta e oito mil dólares canadenses!

Em reais na cotação de hoje, dá mais de dez bilhões de reais! Por aí vocês tiram como a imigração também tem papel na economia canadense de uma outra maneira.

Acredito que o valor é ainda maior, já que são muitos os casais, e também eu usei o mínimo, e muitos trazem muito mais (o que é certo).

Não estou dizendo que este é o motivo do Canadá aceitar imigrantes, mesmo porque com um PIB na casa dos trilhões, esta quantia não é essencial para a existência do país.

Mas é como diz aquele ditado: “De grão em grão a galinha enche o papo”.

Já para o problema demográfico e de mão de obra ativa, a imigração não é uma opção, e sim necessidade!

Tem um último ponto, também importante. Dados oficias do Governo do Canadá, apontam que os imigrantes estão abrindo mais empresas de que os canadenses.

E como sabemos, isto movimenta a economia positivamente: cria empregos, aumenta a oferta, gera riqueza etc.

Eu publiquei um artigo falando disso e você pode acessar aqui: Estatísticas apontam que imigrantes estão abrindo mais empresas que os canadenses

Fonte:

Stats Canada

Tabela da Imigração Triênio 2020-2022 (Governo do Canadá)

Statista

Enciclopédia Canadense, Crise de 2008

Proof of Funds Express Entry

Crise de 2008 (Wikipedia)

Crise da Bolha da Internet (Wikipedia)

Deixe o seu comentário