Categorias
Notícias

Agri-Food Pilot – Tudo que você precisa saber sobre o novo programa de imigração

Agri-Food Pilot: neste artigo irei falar tudo que você precisa saber sobre o mais novo programa de imigração do Canadá.

Ele já tinha sido anunciado, inclusive no ano passado. Mas no dia 15 de maio, o governo canadense finalmente comunicou que o processo Agri-Food Pilot já está inclusive aceitando aplicações!

No mesmo dia eu já publiquei nos stories do perfil do site. Por isso mesmo recomendo me seguir lá, para ficar por dentro das notícias sobre imigração fresquinhas: Perfil do Site Imigrar no Instagram.

E como sempre o Site Imigrar vai agora entregar para você tudo mastigado, e os principais pontos do programa piloto da Agricultura, Alimentação e Processamento de Alimentos (Agro-Alimentar).

Vamos lá?

O que é o Agri-Food Pilot Program (Programa Piloto Agro-Alimentar)?

Ele é um programa de 3 anos, piloto (ou seja: temporário), específico para as indústrias de:

  • Processamento de carne;
  • Produção em estufa, viveiro e floricultura; e
  • Criação de animais (gado, aves, suínos etc).

Ou seja: será focado em fazendas (tanto de alimentos como de criação de animais). Indústrias de processamento de alimentos, estufas, entre outras. A lista completa dos setores que qualificam você acha logo mais abaixo.

Não é um programa que terá muitos aplicantes, já que é bem restrito. Porém, se a pessoa tiver experiência em uma dessas áreas, é um ótimo caminho para imigrar para o Canadá.

E, assim como outros programas de imigração, é totalmente possível conseguir a residência permanente através do Agri-Food Pilot Program.

O programa vai aceitar 2.750 aplicações anualmente. Dando um total de 8.250 pelos três anos. O Governo Canadense pode aumentar (ou diminuir) este número. Bem como estendê-lo se achar que está tendo bons resultados.

O Agri-Food Pilot veio ser, temporariamente, mais uma das opções de imigração econômica para o Canadá. Se somando ao Atlantic Immigration, o Rural and Northern, o Caregivers, o Express Entry, PNP e outros.

Por que o Governo criou o Agri-Food Pilot Program (AFPP)

As pessoas as vezes esquecem, ou até não sabem, que o Canadá tem uma indústria alimentícia pungente (bem como fazendas) que são vitais para a economia canadense.

Não só para alimentar o mercado interno, mas também vender para o vizinho endinheirado: os Estados Unidos da América.

E um dos motivos da criação do programa de imigração Agro-Alimentar, é para ter certeza de que esse setor produtivo, não pare nem diminua, por conta da falta de mão de obra.

Não só os empregadores desses setores vão ter mais candidatos, e empregados, como irão atrair estrangeiros qualificados, que verão uma oportunidade de conseguir a tão desejada residência permanente canadense.

Claro que não podemos negar que isto aquece a economia, fazendo com que seja difícil de apontar um ponto negativo nesta nova forma de reter e/ou atrair trabalhadores estrangeiros.

De cada 8 empregos no Canadá, 1 estava ligado ao setor Agro-Alimentar. E as exportações desse setor atingiram o recorde de 67 bilhões de dólares canadenses no ano passado (2019).

Quem é elegível ao Programa Agro-Alimentar do Canadá

Infelizmente este programa é bem restrito, pelo fato de existir uma lista de profissões, e pelo fato de que a pessoa necessariamente precisará de experiência profissional canadense.

Não só isso, experiência obtida em um open work permit não contará. Ou seja: só experiência obtida por meio de LMIA (Temporary Foreign Worker Program) vai contar. Mais sobre isso abaixo.

Open Work Permit é aquele que alguém recebe quando por exemplo, o cônjuge está estudando full-time em um College ou Universidade. Ou a permissão PGWP em si.

Pelo visto o programa foi criado mais para manter no Canadá, as pessoas que aqui já estão, trabalhando nesses setores, ou para incentivar futuros candidatos.

Que saberão que ao final de 1 ano de trabalho, serão elegíveis para aplicar para a residência permanente. E poderem morar no Canadá para sempre, se assim desejarem.

Para ser elegível o candidato tem que:

  • Ter experiência professional;
  • Receber uma oferta de emprego (job offer);
  • Possuir a nota mínima no exame de proficiência;
  • Ter pelo menos diploma do ensino médio;
  • Se aplicável, provar que tem o dinheiro necessário para se manter no Canadá (proof of funds);
  • Se estiver no Canadá, provar que está de forma legal (status válido).

Vou falar de cada um desses requisitos, para ficar bem claro.

Experiência Profissional

Conforme eu disse, a experiência tem de ter sido obtida no Canadá.

