Alunos internacionais poderão estudar em colleges e universidades canadenses, ainda no Brasil em 2020


Ontem de tarde (14 de maio de 2020) o Governo do Canadá, através do Ministério de Imigração, anunciou que os alunos internacionais que irão começar as aulas no semestre de outono (geralmente primeira semana de setembro) poderão começar as aulas sem precisar vir ao Canadá.

E o mais importante: isto não afetará em nada o PGWP (post-graduate work program).

Inclusive, assim que saiu a notícia, direto do site oficial, já publiquei nos stories do perfil no Instagram. Por isso recomendo fortemente que sigam! Para ficarem ligados em tudo que acontece na imigração.

Atenção: eu também fiz um vídeo sobre o assunto. Você encontra ele no final. Ou se preferir pode Clicar Aqui

Agora vamos entender o que foi anunciado.

Ministro da Imigração Mendicino falando da importância da imigração para o crescimento do Canadá
Ministro da Imigração do Canadá: Marco Mendicino

Para quem não conhece o PGWP, em uma tradução livre significa: Programa de Trabalho Pós-Graduação. É uma permissão de trabalho, que todos os alunos internacionais recebem após terminar seus cursos. Desde que seguidos alguns requisitos.

Dentre eles, estudar em uma instituição Designated Learning Institution (DLI), e em um curso full-time de pelo menos 8 meses de duração. Mas tudo isto e muito mais já expliquei de forma completa.

Para conhecer a fundo sobre o tema é só acessar o guia: Como imigrar para o Canadá usando o Post-Graduation Work Permit

O que o anúncio significa para os alunos internacionais?

Uma breve explicação

Ele vai beneficiar algumas pessoas que estavam desejando começar seus estudos aqui no Canadá, no semestre de outono (final de agosto, começo de setembro).

De que forma? Agora estas pessoas têm a escolha de começarem seus cursos ainda no Brasil, de forma online. E assim economizando dinheiro e não afetando futuros planos de imigração.

Conforme eu já disse antes, cursos online, ou mesmo matérias cursadas virtualmente, podem não contar para o PGWP.

A regra é determinada por dois fatores:

  • Quantidade de e-learning; E
  • Localidade do estudante (se no Canadá, ou estrangeiro).

Uma pessoa fora do Canadá, no Brasil por exemplo, nada do que ela estudasse online seria válido para o PGWP (isto antes do anúncio, falo mais a seguir).

Se a pessoa estiver em solo Canadense, se mais da metade do programa for feito online (>50%) então, ele seria considerado Distance Learning (o mesmo que EAD (ensino à distância). E não seria elegível para o PGWP.

Se o curso tivesse menos do que 50% de ensino à distância, então a pessoa receberia o PGWP sem problemas (desde que cursado em solo canadense). Ou seja: você (e seu computador), teriam que estar obrigatoriamente aqui no Canadá, mesmo para aulas virtuais.

Como ficou agora? (Até 31 de dezembro 2020)

A mudança que será válida até o dia 31 de dezembro deste ano, é que o aluno vai poder cursar de forma online, ainda no Brasil, sem afetar em nada o seu PGWP.

Na prática: você pode fazer praticamente um termo inteiro, sem precisar vir para o Canadá.

“Termo” é uma divisão dos estudos.

A maioria das universidades e colleges canadenses, seguem um sistema de semestre em que o ano acadêmico/letivo é dividido nos tais termos.

  • Outuno (Fall Term): geralmente de Setembro até Dezembro.
  • Inverno (Winter Term): de Janeiro até Abril.
  • Férias (Spring/Summer break): geralmente final de maio até agosto.
  • E o ciclo recomeça.

Antes que você estranhe quase 4 meses de férias no meio do ano, quero lembrar que aqui no final do ano, as férias são curtas, e geralmente apenas durante o período de festas.

O motivo é simples: como no inverno é frio, e no verão é quente, faz sentido ter este tipo de calendário letivo. Enquanto é frio, as pessoas estão estudando, em classes aquecidas. E quando está calor e solzão, estão aproveitando.

Claro que muitos usam o summer break para trabalhar, já que durante as aulas, existe um limite de 20 horas de trabalho por semana, e nas férias não existem limites. E muitos se aproveitam dos vários summer jobs para fazer um dinheiro.

