Categorias
Estudos Notícias

Canadá quer mais estudantes internacionais. Brasil é um país prioritário!

Isso mesmo! O Canadá quer mais estudantes internacionais para os próximos anos; E o Brasil é um dos países dentre os quais eles mais querem atrair alunos. Inclusive foi qualificado como prioritário! Se você estava com planos de estudar no Canadá, talvez esse seja um dos melhores momentos para aplicar para o seu visto de estudo.

Tudo isso foi anunciado pelo Governo do Canadá no International Education Strategy (2019-2024); Que é um plano estratégico unindo vários ministérios. Ele foi publicado em agosto e eu queria ter falado dele antes, mas faltou oportunidade. Agora vamos entendê-lo melhor. Acompanhe que irei explicá-lo e também suas implicações.

International Education Strategy – Building on Success

Esse é um plano estratégico feito por 3 ministérios. Irei tentar traduzir o nome deles para os semelhantes que temos no Brasil. Seria o Ministério do Comércio Exterior; Ministério do Trabalho (e Desenvolvimento Social) e o tão falado Ministério da Imigração do Canadá.

Como alguns devem saber o Justin Trudeau foi reeleito para mais um mandato e com ele tomou posse alguns novos ministros que irão ter a missão de colocá-lo em prática.

Existem vários objetivos traçados dos quais quero ressaltar 3:

  • Encorajar os estudantes canadenses a viajar e estudar em países estrangeiros;
  • Tentar diversificar ao máximo os países dos quais o Canadá recebe estudantes internacionais. Não só na origem mas também no tipo de estudo que irão fazer e nas áreas que irão se estabelecer.
  • Aumentar o suporte ao setor canadense de educação ligado aos alunos internacionais para ajudá-los a explorar novas oportunidades no estrangeiro.

O Governo separou $148 milhões de dólares canadenses para serem gastos nos próximos 5 anos além de mais $8 milhões adicionais a cada ano.

Estudar no Canadá é um ótimo negócio (para o governo)

Claro que o Canadá não é nada bobo. Só em 2018 os alunos internacionais contribuíram com cerca de $21.6 bilhões de dólares para a economia canadense! E ajudaram a manter quase 170 mil empregos no Canadá (inclusive o meu, rs). Esse valor é maior do que o PIB de alguns países.

O Ministro da Imigração (passado) informou que em 2018 tivemos cerca de 721.205 mil estudantes estrangeiros fazendo algum tipo de curso no território canadense. E que muitos destes tem o perfil ideal dos imigrantes que o país está procurando. De fato, em 2018, 54 mil pessoas que estudaram no Canadá; Aplicaram para a residência permanente!

De 2014 até 2018 o número de alunos internacionais cresceu 68%! E nunca antes na história o país recebeu tantos estudantes de outros países. Existem vários fatores, mas creio que os mais importantes são a fama de ótimo destino para tal finalidade; E muitas pessoas que consideravam os EUA, agora preferem o Canadá.

Quanto mais misturado, melhor!

50% destes alunos vem da China e Índia (como não é de se espantar). E o plano estratégico quer tentar mudar este cenário. Quanto mais diversificado, melhor! Pois assim o país ganha com a presença de diferentes culturas, ideias, experiências, etc.

Vejam o gráfico:

Gráfico (por país) dos estudantes internacionais no Canadá

Brasil é um dos países prioritários para o Governo do Canadá

O Brasil teve 13.85 mil estudantes internacionais. Nada mal! Mas esse número poderia ser (e será) ainda maior, se depender do plano estratégico.

E digo isto pois foi criada uma “iniciativa” para anunciar, propagar e captar estudantes de alguns países, digamos “prioritários”. E o Brasil está na lista. Principalmente irão utilizar o marketing digital para atrair alunos.

Os países que estão na mira dessa iniciativa do Canadá são: Brasil, Colômbia, França, Indonésia, México, Marrocos, Filipinas, Tailândia, Ucrânia e Vietnã. Interessante notar a “mistura”. Que é justamente um dos principais focos do plano estratégico.

Quanto mais espalhado, melhor!

