Atlantic Immigration Pilot Program: Conheça mais uma forma de se imigrar para o Canadá (2020)


Talvez você já ouviu falar do Atlantic Immigration Pilot Program (AIPP), ou não. Ele é uma das formas que mais vem crescendo em interesse para quem busca o sonho de morar no Canadá.

Halifax em Nova Scotia, por exemplo, tem sido uma das cidades canadenses que mais vem crescendo através da imigração, tanto pelo seu próprio programa PNP como pelo Atlantic Immigration Program.

O AIPP é com certeza uma das melhores formas de se imigrar para o Canadá atualmente. Apesar do nome piloto (que quer dizer temporário), ele foi renovado e continua ativo e chamando pessoas.

Nesse artigo vamos conhecer de uma maneira geral o programa. E em outros posts eu irei detalhar mais as suas vertentes. Vamos lá.

Aviso: esse artigo ganhou duas continuações. Veja o link da parte 2 no final. E na parte 2 você achará o link para a parte 3.

(Atualizado para 2020)

Mapa com as Províncias que fazem parte do Atlantic Immigration Pilot Program.
Mapa com as províncias que fazem parte do Atlantic Immigration Pilot Program.

Atlantic Immigration Pilot Program – Apresentação

Conforme dito, esse programa é uma das várias formas de se imigrar pro Canadá, porém ele é focado em 4 províncias apenas:

  • Nova Scotia;
  • New Brunswick;
  • Prince Edward Island;
  • Newfoundland and Labrador.

Por isso o nome do programa leva a palavra Atlantic. Já que todas essas províncias estão situadas no leste do Canadá e são “banhadas” pelo Oceano Atlântico.

O programa é todo voltado à empregabilidade. Ele foi feito para ajudar empresas dessas províncias, a contratarem pessoas para cargos que não conseguiram preencher localmente.

Para imigrar através do AIPP, você tem que: ou ter feito um curso superior em uma das províncias atlânticas; Ou ser um trabalhador qualificado (skilled worker) ou semi-qualificado que atende aos requisitos do programa. (Explicaremos mais adiante).

Uma oferta de emprego (job offer) é mandatória. E apesar de geralmente significar que isso torna as coisas mais difíceis; Não é tão complicado quanto parece. Pois existe empresas nesse programa que estão atrás de trabalhadores e realmente precisando deles. Aliás, foi por essa razão que essa categoria de imigração foi aberta!

Quando eu digo que não é tão complicado quanto parece é pelo simples fato de que você (e o empregador) não precisarão de uma LMIA. E o que seria isso?

Labour Market Impact Assessment (LMIA)

Uma LMIA é um documento que o empregador tem que conseguir (em alguns casos) antes de contratar um estrangeiro para um determinado emprego. A LMIA geralmente é necessária para “provar” que não tem nenhum canadense ou residente permanente para ocupar aquela determinada vaga.

É um processo que envolve custos e burocracia. E por isso, muitos empregadores acabam nem tentando contratar alguém se precisarem de uma LMIA. Exemplos de empresas que encaram obter uma LMIA são candidatos hiper-mega especializados em alguma profissão/função, por exemplo.

Ou empresas que são tão ricas (e grandes) que tem um departamento especializado em recrutar esses estrangeiros e que não se importam com o custos e burocracias da LMIA.

Atenção: No Atlantic Immigration Pilot Program uma LMIA não é necessária!

AIIP: 3 Sub-Categorias de Imigração

Nesse programa existem 3 sub-categorias. Você pode até se qualificar para mais de uma delas, mas terá que escolher uma apenas para aplicar. Vou apresentá-las e em outros posts, irei detalhar mais, para evitar desse artigo ficar imenso. Vou fazer uma tradução “livre” dos títulos para dar uma boa ideia do que se trata cada uma.

Atlantic International Graduate Program – Para Recém-Graduados

Para se qualificar nessa sub-categoria você deve:

  • Ter um diploma ou certificado de uma das instituições de ensino localizada nas províncias atlânticas;
  • Ter morado em uma das províncias atlânticas por pelo menos 16 meses nos últimos 2 anos antes de ter obtido o diploma/certificado;
  • Fazer um exame que mostre seu nível de proficiência em Inglês ou Francês;
  • Provar que você pode manter, financeiramente, você e/ou sua família no Canadá.

Nesse programa você não precisa ter nenhuma experiência profissional. Precisa mesmo do diploma ou certificado.

Tem outros requerimentos que não irei entrar em detalhes agora. É importante notar que o AIPP não “anula” os PNP (Programas de Imigração Provinciais) de cada uma das províncias. O que quero dizer com isso?

Digamos que você decidiu seguir com o plano de imigrar. Se matriculou em um college em Nova Scotia ou Ilha do Príncipe Eduardo, por exemplo. Vendeu tudo pois sua ideia é nunca mais voltar, a não ser de férias. Ao final do seu curso, de posse do certificado você pode aplicar pelo AIPP; OU pelo PNP da província em específico que você estudou.