Tenho um colega que conseguiu, em um summer break, juntar 15 mil dólares! Trabalhando feito louco em dois empregos e fazendo overtime. Pagou praticamente um termo inteiro com o dinheiro feito na pausa.

Existem outros que aproveitam este tempo, para continuar estudando, já que algumas instituições oferecem cursos mesmo nas férias.

Enfim, é importante notar que: cada província, e até mesmo as instituições em particular, têm suas próprias regras. Mesmo porque existem programas accelerated, intensive, coop, etc.

Por isso, é melhor olhar no site da instituição para saber como é o calendário deles, e também do program visado. Já que pode variar até mesmo para programas dentro de um mesmo college ou universidade.

Mas de forma geral, o calendário é dividido na forma que listei acima.

Exemplo Prático

Digamos que eu tenha me inscrito em um curso de 1 ano de duração em Ontário. Para começar em setembro.

Vamos supor que a instituição na qual me matriculei, segue o calendário mais utilizado aqui no Canadá, que expliquei acima.

Então, eu posso começar minhas aulas na primeira semana de setembro, estudar até o fim do termo de outono (meio de dezembro). Daí, em janeiro, depois das festas, vou para o Canadá começar o segundo termo, de inverno.

Enquanto isso, economizei muito dinheiro, pois fiquei estudando de casa, no Brasil, e todas as minhas despesas de manutenção foram em reais, sem precisar gastar em dólar canadense.

Depois de formado, pego meu PGWP da mesma maneira, se estivesse estudado em classe, lá no Canadá. E poderei trabalhar, com um open work permit, por até 1 ano. E tentar minha imigração, se este for meu plano.

Como Imigrar pelo Post-Graduate Work Permit (PGWP)

Mas atenção! Nem toda instituição vai (e é obrigada) a oferecer aulas onlines à partir de setembro. Por isso, pesquise bem!

Conclusão & Fonte

Mais uma boa decisão do Governo Canadense, para facilitar a vida dos alunos internacionais, incluídos os brasileiros.

Claro que tudo isto foi feito por causa da crise que estamos passando. Creio que o país não queria uma correria de pessoas vindo para cá em setembro.

Não só pela questão da logística, mas também pelo perigo de começarem novos picos de contágios.

É certo de que o Canadá necessita dos estudantes estrangeiros, pois movimentam uma boa parte da economia, principalmente das instituições de ensino, e empregos ligado à elas.

Se você estava considerando começar a estudar apenas em janeiro do próximo ano, talvez seria interessante tentar começar em setembro (se possível). Claro que desde que a instituição que você pretende estudar, vá oferecer cursos online.

Talvez seja o caso de contar com ajuda profissional (Consultor em Imigração), já que é preciso uma certa correria, para se matricular para o termo começando em setembro.

Infelizmente, depois do dia 31 de dezembro, ao que tudo indica, vai voltar a ser como era antes. E por isso, é uma medida temporário e que só irá beneficiar as pessoas que iriam começar, ou vão começar em setembro.

Fonte: Site Oficial do Governo do Canadá

Não perca!

Se você quiser contar com meus serviços de consultor, é só mandar um e-mail para [email protected]Sou credenciado ao órgão regulamentador aqui no Canadá (ICCRC). Meu número de licença é: R705937

Inscreva-se no Site Imigrar Canadá e Quebec e seja notificado por e-mail sempre que um novo artigo ou post for publicado. É só colocar o endereço do seu e-mail abaixo:

Siga nosso Facebook e Instagram para ficar ligado em notícias como essas e muito mais. No Face e Insta tem conteúdo extra que não é publicado aqui.

Imigração Canadá? É aqui! Desde 2012 ajudando você a vir morar no Canadá. Sua fonte número 1 de informação sobre imigração para o Canadá!

Agora que você terminou de ler esse artigo, veja outros artigos: Clique Aqui!

Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais usando os ícones abaixo!

Deixe o seu comentário

Posts Recentes

Site Imigrar (Esta janela vai fechar em 10 segundos)

Inscreva-se no Site Imigrar para receber as últimas atualizações por e-mail.