Outro ponto é tentar espalhar mais ainda estes estudantes. Já que normalmente se concentram nas maiores cidades/regiões, como Vancouver, Montreal e Toronto.

Gráfico (por província) de alunos internacionais no Canadá

O gráfico acima mostra exatamente o que já sabíamos. Agora, tem um detalhe que quero comentar: por conta da grande procura de alunos nos grandes centros, o preço dos cursos (e do custo de vida em geral) é bem maior.

O Governo quer incentivar a ida dos alunos internacionais para as províncias menos procuradas. E irão focar parte dos recursos em promover as instituições de ensino das menos procuradas.

Vocês sabiam que estudar em New Brunswick, por exemplo, é 3 vezes mais barato do que estudar em Ontario? Ou que estudar em Manitoba custaria cerca de 50% menos do que em Ontario?! Aliás, fiz um ótimo artigo sobre isso que é de leitura obrigatória: Saiba quais são as províncias mais baratas para se estudar no Canadá como estudante internacional

Parabéns aos 5 guerreiros que escolheram Nunavut como destino para estudarem! Estes não deveriam nem ter que ganhar a residência permanente, era para receberem a cidadania canadense diretamente, logo após terminarem os estudos! (risos).

Considerações Finais – Implicações – Fonte

O que acho interessante é que o Canadá quer sim mais e mais alunos estrangeiros. E sim, o Governo sabe e quer que muitos destes que venham estudar aqui acabem ficando através da imigração.

Aliás, o país é preparado para isso. Já pararam para pensar que o Canadá tem um Ministério focado em imigração? Sim, vários países tem um ministério que cuida de assuntos imigratórios; Mas no Canadá além disso, o ministério pensa, organiza e planeja vários programas para atrair e reter pessoas (qualificadas) no país.

É também bom saber que o Brasil está na lista dos países dos quais o Canadá quer recrutar mais estudantes. Isso quer dizer que o número de vistos concedidos deve aumentar cada vez mais.

Claro que o oficial de imigração analisa cada aplicante de forma “independente”; Mas é óbvio que sempre tem política em tudo. E também pressão dos chefes nos subalternos para serem menos severos, por exemplo, ao analisar aplicações de certos países.

Para quem acha que isso não existe é só lembrar do que ocorreu alguns anos atrás quando a Espanha começou a negar (e muito) entrada de brasileiros no país. E isso sem motivo algum. Consequentemente, o Brasil começou a negar a entrada de espanhóis no país também por vários motivos “triviais” que antes não barrava ninguém.

Isso só para mostrar que sim, a política também interfere no número de vistos concedidos (isso no panorama geral, é claro).

Dito isto, creio que esses próximos anos serão bons para brasileiros aplicando e buscando estudar no Canadá. E quem acompanha o meu site sabe que esta é a melhor forma de imigração: estudar -> trabalhar -> imigrar.

Fonte: https://www.international.gc.ca/education/strategy-2019-2024-strategie.aspx?lang=eng

2 respostas em “Canadá quer mais estudantes internacionais. Brasil é um país prioritário!”

Oi, Anibal Giovani.
Tudo bom? Que bom que decidiu imigrar para o Canadá. Minha experiência pessoal tem sido muito positiva aqui em Montreal.
Sua profissão está sempre em demanda aqui no Canadá. Porém, essa feira vai ser bem mais focada em francês. As vezes até tem vagas só para inglês mas é bem raro.
Por isso, a não ser que você esteja interessado em aprender francês, não sei se vai te ajudar… Esta feira está acontecendo todo ano, ou seja, qualquer coisa pode começar a aprender francês agora e tentar a sorte próximo ano e nos seguintes.

Olá, eu queroparticipar da feira que terá em Abril em São Paulo, gostaria de receber informações e ja estu decidido imigrar para o Canada. Queri estudar e trabalhar. Gostaria lógico de sair ja com visto de Job Offers, eu atuo como Anaista de Suporte computacional. Meu sonho é falar, escrever, escutar o inglês. Hoje eu tenho condições para isso.

Deixe o seu comentário