Aliás, é o que eu disse quando fiz o artigo da importância de se ter vários planos de imigração A, B, C …Z. Você pode ler clicando aqui: https://imigrar.com.br/planos-de-imigracao-pro-canada/

Atlantic High-Skilled Program – Trabalhadores Qualificados (Resumindo: NOC 0, A ou B)

Para se qualificar por essa subcategoria você deve:

  • Ter trabalhado por pelo menos 1 ano em uma profissão de *NOCs 0 (zero), A ou B (mais sobre NOC no fim do artigo);
  • Ter no mínimo um diploma de ensino médio ou superior;
  • Tem que fazer um teste de proficiência para mostrar seu nível de Francês e/ou Inglês;
  • Provar que você pode manter, financeiramente, você e/ou sua família no Canadá.

Tem outros requerimentos que não irei entrar em detalhes agora, mas os principais são esses aí. É interessante notar que eles pedem apenas diploma de nível médio. Porém você tem que entender que você tem de convencer o empregador e não o governo da província ou do Canadá.

Digamos que você foi gerente de loja por 10 anos. Só tem o diploma de ensino médio. Porém fala inglês bem e tem alguns cursos interessantes da área. Se o empregador achar que você tem o suficiente, mesmos em um diploma universitário, então pronto.

Outro exemplo seria o de uma pessoa super boa em Informática, sem diploma universitário, porém com as principais certificações do mercado reconhecidas internacionalmente, tipo as da Microsoft, da Comptia, etc.

Lógico que algumas profissões vão exigir obrigatoriamente um diploma de ensino superior ou técnico. Mas quem decide qual o nível de ensino que você deve ter ou não é o empregador. (Desde que você tenha no mínimo o ensino médio).

Atlantic Intermediate-Skilled Program – Trabalhador Com Qualificações Intermediárias (Resumindo: NOC C)

Para se qualificar por essa subcategoria você deve:

  • Ter trabalhado em um emprego NOC C por pelo menos 1 ano;
  • Ter no mínimo um diploma de ensino médio ou superior;
  • Tem que fazer um teste de proficiência para mostrar seu nível de Francês e/ou Inglês;
  • Provar que você pode manter, financeiramente, você e/ou sua família no Canadá.

Tem outros requerimentos que não irei entrar em detalhes agora. Mas claro que irei fazer alguns comentários como sempre.

Como NOC C entram várias profissões. Alguns exemplos: Garçons; Pessoas que trabalham em Escritório (exemplo: Secretários(as); Vendedor; Atendimento ao Cliente; Empregos na área de hotelaria; Etc.

Tem algo bem interessante para enfermeiros(as). Beeeeem interessante mesmo. Tão interessante que irei fazer um post a parte.

Essa categoria pode ser mais difícil ou mais fácil de se conseguir um emprego. E o motivo é: concorrência. Por exemplo, para o cargo de garçom, deve ser difícil competir com um canadense pela vaga. A não ser que você mire em cidades pequenas e mais isoladas. Porém para outras vagas, deve ser mais fácil de conseguir emprego, como por exemplo motorista de caminhão ou operador de máquinas pesadas.

Nada impede que você venha para cá, consiga um emprego e já fique. Sim, é possível e conheço pessoas que conseguiram. Mesmo porque o visto sai em torno de 6 meses. Porém acho um pouco arriscado vir só para fazer isso sem ter outros planos.

Atualização: New Brunswick não está mais aceitando aplicações no setor de hospitalidade pelo AIIP. Isso inclui empregos no setor hoteleiro e de restaurantes. A razão é por eles terem recebido muitas demandas e resolveram dar uma paralisada. Ainda é possível imigrar por essas profissões se você tiver o suporte de um empregador localizado em NB.

Conclusão & Considerações Finais

Esse artigo é para apresentar o AIPP. Mostrar mais uma das várias opções de se imigrar para o Canadá. Ele tem requisitos bem menos difíceis do que o Express Entry, por exemplo. E até que alguns PNPs.

A parte que poderia complicar, seria a de ter que conseguir uma job offer. Mas descomplica bastante o fato do Governo Federal não exigir LMIA.

Ainda vou fazer um artigo detalhando cada sub-categoria. Apesar dos requisitos serem parecidos (por exemplo, todas requerem um ECA), há diferenças. Por isso fiquem ligados no Site Imigrar.

Lá em cima falei do NOC. Porém para saber mais sobre o NOC ou se viu algum termo que não entendeu muito bem. Talvez você ache sua resposta aqui: https://imigrar.com.br/termos-e-nomenclaturas-canada/

LINK PARA PARTE 2:

https://imigrar.com.br/atlantic-immigration-pilot-program-parte-2-lista-de-empresas-que-voce-deve-aplicar/

Fonte:https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/atlantic-immigration-pilot/how-to-immigrate.html

Links recomendados:

https://imigrar.com.br/nova-scotia-canada-entrevista-morador-halifax/

Não perca!