E esta experiência tem que ser:

  • De no mínimo 1 ano, em um emprego full-time (1,560 horas), não sazonal. Vale experiência adquirida nos últimos 3 anos.
  • Em uma ou mais das profissões elegíveis em um dos setores que qualificam para este programa de imigração (falaremos mais sobre as profissões a seguir)
  • Adquirida através do Programa de Trabalhadores Temporários (Temporary Foreign Worker Program). Ou seja: open permits não qualificarão.

O site oficial do Ministério de Imigração do Canadá vai além, e diz que a experiência terá que ter vinda de uma LMIA (Labour Market Impact Assessment), que tenha uma duração mínima de 12 meses.

Uma LMIA é um documento que o empregador tem de conseguir (em alguns casos) antes de contratar um estrangeiro para um determinado emprego.

A LMIA geralmente é necessária para “provar” que não tem nenhum canadense ou residente permanente para ocupar aquela determinada vaga.

Há exceções, e nem todo mundo precisa de uma para trabalhar no Canadá. Mas ao que parece neste programa ter tido, ou ter, uma LMIA é essencial.

Outro detalhe é que o candidato pode contar horas trabalhadas para diferentes empregadores, e em diferentes posições. Desde que seja nas ocupações elegíveis e o trabalhado tenha sido full-time.

Job offer – Oferta de Trabalho

Para se qualificar pelo Agri-Food Pilot Program (AFPP), você terá que ter uma oferta de trabalho.

E claro que existem requerimentos, que são:

  • A oferta de trabalho tem de ser para uma das profissões e setores da lista (logo abaixo);
  • Full-Time (30 horas por semana, no mínimo);
  • O emprego não pode ser sazonal; e
  • Não pode ser para a província do Quebec (que seleciona seus próprios imigrantes).

Não confundam esta seção (Job Offer) com a acima (Experiência Profissional). Elas até se parecem. A diferença é que você precisará dos dois: Experiência + Oferta de Trabalho.

Ou seja: você terá que satisfazer as duas.

Conhecimentos Linguísticos

O candidato pode falar inglês ou francês. Ou mesmo as duas línguas. Ambas são válidas para conseguir imigrar pelo Agri-Food.

A nota em si, na verdade, é bem baixa. O programa pede apenas CLB 4, que convenhamos, não é muito difícil de conseguir.

Você precisará de CLB 4 (no mínimo) nos quatro componentes do teste: Speaking, Reading, Writing e Listening.

Assim como a maioria dos processos de imigração para o Canadá, os testes aceitos são:

  • IELTS (inglês);
  • CELPIP (inglês);
  • TEF-Canada (francês);
  • TCF-Canada (francês.

E os testes não podem ter sido feitos há mais de 2 anos atrás.

Educação

Para poder aplicar pelo programa Agro-Alimentar o aplicante terá que provar ter no mínimo o ensino médio (high school no Canadá).

Para fazer isso será necessário fazer um ECA (educational credential assessment). E ele não pode ter sido feito há mais de 5 anos.

ECA é um processo que você faz para ter a sua educação estrangeira equiparada com as formações acadêmicas no Canadá.

Resumidamente, o educacional credential assessment consiste em mandar seu diploma (e histórico escolar) para uma organização autorizada junto ao IRCC (Ministério de Imigração Canadense).

Eles por sua vez vão dizer basicamente a qual diploma (ou formação) canadense, seu diploma brasileiro pode ser equiparado (equivalência).

Capacidade Financeira

O candidato terá de provar que possui dinheiro suficiente para se estabelecer no Canadá. E isto é feito mandando cópias de documentos mostrando que a pessoa tem dinheiro disponível para o Plano Canadá.

Conhecido também como Proof of Funds. O valor para uma pessoa, ou família, é o seguinte:

Número de PessoasValor em Dólares Canadenses
1$12,960
2$16,135
3$19,836
4$24,083
5$27,315
6$30,806
7$34,299
Para cada pessoa a mais além de 7$3,492 por pessoa
Proof of Funds – Agri-Food Pilot Program

A única exceção é se o candidato já se encontrar no Canadá, trabalhando, com uma permissão de trabalho válida.

Neste caso, não será necessário mandar documentos de proof of funds.

Agri-Food Pilot: Setores/Indústrias e Ocupações Elegíveis

Alguém querendo imigrar através desse programa para o Canadá, deverá prestar atenção em dois fatores.

Além dos critérios listados nas seções anterior, o candidato só será qualificado se o emprego (job offer) for de uma das profissões na lista, e também de um dos setores elegíveis.

E é isto que irei mostrar agora.

Setores/Indústrias elegíveis

No Canadá, Estados Unidos e México, as indústrias estão qualificadas em um sistema chamado North American Industry Classification System (NAICS). E existe um Código para cada um dos vários setores industriais.

Não confundam isso com NOC (falado mais abaixo). Neste site você encontra a lista: NAICS (o link estará lá embaixo também, se não quiser “cortar” a leitura).