Se você quiser contar com meus serviços de consultor, é só mandar um e-mail para [email protected]Sou credenciado ao órgão regulamentador aqui no Canadá (ICCRC). Meu número de licença é: R705937

Inscreva-se no Site Imigrar Canadá e Quebec e seja notificado por e-mail sempre que um novo artigo ou post for publicado. É só colocar o endereço do seu e-mail abaixo:

Siga nosso Facebook e Instagram para ficar ligado em notícias como essas e muito mais. No Face e Insta tem conteúdo extra que não é publicado aqui.

Imigração Canadá? É aqui! Desde 2012 ajudando você a vir morar no Canadá. Sua fonte número 1 de informação sobre imigração para o Canadá!

Agora que você terminou de ler esse artigo, veja outros artigos: Clique Aqui!

Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais usando os ícones abaixo!

20 thoughts on “Atlantic Immigration Pilot Program: Conheça mais uma forma de se imigrar para o Canadá (2020)

  1. Boa noite! Me chamo Jean. Vcs prestam assessoria pra quem quer ir pelo AIPP?

  2. Oi, vanderson.
    Tudo bem? Espero que sim.
    Que tipo de profissões? A maioria das profissões de TI que conheço, são ou NOC A ou NOC B.

    Att,
    Rafael Alencar

  3. Boa tarde Rafael !
    No NOC C, profissões na área de TI se enquadram nessa modalidade ?
    Desde já agradeço todas as informações repassadas no site, tal qual sua atenção…

  4. Olá, Kika.
    Existe chances mas isso depende da profissão. Pois é um processo focado na obtenção de uma oferta de trabalho.
    Se for uma área em demanda e que as empresas sentem segurança em contratar à distância, daí existe uma chance.

    Att,
    Rafael Alencar

  5. Olá Rafael, o parabenizo por seu esforço e belo trabalho em apresentar um passo a passo muito bem estruturado na abordagem dos artigos. Tenho uma dúvida, me responda se possível por favor: mulher solteira, sem filhos, mais de 40, e NOC B, tem alguma chance real de conseguir a imigração pelo AIPP?
    Agradeço desde já!

  6. Oi, Grace.
    Tem que ser um curso de 2 anos. Não pode ser dois de 1 ano.

    Att,
    Rafael Alencar

  7. olá! Excelente o post! Gostaria de saber se neste programa do atlântico também é possível fazer 2 cursos de 1 ano ou para aplicar pro PR através do programa Piloto do Atlântico tem que ser apenas 1 curso de no mínimo 2 Anos. ObrigAda

  8. Seria ótimo se tivesse no site do governo as empresas que fazem parte deste programa, vagas disponíveis. Tb estou com dificuldade em achar o NOC.

  9. Olá! Ótimo o post!!
    Tenho uma dúvida. Qual a seria a nota mínima exigida no exame de proficiência de francês ou inglês?

    E referente a enfermagem que foi comentado brevemente a respeito, foi feito um post a parte? Caso sim, teria o link?

    Muito obrigado pelas informações!

  10. Oi, Rafael.
    Muito obrigado pelo seu comentário. Essa primeira parte era só para apresentar o programa. Na parte 2 e 3 (que já foram postadas) se apresenta mais a objetividade (como aplicar e o que fazer). A razão de dividir em partes é para não criar um post gigante.
    Agradeço seu feedback e irei levar em consideração.

    Atenciosamente,
    Rafael Alencar

  11. Muito boa a materia, mas falta objetividade, muita informações repetidas sem um objetivo mais direto.

  12. Oi, Eva.
    Cada província tem sua própria lista.
    Amanhã irei fazer um post no Imigrar, curto e simples com todos os links de cada empregador, que tal?
    Só entrar amanhã e conferir! Prometo!

    Att,
    Rafael

  13. Prezado Rodrigo Patrizi

    Vi o seu comentário acima referente a uma lista oline de empregadores no programa onde encontro esta lista?
    Grata

  14. Oi, Rodrigo.
    Tem uma lista online com todos os empregadores no programa!
    Mandar o CV para eles ajudaria bastante. Vou publicar.

    Att.
    Rafael Alencar

  15. O mais difícil nesse processo sempre foi saber as empresas que estão dispostas a isso, até pq a maioria nem sabia da existência do programa. Sempre tive a impressão de esse programa ser voltado pra galera que já está nas províncias. Tomara que isso tenha mudado agora na renovação, vou votar a pesquisar sobre.
    Parabéns pelo post, Rafael!

  16. Oi, Tiago.
    Muito obrigado pelo seu comentário!
    Fique ligado no Site Imigrar.

    Atenciosamente,
    Rafael

  17. Uoool, que incrível, adorei a matéria e me deu ainda mais um incentivo para imigrar!

Deixe o seu comentário

Posts Recentes

Site Imigrar (Esta janela vai fechar em 10 segundos)

Inscreva-se no Site Imigrar para receber as últimas atualizações por e-mail.