Esta qualificação existe apenas para deixar as coisas mais claras. Se você ver um dos nomes ali abaixo e não ficar tão claro, é só entrar no site onde está o NAICS e com o código ver mais informações.

Atenção: o empregador vai ter que colocar o código da indústria a qual ele faz parte na sua job offer, se você for tentar imigrar por esse programa.

Vou tentar traduzir o melhor que posso. Vamos lá!

As indústrias/setores elegíveis são:

  • Meat product manufacturing (NAICS 3116) – Fabricação de produtos à base de carne;
  • Greenhouse, nursery and floriculture production, including mushroom production (NAICS 1114) – Produção em estufa, viveiro e floricultura (incluindo produção de cogumelos)
  • Animal production, excluding aquaculture – Produção/Criação Animal, exceto Aquacultura
    • cattle ranching and farming (NAICS 1121) – Criação de Gado;
    • hog and pig farming (NAICS 1122) – Criação de Porcos;
    • poultry and egg production (NAICS 1123) – Criação de Aves (carne e ovos);
    • sheep and goat farming (NAICS 1124) – Criação de ovinos;
    • other animal production (NAICS 1129) – Criação de outros tipos de animais.

Ocupações Elegíveis

As profissões no Canadá estão qualificadas e listadas no NOC. O NOC é um índice de todas as profissões conhecidas e exercidas no Canada/Quebec.

Cada profissão tem um código (classificação) e esse código serve para que rapidamente uma pessoa descubra qual é a sua profissão, e exatamente as suas atribuições.

Abaixo você já irá encontrar o código NOC das profissões elegíveis.

As ocupações que permitirão imigrar pelo Agri-Food Pilot Program são:

Fabricação de produtos à base de carne (NAICS 3116):

  • NOC B 6331 – Açougueiro de varejo;
  • NOC C 9462 – Açougueiro Industrial;
  • NOC B 8252 – Supervisores Agrícolas (Capataz?) e Trabalhadores especializados em criação de animais;
  • NOC D 9617 – Trabalhadores em processamento de alimentos.

Produção em estufa, viveiro e floricultura (incluindo produção de cogumelos) (NAICS 1114):

  • NOC B 8252 – Supervisores Agrícolas (Capataz?) e Trabalhadores especializados em criação de animais;
  • NOC C 8431 – Trabalhador de Fazenda (Peão, Vaqueiro)
  • NOC D 8611 – Trabalhadores de Colheita

Produção/Criação Animal, exceto Psicultura (NAICS 1121, 1122, 1123, 1124 e 1129):

  • NOC B 8252 – Supervisores Agrícolas (Capataz?) e Trabalhadores especializados em criação de animais;
  • NOC C 8431 – Trabalhador de Fazenda (Peão, Vaqueiro).

Limites de demandas para cada ocupação

Existe um limite anual no número de aplicações para cada ocupação.

Começando no dia 01 de janeiro de cada ano, as aplicações serão processadas por ordem de chegada. Conforme disse anteriormente, o programa irá durar 3 anos.

Ou seja: a cada começo de ano o limite vai ser zerado e começar novamente. Se o candidato mandar em este ano, e o limite tiver sido atingido, ele poderá mandar nos seguintes.

Como o processo abriu no dia 15 de maio, o cap deste ano já está sendo preenchido. Por isso, se você está aqui no Canadá, e é elegível, corra para aplicar.

Caso o número máximo tenha sido atingido, o Governo Canadense irá reembolsar a taxa paga pelo aplicante.

Os limites anuais são (para a tradução, só ver acima):

OcupaçõesAplicações
Farm supervisor or Specialized livestock worker50
Industrial butcher or Retail butcher1470
Food processing labourer730
General farm worker200
Harvesting labourer300

Considerações Finais & Fontes

Um dos objetivos do Governo do Canadá é espalhar por todo o país, os imigrantes e futuros residentes permanentes.

Para evitar que todos acabem indo apenas para os grandes centros: Toronto, Montreal e Vancouver.

E o Agri-Food Pilot Program é uma das opções que tem este objetivo (entre outros).

Infelizmente, como falei acima, é um programa bem específico e que irá ser útil para um número restrito de pessoas.

Porém, se você estiver no Brasil e tiver experiência nessas ocupações, pode tentar achar um emprego aqui no Canadá.

A maioria das profissões listadas acima estão em alta demanda, ainda mais pelo fato de que quem mora nas áreas metropolitanas geralmente não querem se mudar para as áreas rurais do Canadá.

Para saber, e aprender, outros termos e siglas usadas no mundo da imigração canadense, acesse: Termos e nomenclaturas Canada

Para mais informações é só entrar no Site Oficial do Governo Canadense

Aqui você acessa o link do NAICS do qual falei lá em cima.

Deixe o seu comentário